“An optimist is someone who falls off the Empire State Building, and after 50 floors says, ‘So far so good!” -Anonymous

O segundo dia também amanheceu chuvoso. Nossa primeira parada era na Times Square. Alguns pontos turísticos internacionalmente conhecidos fazem parte do nosso “imaginário turístico” e, sem dúvida, a Times Square é um deles. E estávamos animados para conhecer.

Por alguns momentos caminhamos hipnotizados por todos aqueles letreiros, pelas lojas, pelos turistas fazendo poses engraçadas e principalmete pela pressa típica dos que trabalham por ali. Era a vida acontecendo.

Yellow Cabs

De lá seguimos para o Rockefeller Center. A chuva, nossa amiga, continuava nos acompanhando. Mas toda aquela atmosfera era tão bacana que a chuva não tirava o brilho da nossa viagem.  Caminhamos com calma, batendo papo, observando a rotida das pessoas, as lojas diferentes e os cafés bacanas.

Note to self: visitar o Rockefeller Center próximo do Natal 🙂

Optamos por visitar o Rockefeller porque ele proporciona um cenário mais bonito que o do Empire State, sem contar no conforto de reservar o passeio pela internet e não pegar fila na entrada.

Empire State

Segundo nossas anotações, pagamos  18 dólares (ingresso para adulto) e tivemos 2 dólares de desconto pela compra on line. Atualmente, você paga 21 dólares por esse mesmo ingresso. Pode comprar também o Sunrise Sunset que custa 30 dólares e você pode visitar o prédio 2 vezes no mesmo dia. No site também é possível fazer o download do podcast que traz informações sobre o Top Of the Rock.

A cidade é super fotogênica.

Não deixe de passar pela loja da Swarovski e de visitar o loja da NBC onde você encontrará alguns produtos das séries da emissora. Comprei meu primeiro pacote de batata frita Lays e matei um pouquinho da saudade da minha avó =D

Visitamos a igreja de St. Patrick’s e caminhamos pela 5th Ave em direção ao Central Park. Enquanto conhecíamos a igreja, o órgão começou a tocar bem ao nosso lado e as noviças se organizavam para assistir à missa, foi uma surpresa emocionante.

St Patrick’s

Funny Fact: O Fred tomou o primeiro pito da viagem do guardinha da igreja pois estava gravando e tirando fotos numa área em que não era permitida a entrada quando a missa estivesse acontecendo.

Nota do Fred: Eu entrei naquela parte antes de começar a missa. Eu tenho culpa de que não me avisaram quando a missa ia começar?

Olha só os seguranças...

Já era hora do almoço e nós seguimos uma sugestão ótima da Marcie e fomos ao Brio. Aprovado e fortamente recomendado por nós também 😀

Em frente ao restaurante há uma loja de artigos de dança da Capezio. Se você dança, vale a pena passar por lá. Infelizmente não fui em nenhuma loja da Gaynor :/ mas é uma ótima desculpa para retornar a NY.

Seguimos pelo Upper East Side, uma região muito tradicional e charmosa da cidade. O mais bacana é tentar sentir o clima de cada região de NY. Isso enriquece a viagem.

Nesse roteiro tão “Sex and the City” não poderia faltar uma visita a NY Public Library. No fundo, no fundo, fiquei com a impressão de que no filme a biblioteca era maior que ela de fato é. Mas lá tivemos a oportunidade de ver a bíblia de Gutenberg e conhecer esse ícone importante da cidade.

Whre's Carrie?

Fechamos a noite muito bem assistindo ao musical Chicago na Broadway. Mas isso merece um outro post, afinal comprar ingressos bons e baratos para os shows da Broadway é quase uma arte.

NY é uma cidade que te envolve, te alimente e te seduz. É um pequeno mundo que te conquista e muitas vezes faz questionar: “Por que eu não vim morar aqui antes?”

Deixar-se encantar pelo clima da cidade faz parte desse roteiro.  🙂

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    2 Comentários
  1. ai, q saudade de NY!

  2. Não achei a dica da Broadway. Onde está?

Deixe seu Comentário