“Me siento más madrileño que el alcalde de Madrid, porque los que han nacido en Madrid no han podido soñarla (…)” Joaquín Sabina

Um pouco antes de viajarmos, perguntei no Twitter e aqui no blog se vocês conheciam algum restaurante em Madrid para nos indicar. E generosos como vocês são, dicas de lugares imperdíveis apareceram numa proporção maior do que os nossos dias nas terras madrileñas. Obrigada mais uma vez! Agora eu tenho uma ótima desculpa para voltar a Madrid e testar todas as dicas que ficaram de fora do nosso roteiro : )

Começamos o nosso tour gastronômico com o pé direito, seguimos a indicação da Patrícia do Turomaquia e provamos o En Estado Puro restaurante do Hotel NH, na Plaza de Cánovas del Castillo e do chef Paco Roncero. Embora o atendimento estivesse um pouco lento e meio mal humorado, foi uma ótima maneira de sermos apresentados à cultura de tapas.

Alguns blogs, tanto de viagens quanto de gastronomia, têm a capacidade de nos torturar, eles são cruéis e anti-dietas. Vejam só esse post e me digam se não dá aquela vontade de devorar o próprio monitor? Pois é… É possível ir para Madrid e não lembrar desses churros? E lá fomos nós provar os famosos churros do San Gines. A Patrícia mandou muito bem nessa dica, de novo 🙂

E assim seguindo as super indicações, encontramos uma definição de bom, bonito e barato graças à Carmem que entende das coisas boas da vida e nos indicou um restaurante que só os locais costumam frequentar.

Ele fica numa ruelinha perto da Gran Via e se chama Puerto Rico. Lá provamos um almoço muito saboroso e bem barato. Como vocês podem ver, nós não fomos os únicos que aprovamos essa dica da Carmem, a Mari também passou por lá, gostou do que provou e escreveu o seu relato aqui.

Já o mercado San Miguel dispensa apresentações. Como já contei por aqui, aproveitei cada barraquinha. Embora o Almendro 13 não fosse tudo aquilo descrito em uma matéria da Lonely Planet, eu adorei essa história de huevos rotos 🙂

Visitando Madrid, não deixe de caminhar pela região da Cava Baja e aproveitar aquele festival de bares de tapas. Ah, e não se esqueça de tomar uma Estrella Damm por mim 😀

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    6 Comentários
  1. Fico contente de ter contribuído para o deleite gastronômico de vocês.
    Madri é mesmo uma delícia, né?
    E o Puerto Rico é um achado!
    Acho que vou pedir uma comissão ao dono… 🙄

    • Acho justo. Você bem que podia pedir uma comissão. Porque esse restaurante é um verdadeiro achado. Pena que não deu tempo de voltar lá.

  2. Que fome ao olhar para estas fotos! Mais uma dica anotada para setembro 😉

    • Madri é d+. Super charmosa e com muitos achados pela cidade 😛 Depois conta pra gente o que você achou 🙂

  3. Eu AMO tapas! Ainda não conheço Madri…um dia!

Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. […] em madri | LINK 29. @penelophy | salir de tapas – o perigo é não querer voltar pra casa | LINK 30. @penelophy | o que há entre o templo de debod e o teleférico? | […]