Chegamos em 2012, o derradeiro ano do nosso rico planetinha. Como o calendário maia, a NatGeo, o History e o Discovery já avisaram, no próximo 21 de dezembro todos nós viraremos poeira cósmica.

Foto: insert screen name here (CC BY-NC-SA 2.0)

Por um lado, eu fico triste com isso. Com apenas 12 meses de existência planetária, não conseguirei conhecer nem um pentelhésimo dos lugares que cobiço.

Por outro lado, fico muito feliz. Um fim de mundo avisado com tanta antecedência deve ser algo bem raro na história dos mundos.

Reflita comigo: nós poderíamos ser atingidos por um asteróide descoberto poucas semanas antes de bater na Terra, o que não nos daria muito tempo para planejar uma morte em grande estilo; Poderiamos ser vítimas de um ditador maluco que apertasse o botão de lançamento da sua bomba atômica, o que nos daria apenas algumas horas para procurar um camarote de onde assistir ao grand finale.

Foto: *** Fanch The System !!! *** (CC BY 2.0)

Mas não. Nós somos sortudos como ninguém jamais foi. Teremos mais de 11 meses para decidir onde estaremos no fatídico 21/12/2012.

Então corra. Leia este post, decida onde assistir ao apocalipse e faça logo as suas reservas, porque o fim do mundo promete ser caótico nos hoteis.

Nova York

Não vai existir fim de mundo mais grandioso do que na Big Apple. Nove entre dez filmes sobre o assunto se passam por lá e Hollywood não pode estar tão errada.

All rights reserved by MrSchmo (Flickr)

Lugares-clichê para a cena final não faltam: a loja da Apple, o alto do Empire State Building, a ponte do Brooklyn e muitos outros. Mas eu tenho alguns preferidos.

A Times Square ou junto à árvore do Rockfeller Center são boas pedidas. A decoração para o último Natal certamente vai ser exuberante e você pode morrer em meio a um lindo festival de luzes coloridas.

Foto: kerolic (CC BY-NC-SA 2.0)

Para consumistas inveterados, nada melhor do que se postar em frente às vitrines da Macy’s ou da Saks. Com um pouco de sorte, pode rolar um pânico generalizado e você pode participar de um saque às duas lojas, morrendo cheio de sacolas de muamba. Seria a glória para um brasileiro.

Mas a minha sugestão preferida é outra, muito mais cinematográfica: perto da hora final, vá para qualquer lugar de onde você tenha uma belíssima visão da Estátua da Liberdade. Depois, prepare-se para assistir, ao vivo e a cores, à cena clássica do monumento sendo destruído. Roland Emmerich morrerá de inveja de você.

"Catastrophic Tsunami" (Danny - Web Media Magazine)

Kiribati

Levando em consideração…

1) …que o dia 21/12/2012 foi previsto pelo calendário maia

2) …que os maias viviam entre México e Guatemala

3) …e que o fuso horário de lá é GMT-6

…que tal ganhar um dia a mais de vida e enganar todas as previsões, morrendo apenas no dia 22/12/2012?

Gostou? Então reserve já seu lugar em algum hotel charmoso em Kiribati.

Foto: Rafael Ávila Coya (CC BY-SA 2.0)

A pequena república formada por 32 atois fica na borda da Linha da Data (fuso horário GMT+12) e é o primeiro lugar do mundo a ver o sol nascer.

Foto: jopolopy (CC BY-NC 2.0)

Ou seja: enquanto o dia do juízo final estiver surgindo na região dos maias, você já estará na madrugada do dia seguinte. Quando o final do fatídico 21 de dezembro chegar no México, você terá aproveitado mais o dia 22 inteiro na beira das belíssimas praias da Polinésia.

Vai ser como ter um dia a mais em um feriadão enquanto seus colegas de trabalho estão todos no escritório.

Ushuaia

“El fin del mundo”.

É assim que os próprios fueguinos definem sua querida Ushuaia, a cidade mais austral do nosso moribundo planeta.

Foto: noneck (CC BY-NC 2.0)

Nunca fui para lá, mas pelas fotos que vejo dá para perceber que Ushuaia foi feita para quem quer assistir à catástrofe sem perder o charme e a elegância.

Além do apelido premonitório, a capital da Patagônia Argentina é uma cidadezinha linda, bucólica, com casinhas coloridas, barcos, bosques, cafés deliciosos, parrillas, doce de leite, alfajores e tango, encravada entre belíssimas montanhas nevadas e o mar que a separa da Antártida.

Foto: ::: M @ X ::: (CC BY-NC-ND 2.0)

Além de dar um toque de beleza ao derradeiro adeus da humanidade, Ushuaia também deve brindar seus visitantes com uma visão privilegiada do tsunami gigante assassino, que nem naquela cena do filme 2012.

Você só vai precisar subir as montanhas.

Columbia Pictures

Não é perfeito?

Timbuctu

Oficial e geograficamente, o fim do mundo é Ushuaia. Mas psicologicamente, é Timbuctu, no Mali.

