Depois de “Carélia”, “Calmúquia”, “Bascortostão” e outros nomes horrendos, parece até um milagre ortodoxo-russo encontrar uma república com alcunha bonitinha.

Mas Komi, a 13ª maior república do país, tem mais atrações muito mais legais do que o seu nome queridinho.

A primeira é a história do lugar.

TUBS (CC BY-SA 3.0)

povo komi (outro que é ligado aos finlandeses) ocupa a região desde muito tempo. Mas no século 18, os russos já eram donos do campinho e resolveram transformar as redondezas em colônia penal.

A proposta vingou e, no início do século 20, centenas de milhares de prisioneiros do Gulag foram enviados para lá, naquelas férias forçadas tão queridas pelos comunistas.

Sem ter saída, os prisioneiros acabaram desenvolvendo a região e hoje são reconhecidos como os fundadores/construtores das maiores cidades da república, além das linhas de trem, das estradas e de toda a infraestrutura industrial original.

(rkomi.ru)

Já as outras atrações komi foram construídas pela natureza mesmo.

A maior delas são as Florestas Virgens de Komi (por obséquio, evite trocadilhos com “virgem” e “komi” nos comentários. Grato.).

All rights reserved by markusmauthe

All rights reserved by markusmauthe

KingJarkko (CC BY-SA 3.0)

São quaquizilhões de quilômetros quadrados de florestas lindas e preservadas, que formam nada menos que a maior área de floresta virgem da Europa.

Quer mais? Então toma: as Florestas Virgens de Komi são tão desbundantes que a Unesco incluiu elas na lista de Patrimônios da Humanidade. Isso foi em 1995, o que fez delas o primeiro patrimônio histórico natural da Rússia.

All rights reserved by markusmauthe

KingJarkko (CC BY-SA 3.0)

All rights reserved for A.Butorin

(rkomi.ru)

É lá dentro que está a terceira (e, para mim, a maior) atração komi: a Manpupuner, onde estão estas formações rochosas aqui embaixo.

All rights reserved by psaxtiria

Mas quer saber? A história, as lendas e tudo ao redor da Manpupuner é tão fantástico que resolvi fazer um post exclusivo sobre o lugar.

Clique e vá lá. Ou fique aí treinando o nome da capital de Komi, que é o oposto da fofice do nome da república: Syktyvkar.

Veja onde se hospedar em Komi

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


Deixe seu Comentário