Não me lembro ao certo se conheci o Inhotim no final de 2007 ou de 2008. Não encontro minhas anotações :/

Quando resolvi que queria visitar o museu, poucas pessoas tinham ouvido falar desse projeto, então eu não sabia muito o que esperar. Ouvi alguns comentários do tipo: “é um museu de arte contemporânea que dizem ser muito bom.” Munida desse pequeno comentário e muita força de vontade para convencer todos os amigos nerds do Fred a passarem um dia em um museu, consegui chegar até Brumadinho em um domingo chuvoso.

jardim inhotim

Fui pega de surpresa com tudo o que eu vi ali. Desde a bilheteria, até mesmo o restaurante e a lojinha de souvenirs, que, aliás, tem objetos muito bonitos, tudo é impecável.

inhotim

Foi amor à primeira vista. Voltei de lá rasgando elogios ao museu, mas infelizmente ninguém me levava muito a sério quando indicava fortemente a visita. Eu passaria dias lá tentando entender aquela simbiose maluca entre arte e natureza.

inhotim

Tudo isso pertinho de nós, sem precisar passar horas encolhida em um avião, sem precisar cruzar um oceano. Não tem como não se encantar pela proposta do museu, independente da idade ou dos conhecimentos de arte. Até o comercial do Inhotim é super cool:

Não vejo a hora de voltar a BH porque preciso conhecer as instalações inauguradas recentemente. Também quero ver como andam as estradas de acesso ao museu, pois quando eu fui eles ainda estavam construindo e precisamos percorrer um trecho em estrada de terra.

esculturas inhotim

Se eu pudesse indicar 5 museus no mundo para se conhecer antes de morrer, sem dúvida, o Inhotim seria um deles. Você precisa incluir esse passeio  urgentemente na sua wish list. Mas vá de coração e mente bem abertos e deixe o seu sentido te guiar. É de tirar o fôlego.

instalações inhotim

*Post altamente tendencioso, mas no segundo parágrafo eu já declarei meu amor ao museu, então a licença poética estava liberada, certo? Mas eu não fui a única que gostou muito do que viu por lá, vários blogueiros que eu admiro muito também se encantaram com o que viram. Vejam só os seguintes relatos:

Viaje na Viagem – Inhotim: o melhor passeio que você ainda não fez

Viaggio Mondo – Inhotim: belezas de Minas Gerais

Viaggiando – Inhotim

Turomaquia – Inhotim: “isto aqui, ô, ô, é um pouquinho de Brasil iá iá”

Turomaquia – Inhotim: um caso de amor à primeira vista

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    8 Comentários
  1. Que máximo, as fotos estão lindas, eu preciso ir pra Inhotim, já tá nos planos faz tempo.

  2. Concordo com tudo, assino embaixo, com a direita e a esquerda : lindão ! E imperdível !

  3. Entendo e concordo com tudinho que você falou! Também não consigo ser imparcial quando se trata do Inhotim. 😉

    Beijos!

  4. Oi Fred e Natalie,
    Sempre explorando opções que desconheço e no Brasil então, que vontade de voltar!
    Sou de Portugal e estou de momento em Madrid.
    Amei o vosso blog e vossas receitas.
    Me escrevam pois creio que vocês podem gostar de um projecto em que estou sobre viagens online.
    Acho que é mesmo o ideal para vocês.
    Continuação de boas viagens e aguardo novidades.
    Sara

  5. Estou indo à falência de tanto ter que comprar babador para ler todos os posts que vocês estão fazendo. Belezura.
    Mas..alguém conhece um lugar onde vende babador no atacado. Brigadim!

  6. Quantos comentários bacanas sobre esse post 🙂 Fico feliz por saber que vocês também gostam tanto do Inhotim como eu.

    Marcie e Lu, vale a visita mesmo. Pode marcar na agenda que eu até faço o sacrifício e acompanho vocês 😀 😉

Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. […] | bh do mercado central e do museu giramundo | LINK 68. @penelophy | inhotim. impressionante. | LINK 69. @raphanomundo | curitiba – museu oscar niemeyer | LINK 70. @raphanomundo | caruaru: casa […]

  2. […] passeio por Minas Gerais, com base em Belo Horizonte, não podemos deixar de fazer uma visita ao Inhotim, este importante Museu de Arte […]