“Deixa a vida me levar” – Zeca Pagodinho

Un post más despues de probar algunos restaurantes diferentes.

Hay buenos restaurantes por acá. Caros en su mayoria pero mui buenos. La carne es muy buena y en general el servicio es bueno también.

Yo fui en varios restaurantes del Mall Parque Arauco y también en Borde Rio.

En Borde Rio fue en el restaurante peruano El Otro Sitio que es muy bueno. Comí unas empanadas y un lomo a la criolla. Hoy fui en La Tabla que es un restaurante argentino. La parilla y las empanadas estabam muy buenos pero el servicio fue mui malo. La carne llevó mucho tiempo para llegar y nadie preguntó si yo necesitaba de algo en el interín.

En el domingo yo hice un city tour por la ciudad que es muy hermosa. El cerro San Cristobal es un lugar muy hermoso que debe ser visitado.

El Teleférico y el Funicular me dieron miedo pero fue una experiencia muy buena.

Esta es la entrada del restaurante Como Agua Para Chocolate:


Este es la entrada del banho de las mujeres:


Y esta es la entrada de el banho de los varones:


El Sabado yo fui a los Andes ver la blanca nieve 😀

La nieve es blanca mismo y también muy fría. La experiencia de manejar en la nieve y hielo fue muy emocionante pero no voy hacer eso de nuevo un um carro pequeño.

Pasé por Farellones y El Colorado para ver nieve y jugar con ella. Yo pensé que la nieve era muelle pero solo despues de nevar. Si no nevó la nieve es bien dura.

Me gustó mucho la nieve pero yo queria que usted estuviese aquí conmigo mi cariño…

Es eso. Hasta otra vez al tiro!

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    7 Comentários
  1. nhoooooooooooooofaz mto tempão que eu nao te vejo, mas é bem melhor saber que vc tá de volta!!e poste receitas aqui, hnf. ****;

  2. Fiz esse roteiro lá também Fred. Mas tenho fiquei com uma impressão péssima do Como Água para Chocolate. Reservei com mais de dois meses de antecedência, uma mesa para dois, em um domingo, ás 20:00hs. A reserva foi confirmada no dia seguinte e fui informada que a tolerância para atraso seria de 15 minutos. No dia reservado chegamos às 19:30 (meia hora antes) e eles simplesmente deram a nossa mesa para outro casal na nossa cara. Nosso nome estava na lista de reserva e chegamos com antecedência. O pior foi que além de não pedir desculpas, ainda disse que estávamos atrasados. Ficamos umas duas horas em uma fila de espera. Esperamos porque além de estar muito frio não encontramos nenhum táxi (pasmem!). Apesar da minha revolta, jantamos lá e depois fomos “assaltados” com um velocímetro que pulou de 12 para 18 pesos enquanto eu olhei a hora! Em que pese a opinião de quem gostou, eu, particularmente, não recomendo o restaurante e aconselho a acertar o valor da corrida antes de entrar no táxi (nesse local, á noite, a maioria dos táxis não usam o velocímetro). Sinceramente, preferi o Dominó’s Fuente de Soda da Alameda Providência. Além de ir a pé do hotel (Ibis Providência) para lá, eles tem uma vienesa com molho da casa (de abacate) com suco de chirimoya que são uma beleza!!! rsrsrs

    • Nossa, desenterrou este post, hein Giovanna 😛 Este é dos primórdios do blog lá em 2008 hahahah Pena saber que até no Chile os taxistas estão malandros 🙁 Sobre o Como Agua para Chocolate, já vi pessoas falando a mesma coisa. Quando fui, das duas vezes estava bem bom e os camarões estavam divinos. Mas pode ser que tenham piorado e que nosso paladar atual também mude de opinião. Com tantos restaurantes divinos em Santiago, não sei se eu voltaria para o Como Agua para Chocolate tão cedo 😛

  3. Só descobri o site hoje (muito bom, por sinal) e estou lendo tudo que se refere ao Chile, para onde viajarei em breve.
    Complementando o assunto dos táxis, recebi há poucos dias o e-mail de um amigo santiaguino, no qual ele alerta para evitar táxis e pegá-los só em último caso. Segundo ele, é uma prática muito comum os taxistas cobrarem mais caro dos turistas.

  4. Voltei da minha viagem de 15 dias ao Chile e os taxistas comuns se mostraram um problema mesmo. Enquanto ainda tinha crédito no banco de dados, usei o EasyTáxi com sucesso. No último domindo 2 de agosto, finzinho da viagem e já sem créditos, pegamos um táxi da pizzaria Tiramisú até o Museo Ralli. Talvez porque era relativamente próximo, não prestei a devida atenção. O taxímetro estava adulterado: 5.700,00 por uma corrida que deveria ter custado 1.500,00 no máximo. Amigos também tiveram problemas com táximetros adulterados e “shows de mágica” de motoristas, que “transformavam” notas de 10mil em mil. O próprio pessoal da recepção do Ralli (grande dica que não vi em nenhum outro blog sobre o Chile) alertou para não pegar táxis comuns nas ruas sem o uso de aplicativos, pois não são confiáveis.

Deixe seu Comentário