Quem convive comigo sabe da minha antipatia com a cena gastronômica de Campinas e região. Muitos restaurantes cobram uma preço acima da média por uma comida insossa, por ambientes barulhentos e equipe mal treinada. Muitas vezes preferi dirigir quase 2 horas para conseguir almoçar em um restaurante agradável em São Paulo a ficar por aqui. Mesmo assim, resolvi experimentar o Esquinica.

A idéia de criar uma nova sessão tentando descobrir os bons restaurantes e bares de Campinas já rondava os meus planos há muito tempo, mas ontem provei um jantar tão saboroso que resolvi estrear essa coluna antes do programado só para dividir com vocês essa dica :mrgreen:

Ontem conhecemos o Esquinica, o novo restaurante ibérico do Hotel Vitória, que fica na região mais badalada da cidade, o Cambuí, uma espécie de Leblon de Campinas.

Esquinica Cozinha Ibérica

Quando vi a proposta de um restaurante de comida espanhola pertinho da minha casa fiquei boba. Era a oportunidade que eu queria para conhecer um novo restaurante e, quem sabe, matar um pouquinho da saudade da comida especial da Espanha.

A proposta do restaurante não se resume a tapas, o Esquinica é um restaurante que integra a tradição das cozinhas espanhola e portuguesa com um toque de ingredientes brasileiros contemporâneos.

Esquinica - Menu

Juro que eu estava com o pé atrás. Não sabia o que ia encontrar e o medo de me decepcionar mais uma vez era grande.

Aí sim, fomos surpreendidos.

A noite foi super agradável e encontramos um restaurante a altura dos bons restaurantes de São Paulo. Saímos de lá surpresos e muito satisfeitos.

Ambiente muito confortável, cercado de janelas enormes que garantem uma bela vista para a Norte-Sul, uma das principais avenidas da cidade. Música delicada, apesar de só tocar músicas em inglês estilo Dani Carlos.

E aqui abro um parênteses: se a proposta é ser um restaurante de cozinha ibérica, será que não vale a pena buscar uma trilha sonora diferente, mais ligada a essa região? Fim do momento #ficadica.

A equipe era mega educada e bem treinada, certamente o melhor atendimento da cidade que eu conheci so far.

Esquinica - Ambiente

Infelizmente tivemos o azar de sentar próximos a uma mesa muito barulhenta. O pessoal falava tão alto que eu saí de lá sabendo tudo sobre o projeto da casa nova e sobre a prima recém divorciada :/

Quanto ao cardápio, provamos um couvert bem gostoso: pãezinhos frescos e torradinhas com azeite, patê de frios, azeitonas e castanhas. A sangria foi aprovada pelo Fred, o especialista em sangrias da relação.

Esquinica - entrada

A idéia original era provar o maior número de tapas possível do cardápio, mas e a vontade de conhecer os pratos principais do chef, onde fica? Então partimos logo para o bolinho de bacalhau que estava divino, e nem preciso dizer que era bacalhau de verdade, nada de merluza ou genéricos do tipo, que muitos lugares têm usado ultimamente.

A única referência que eu tinha do Esquinica era a croqueta de plátano com jamón. Numa leitura diferentes dos famosos bolinhos, o Chef se propôs a servir um tipo de croquete de banana da terra, queijo brie e presunto parma. Logo imaginei um bolinho super pesado, ledo e maravilhoso engano 😀

Esquinica - bolinhos

Bolinho de Bacalhau e Croqueta de Plátano com Jamón

Pois é, também fiquei me perguntando por que o Chef preferiu usar presunto parma ao invés do serrano, já que o assunto é cozinha ibérica. Segundo o garçom, o Chef disse que o presunto serrano passa por um processo de preparo por 6 meses e ao ser frito, ele perderia suas características mais marcantes.

Resolvemos provar um prato principal muito bem servido: pernil de vitela cozido a baixa temperatura com batatas rústicas. Apesar de as batatas estarem um pouco salgadas, a carne estava perfeita, macia e muito bem temperada.

Esquinica - prato principal

As formiguinhas não resistiram e pediram duas sobremesas: uma torta de abacaxi com sorvete de coco, uma apresentação linda e muito saborosa. Eu pedi uma crema de ovos com calda queimada que eu esperava ser como os doces portugueses, mas veio algo mais parecido com um crème brûlée. Estava bom, mas eu esperava algo mais português.

Esquinica - sobremesa

Esquinica - crema catalana

Resumo da ópera: Aprovado pelo Sundaycooks, o Esquinica é o melhor restaurante de Campinas até agora 😀 Parabéns ao Chef Jonathan Wehrung pelo ótimo trabalho.

Esquinica - drink

Esquinica

Endereço: Av. José de Souza Campos, 425 Cambuí – Campinas/SP

Telefone: (19) 3755-8000

http://www.esquinica.com.br/

Vale reservar um lugar se você pretende conhecer o restaurante numa Sexta ou Sábado, quando o movimento é bem maior.

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    11 Comentários
  1. Hummmm… vou ter que conferir!!!

  2. depois dessa leitura se eu pudesse iria agora mesmo!!! Ah! bolinhos de bacalhau!!!! Saudades da terrinha.

  3. Chegando hoje de Campinas e estando hospedada no maravillhoso Vitória Hotel, me deparei como esse comentário sobre o Esquinica. Estive lá dois dias da semana passada e não vou mentir que torci o nariz quando vi o cardápio, mas dei o braço a torcer, quando experimentei o arroz de cordeiro e um peixe cru temperado com limão, castanhas e algumas ervas. Maravilhoso, adorei!!!!!

    • Oi Ângela.

      A Natalie estava doida para provar o Ceviche deles, mas como eu não sou muito fã de peixe cru, a gente resolveu deixar para outra vez 😛 Mas é bom saber que é realmente bom. Fiquei com vontade de experimentar esse arroz de cordeiro 😀

      Se tiver oportunidade, experimente o bolinho de banana da terra. é muito gostoso também 😉

      Até,

    • Angela,
      obrigada pelo seu comentário 🙂 que bom que vc também gostou do Esquinica.

  4. Fui lá ontem!!! Vista muito bonitas, atendimento 9,985! Cheguei bem cedo (18:30) e fiquei um pouco no bar, enquanto aguardava um amigo… Os responsáveis pelo balcão são muito simpáticos, cordiais e bons de papo… conversamos sobre o novo bar iff! que abrirá semana que vem no andar de baixo… focado em cocktails e jazz… Seguindo a dica especialista Fred, optamos pela Sangria de vinho tinto (cabernet chileno) realmente muito gostosa… e ficamos só nas tapas. Pedimos ceviche de atum, muito saboroso (nota 9), apresentação fraca (nota 4… média 6,5… passou!) e carpaccio de polvo, também gostoso, podia ter um pouco menos limão, apresentação linda e depois as quentes… um espetinho de mignon e peixe (+/-) e a tal croqueta de plátano com jamón (de sobremesa rsrs) … Próxima vez experimentarei os pratos… valeu o programa e as dicas!! Obrigado!!

  5. Fui lá na semana passada e eles atualizaram o cardápio esta merlhor que nunca! couvert voce pode escolher 3 itens da mesa, paes assados na hora, muito saboroso e pratos de dar agua na boca. Pena que nao da para experimentar tudo, mas voltarei para comer o resto das taapas.

  6. Apesar deste seu post ja ser um tanto quanto antigo. .. me convenceu. Vou la hj a noite. Se me permitir te repasso minha impressão.

  7. O chef do restaurante é um rapaz de apenas 24 ou anos de nome Lucas Batista. Tão novo mas, com grande talento.

Deixe seu Comentário