Manpupuner, na Rússia, é um lugar tão isolado que não aparece nem nas páginas do Lonely Planet.

All rights reserved by psaxtiria

Ou seja, é o tema perfeito para este bloguinho metido a besta. Vamos lá, então.

Não faz muito tempo, o planalto Manpupuner (a pronúncia é “man-pupu-nier”) era conhecido apenas por geógrafos e malucos que faziam trekkings pela região do norte dos montes Urais, na república russa de Komi.

O que atraía este povo eram 7 pilares de pedra, com alturas de prédios entre 10 e 15 andares, que ficam em cima da “pequena montanha de ídolos” (ou “manpupuner”, na língua local).

All rights reserved by Lilya Kuznetsova

All rights reserved by K-reon

Estas belezinhas começaram a nascer há zilhões de anos, esculpidas pelo vento e pela chuva, e estão dispostas em um grupo de 6 pilares perto de um precipício, com o sétimo pilar um pouco afastado dos outros.

All rights reserved by psaxtiria

All rights reserved by K-reon

Logicamente, os pilares já ganharam lendas.

A mais famosa diz que eles eram 6 gigantes que estavam perseguindo pessoas de um povo da região (os mansi). Quando estavam quase alcançando suas presas, um xamã conseguiu reagir e lançou um feitiço sobre os grandalhões, transformando os seis (e ele próprio, infelizmente) em pedra. Por isso os pilares são separados na formação de 6 olhando para 1.

All rights reserved by Lilya Kuznetsova

No dia 12 de junho de 2008, os Sete Homens Fortes – um dos apelidos dos pilares – ganharam fama nacional quando entraram na lista das 7 Maravilhas da Rússia. Desde então, a procura pela atração aumentou, mas alcançar estes gigantes segue sendo bem difícil.

Apesar de estar a apenas 1500 km de Moscou e a 600 km de Ecaterimburgo (o que não é nada em distâncias russas), o Manpupuner fica em uma região totalmente isolada na República de Komi. Não existe nenhuma cidade, estrada, rio navegável ou trilho de trem em um raio de 100 km ao redor dele.

All rights reserved by Lebedev Yuri

All rights reserved by Lebedev Yuri

É, pois é.

Assim, as duas únicas formas de chegar até lá são alugando um helicóptero ou encarando muitos dias de caminhada no meio da floresta virgem.

Se você resolver ir a pé, a dica é procurar uma agência de viagem para ir acompanhado de um guia experiente, não se meter em enrascada e conseguir todas as autorizações que o governo russo exige de quem embarca na jornada (o número de aventureiros na floresta é limitado).

Passando por tudo isso, parece que a recompensa é incrível. Até porque, como deu para ver nas últimas imagens, a vista de cima do Manpupuner é nada menos que a maior floresta virgem da Europa.

Veja onde se hospedar em Komi

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    3 Comentários
  1. Deveria ser proibido ficar divulgando esses locais tão difíceis de se alcançar… É só para passar vontade, é? 😉

  2. Totalmente isolado, que louco! Achei mega interessante ^^

  3. Este post tinha passado batido por mim. Achei muito impressionante. A natureza nos brinda com imagens assim e tu nos apresenta estes lugares, como sempre.Gostaria de saber como tu descobres estes lugares incríveis….Parabéns!

Deixe seu Comentário