Então é isso mesmo? Vou logo entregando a cereja do bolo, assim de cara? O Millennium Park é um dos cartões-postais mais conhecidos de Chicago e não é para menos 😀

O belo Millennium Park

São mais de 99 mil m2 de área verde construída em cima das estações de trens. Até hoje, arquitetos do mundo inteiro visitam a cidade para estudar esse projeto de paisagismo e urbanismos que deu tão certo. Afinal, pouco são os parque que conseguem integrar natureza, arte, arquitetura e design de uma forma tão homogênea.

Esquilo de Chicago

Guloso

Com o objetivo de criar um parque que transformasse e maquiasse a região de chegada e saída de inúmeros trens, nasceu o Millennium Park. Seu projeto ambicioso começou a ser desenvolvido em 1997 e sua inauguração aconteceu em 2004. O resultado foi muito positivo e até hoje desperta interesse, pois foi uma solução inovadora para um problema de planejamento urbano que afeta muitas metrópoles: as estações de trens riscando a paisagem.

Nesse imagem que eu encontrei na Wikipedia, é possível visualizar a região antes da construção do parque.

Grant Park before Millenium Park

Cadê o Millennium Park?

Trens em baixo do Millenium Park

Dá pra imaginar um parque do tamanho do Millennium Park sobre as nossas cabeças?

Nada disso adiantaria se, não apenas os turistas, mas também a população local não abraçasse essa ideia.

O parque é ponto de encontro da população local durante o ano todo. Até mesmo durante o rigoroso e longo inverno de Chicago, as pessoas se encontram no Millennium Park para curtir a pista de patinação no gelo montada ali no coração do parque.

Millenium Park Chicago

Apesar do frio que ainda congelava meus pezinhos, a primavera já começava a dar as caras por ali

Mas é no verão que o parque se enche de uma energia especial: os jardins florescem, a prefeitura capricha na programação: atividades físicas ao ar livre (este ano, por exemplo, vai rolar até aula de pilates!), orquestras e grupos de jazz e blues se apresentam gratuitamente no parque e artistas aproveitam para expor suas obras. Afinal, depois de um inverno rigoroso quem não sonha em curtir uns dias de sol, calor e uma programação cultural bem interessante? Até eu que moro em Valinhos 😀

Millenium Park Chicago

Aliás, o parque tem até seu próprio Twitter para postar informações, notícias e novidades da programação: @Millennium_Park . Achei simpático 🙂

Se você aproveitar para conhecer a cidade no verão, nem preciso comentar que o Millennium Park é um ótimo lugar para você fazer aquele piquenique caprichado, certo? 😉

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros de Chicago \o/

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    12 Comentários
  1. Faltou comentar o "feijão" metálico, que é o meu favorito no Millenium Park. Uma curiosidade, o filme "Curtindo a Vida Adoidado" se passa em Chicago, e naquela época nem existia o Millenium Park, há uma cena do filme que mostra em terreno deserto, só terra!

    • Fala dona Fernanda 🙂

      Esse é o aperitivo hehehe O prato principal de Feijão, Pavilion , Flores, Água e Cultura vem no próximo post sobre Chicago ;D Tem muita coisa interessante lá.

      Essa do Curtindo a vida adoidado eu não sabia! Vou tentar achar essa cena pq deve ser muito estranho ver aquilo tudo sem nada >.<

      Adoramos o Millennium Park. É muito calmo e relaxante andar por lá, mesmo com a friaca que estava fazendo.

  2. A cada post de Chicago, só aumenta minhas saudades de lá… 🙂

    • Carina, ihh estou preparando vários posts sobre todos os passeios que nós fizemos em Chicago. Foi um passeio mais legal do que o outro… daqui a pouco você vai convencer o maridão pra mudar o roteiro da próxima viagem 😛

  3. gostei das fotos e achei muito legal

  4. O Millenium é realmente maravilhoso! Estivemos agora no inverno, portanto mta neve prá todo o lado. Mas não tirou o charme do parque. Mto gostoso prá passear. E o “feijão”… ah, esse é um item à parte!! Todo mundo fica encantado e quer tirar milhares de fotos. Foi o que fizemos. E logo atrás dele, o rink de patinação. Inesquecíveis!

    • Eu queria ter ido no rink de patinação, mas já era praticamente verão lá para eles (5C :P), então o rink não estava funcionando. Tirar foto no feijão é tudo hehehe muito legal. Também temos fotos de todas as maneiras ehhehe

  5. Fred/Natalie…

    Que série sensacional essa sobre Chicago!!!! Parabéns.

    Reli toda a série agora e está me ajudando muito a montar o roteiro da minha próxima viagem. Vou p/ lá em outubro, depois de passar por Seattle, Vancouver e Banff.

    De início, tenho 05 dias inteiros em Vancouver, 03 em Banff e 03 em Chicago. Mas como estou achando que a Windy City tem um clima meio NY (meu ponto fraco hehe), acho que vou tirar um dia de Vancouver ou Banff e aumentar em Chicago.

    • Que legal, Thyago. Obrigado 😀

      A Natalie acha que tirar um dia de Vancouver e colocar em Chicago é melhor mesmo 🙂 Tem muita coisa perto de Banff pra ver para tirar dia da cidade, então acho que Vancouver é quem vai sofrer a perda hehehe Ah, e manda meu alô pro Lake Moraine 😛

    • Valeu, Fred/Natalie…

      Devo fazer isso mesmo. Passo aqui pra dizer assim que definir.

      Quanto ao alô, pode deixar que aviso a todos os lagos que foram os Marvilas que recomendou uma visitinha hehe

      Abraço

    • hahahah demorou 😀

Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. […] Millennium Park: o cartão postal de Chicago […]