O dia de chegada nunca é um dia 100% aproveitado, não é mesmo? Ainda mais quando você precisa sair de madrugada para pegar o voo e não dorme direito. Mesmo assim, nosso primeiro dia em Lima nos reservou uma bela surpresa. O famoso restaurante Tanta ficava a apenas duas quadras do nosso hotel e não poderíamos pedir um lugar melhor para começar a incursão à cozinha peruana :D

Assim foi a nossa chegada em Lima. O voo saía por volta das 6 horas da manhã e, como moramos no interioR, tivemos de sair de madrugada rumo ao aeroporto, afinal deixamos pra terminar as malas nos 45 do segundo tempo. Santo de casa não faz milagres, certo? :P

O Tanta

Noite anterior mal dormida, modo zumbi ativado (braaaaaaiiiinnnsssss), esse primeiro dia tinha tudo para ser meio bege. Saímos para conhecer a região do hotel e procurar um restaurante. E qual restaurante encontramos no caminho? O Tanta :D O restaurante foi indicado pela Sylvia neste post do Viaje na Viagem e estava na nossa listinha.

Entrada do Restaurante

Todo mundo que curte gastronomia reconhece o bom momento da cozinha peruana, por isso a lista de indicações era grande, bem maior do que os nossos dias na cidade. Infelizmente, dessa vez não conseguimos visitar os restaurantes mais badalados como o Astrid & Gastón, o La Mar e o Rafael Osterling. Como sempre dizemos, mais alguns bons motivos para voltar ;)

O Tanta é um dos restaurantes do famoso e estralado chef Gastón. Aliás, toda vez que eu ouço falar nele, lembro do Gastón de A Bela e a Fera ~delete~ O Tanta apresenta, em seu cardápio, pratos tipicamente peruanos e o melhor Pisco Sour que provamos nessa viagem.

Vamos aos desfiles de novos sabores do Tanta:

Ají de Gallina

O Fred optou pelo tradicional Ají de Gallina, que, segundo o cardápio, é um dos pratos mais queridos entre os limeños. O prato é composto por um saboroso frango com molho de queijo, pimentão amarelo e pimenta mirasol, acompanhado de arroz e batata.

Ají de Gallina

Ají de Gallina

Anticuchón

Já a Ingrid, nossa Todinho de aventuras, caprichou e pediu um Anticuchón, um prato bem generoso de frango no espeto com batatas amarelas gratinas, milho na manteiga e molho de rocota com huancaína.

Anticuchón

Anticuchón

Pobrecito

Eu não resisti ao Pobrecito, um prato com seis mini tacu tacus de lombo com cebola e ovo de codorna. Divino.

Pobrecito

Pobrecito

A variedade dos ingredientes peruanos

O que mais encanta na cozinha peruana é a variedade de vegetais diferentes que eles têm. Os milhos e as batatas, por exemplo, são bem diferentes dos sabores que estamos acostumados a provar por aqui. Renda-se a essa experiência e se deixe levar pelas aventuras da cozinha peruana, novos sabores podem lhe conquistar ;)

Tanta do Chef Gastón em LimaTanta do Chef Gastón em Lima

Por incrível que pareça, não consegui encontrar o site oficial do restaurante no Peru, encontrei apenas o link para a filial do restaurante na Bolívia graças a esse post da Sut-Mie, do Viajando com Pimpolhos, que também aprovou o restaurante ;)

Tanta Restaurante Peruano

Endereço:

Esquina entre as Ruas 28 de Julio, Vasco Nuñes de Balboa e Avenida Reducto.

Preço médio:

30 soles (+- 21 reais)

Endereço

Você pode encontrar outras dicas de restaurantes em Lima nesse post da Gastrolândia, um baita blog para quem é apaixonado por gastronomia, mas cuidado ao clicar no link perto da hora do almoço :P

Você já foi ao Tanta? Tem algum bom restaurante peruano para indicar?

Conta pra gente! :)

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Peru \o/

Se gostou do que viu, assine o blog!


    28 Comentários
  1. Nat, o Gastón não era de Ratatouille?!? ;-)

    Em 2010, quando fui passar um feriadão em Lima, também conferi o Tanta, já que estava hospedada ali pertinho, no Radisson Miraflores. E voltei simplesmente apaixonada pelo Astrid y Gastón… Tem um post lá no I&V sobre ele: http://www.idasevindas.com.br/2012/04/12/uma-noite-no-astrid-y-gaston/

    • Carlinha, é verdade! Tem o Gaston do Ratatouille também :) mas toda vez que eu escuto esse nome, eu lembro dessa música d’A Bela e a Fera. Vai entender…

      Obrigada pela dica do post do I&V :)

      Bjs!

    • Nat, o mais bacana do Gastón do Ratatouille é que ele era um chef! Sempre fiquei pensando se não seria uma homenagem ao Acurio… ;-)

  2. Que saudade da comida peruana!!! Adoooro!!!

    Tudo lá é muito gostoso!! E o milho… varias cores e sabores! Esse ají de gallina também me pareceu bem tentador!!

    Bjs, Anna

    • Anna,
      A viagem ao Peru mexeu em todos os meus sentidos, literalmente. Eu achei que não ia gostar muito da cozinha peruana e voltei apaixonada. Os sabores são diferentes e muito ricos, não é mesmo?

      Bjs e obrigada pela visita :)

  3. Nat, eu conheci o Tanta em Santiago, no Parque Arauco. Provei o ceviche, foi ótimo tambem!

  4. Menina, que descoberta BACANA! ;-)

  5. Inicio de setembro irei a lima e seguirei suas dicas,na volta eu conto…

  6. E o preço? É salgado? Gostaria de dicas de restaurantes mais em conta!

    • Oi Giulia.