Foto: Kaptain Kobold (CC BY-NC-SA 2.0)

A cidade foi um centro comercial importantíssimo entre os séculos XV e XVI, onde mercadores se encontravam para fazer business e trocar camelos. Também foi o local de uma das primeiras universidades do mundo e suas contribuições para a História, o mundo islâmico e a arquitetura são reconhecidas até hoje, tanto que virou patrimônio da humanidade.

All rights reserved by a2portfolio (Flickr)

Não achou interessante? Então pense duas vezes.

Nesta vida, o importante não é “ser”, mas, sim, “parecer ser”. E aos olhos dos seus amigos invejosos, nada parece ser mais elegante e intelectual do que bater as botas no lugar mais distante e remoto do planeta. Mesmo que isso não seja verdade.

Iraque

Parece bizarro ver o apocalipse no Iraque. Mas se você acredita no que diz a Bíblia, viver este dia por lá vai ser como apreciar o fim do mundo no lugar onde ele começou: o Jardim do Éden.

A localização do parque de diversões de Adão e Eva não é bem definido, porque Deus não deixou as coordenadas muito claras. Ele apenas deu a pista de 4 rios e deixou o mistério para que nós resolvêssemos.

Pelo que pesquisei na web, a teoria mais forte é a de que o Paraíso ficava entre os rios Tigre e Eufrates, bem no meio do Iraque.

Kmusser - Wikimedia Commons (CC BY-SA 2.5)

Talvez o país se acalme nos próximos 11 meses, mas a julgar pela situação atual, Bagdá e adjacências não parecem ser os locais mais seguros para o grande momento. Se bobear, você explode antes da Terra e não vê nada dos instantes finais da humanidade.

Sugiro, então, que você vá para o Curdistão iraquiano, no norte do país, onde a paz reina e dá até para encher a cara de álcool.

Kurdistan Photo كوردستان (CC BY-SA 2.0)

É certo que você não vai estar exatamente entre o Tigre e o Eufrates, mas pelo menos não correrá tantos riscos de morrer antes da hora e estará a apenas algumas centenas de quilômetros do berço cristão da humanidade.

Etiópia

Se a menção à Bíblia faz seus cabelos de ateu convicto se arrepiarem, a pedida é ver o fim do mundo no lugar onde a ciência diz que a humanidade começou: na Etiópia.

Foi lá que arqueólogos encontraram os dois fósseis de hominídeos considerados os mais antigos até hoje. Lucy, a mais famosa, viveu há 3,2 milhões de anos e teria essa carinha de anjo aí embaixo.

All rights reserved by E. Entressangle / E. Daynes

Ardi viveu bem antes, há 4,4 milhões de anos, mas ainda sofre desconfiança de cientistas que dizem que ele não é ligado aos nossos ancestrais.

Bom, não importa quem veio primeiro. Ambos foram encontrados na Etiópia que, além do significado científico, ainda tem outros atrativos para apreciar o fim de tudo.

Foto: Martino's doodles (CC BY-NC-SA 2.0)

Foto: alvise forcellini (CC BY-NC 2.0)

Foto: filippo_jean (CC BY-SA 2.0)

Lalibela, as tribos do rio Omo, o Nilo Azul, montanhas cheias de espécies exóticas, tudo isso pode fazer parte do seu bye-bye-so-long. E se der sorte e pegar terremotos realmente grandes, você ainda pode ver a criação de um novo oceano, quando a fenda de Afar se abrir definitivamente, separando o Chifre da África do continente.

Para finalizar este post, uma dica básica que vale repetir sempre: evite marcar voos para o dia 20 de dezembro de 2012. Tente uma folga no trabalho e saia alguns dias antes. É que os aeroportos costumam parecer o fim do mundo em datas especiais.

SnaPsi Сталкер (CC BY-NC-ND 2.0)

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    17 Comentários
  1. Que inspiração!!! Amo….
    Vou divulgar.
    Parabéns, Gabriel!
    Continue nos dando esses presentes até o mundo acabar! 😀
    Feliz 2012!

  2. Adorei o Iraque,pelo menos
    tem um lugarejo sossegado….

  3. Gabe,
    minha primeira visita começou em grande estilo! Estou com a Lena, podemos tirar daqui o lugar da última ConVnVenção.

  4. Gabriel,

    Sugiro que se faça a viagem usando mIlhas, afinal não consigo pensar em outra utilidades posterior.

  5. Gabe,
    Sei que meu comentário tá beeem atrasado, mas na verdade a primeira foto não é do calendário maia, mas do asteca. http://es.wikipedia.org/wiki/Piedra_del_Sol
    Cometi o msm erro em um post na semana passada, e uma amiga que já esteve no Museu Nacional de Antropologia do México me corrigiu.
    []s!

    • Valeu, Camila! Mas agora o mundo já acabou mesmo, nem vou me preocupar. =)

  6. 1 2
Deixe seu Comentário