      O preço nem é tão salgado assim. Se fosse comer a mesma coisa em restaurantes parecidos no Brasil, a conta sairia mais que o dobro com certeza. O preço é super justo e até barato pela qualidade :)

  7. Hoje fui ao Tanta seguindo a recomendaçao de voces e pedi o Ají de Gallina. Gostei do prato a comida realmente é de qualidade, mas o ponto alto pra mim foi o serviço. A comida saiu super rápido, o garçom me trouxe um copo d’água sem que eu pedisse e no final do almoço ele reparou que eu carregava uma garrafa de água vazia (após passar a manha caminhando em Barraco) e ofereceu-se para enche-la. Muito amável. Com certeza o preço é muito justo! Valeu pela dica!

  8. Ontem, seguindo suas dicas, fui ao Tanta em Chacarilla, com dois amigos. Meio da tarde, fomos atendidos rapidamente. Meu Pisco Sour de camu camu estava sensacional. Para conhecer os sabores peruanos, pedimos um Cebiche clássico, para compartir,que estava fresquíssimo e delicioso ! Como pratos principais, pedimos três clássicos : o Aji de Gallina estava espetacular , como já descrito acima. Experimentamos também a Causa Limeña, absolutamente diferente de tudo que conhecia : prato frio, em camadas de uma massa tipo purê de batatas , frango desfiado com maionese, abacate, ovo cozido e tomate, e mais um creme amarelo de huancaína amarelinho, que não sei bem o que é, mas estava delicioso ! E ainda o Lomo Saltado, pedaços de carne bovina muito tenra, com Cebolas , tomates , aji, batatas amarelas, feitas na wok, acompanhadas de arroz com choclo, simplesmente espetacular. Mais creme de lúcuma, e um alfajor grande recheado com doce de leite e Mousse de chocolate, fechamento perfeito para uma refeição deliciosa, enquanto o Brasil levava mais um baile da Holanda. A conta: 200 soles , em torno de 170 reais, muito razoável para 3 pessoas ! Tarde memorável ! Recomendo fortemente.

    • Que legal, Samuel!

      Que bom que você curtiu a nossa dica e ainda aproveitou um ótimo jantar.

      Bem que eles poderiam abrir um Tanta no Brasil, não é mesmo? :P

  9. Pessoal,
    O Tanta precisa de reserva?

    • Alexandre, gostei tanto que fui três vezes ! Só reservei uma vez, horário de pico, sábado às 20h, mas foi tranquilo. Na dúvida, ligue antes ! Boa refeição !

    • Comida boa e de preço justo, né Samuel :D

    • É como o Samuel disse, reservas mais para o horário de pico ou caso você queira ter certeza de que não esperará na fila. Eu geralmente saio com as reservas dos jantares todas feitas e dos almoços nos principais restaurantes tb :)

  10. oi Natalie!!!
    Nossa, que roteiro EXCELENTE que vocës fizeram no Peru!! E o seu cuidado e carinho com os posts nos auxiliam muito!!!! Mës que vem irei ao Peru e estou elaborando meu roteiro baseado em suas dicas!
    Sõ uma pergunta (por enquanto..) para o Tanta e para o Chica em Cusco e necessario reserva::
    Que horas normalmente os restaurantes lotam para almoço e jantar::
    Muito obrigada pelas dicas!!

    • Oi, Alessandra :)

      O Chicha em Cusco você deve reservar, já o Tanta é mais tranquilio e não precisa de reservas. Em Lima existem mais de uma unidade do Tanta, inclusive no famoso shopping Larcomar.

      Não sei ao certo que horas os restaurantes costumam lotar, mas almoçando ou jantando relativamente cedo você não deve ter problema com isso ;)

      Se você procura um lugar para fazer uma refeição ainda mais especial em Lima, anote na agenda: o restaurante El Mercado do Rafael Osterling é simplesmente fabuloso e você ainda vai encontrar a autêntica comida peruana com um toque de personalidade. Vale a pena!

      Se precisar de mais alguma ajudinha no planejamento da sua viagem, é só chamar :) Divirta-se bastante!

Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. [...] de começar a viagem com o pé direito almoçando no Tanta, seguimos a dica da Sylvia e fomos aproveitar a vida ~ boêmia ~ no bairro Barranco. Este [...]

  2. [...] Tanta – um ótimo restaurante do Gastón em Lima [...]

  3. [...] de Cusco é um restaurante completamente diferente dos outros que levam o nome do Gastón como o Tanta e o Astrid y [...]

  4. […] programação de museus e atrações históricas é vasta, assim como programas de compras e gastronomia. Não deixe de passear por Miraflores, San Isidro e Barranco, bairros praticamente residenciais e […]

  5. […] essa é a palavra. Pedi o prato indicado aqui no blog, o Anticuchón. Gostei muito dos acompanhamentos, mas o tempero do frango era bem forte. Gostamos, mas não foi […]

  6. […] qual é o principal ponto positivo desse hotel? Ele fica pertinho do Tanta, eleito, entre a trupe do Sundaycooks, um dos melhores restaurantes provados nessa viagem ao […]

  7. […] Tanta – um ótimo restaurante do Gastón em Lima […]

  8. […] resistimos a visitar novamente o Tanta, restaurante do famoso chef peruano Gastón Acurio que conhecemos na nossa primeira viagem ao […]