Tenho uma pilha enorme de livros de viagem me esperando. Pra falar a verdade não sei qual pilha está maior nesse momento: a de livros ou a de séries. Todo dia olho para ela e fico me perguntando com vou conseguir terminar mais um e fazer desta série de dicas uma série mais ativa.

Livros de viagem - Juremir, Marta e Thomas

Deixemos o #mimimi de lado, pois eu queria dividir com vocês os últimos livros que li sobre o tema ano passado 🙂

Livros de Viagem

Um escritor no fim do mundo

O primeiro deles se chama “Um escritor no fim do mundo” e narra a viagem do autor do livro, Juremir Machado da Silva, à Patagônia ao lado do escritor Michel Houellebecq.

Livros de viagem - um escritor no fim do mundo

Comprei esse livro por pura curiosidade e também porque tento comprar o maior número de livros sobre o tema, mesmo que eles acabem indo parar na pilha de livros de viagem ao lado de outros bons títulos. Na época, eu tinha acabo de voltar de uma viagem a trabalho para Ushuaia e em seguida embarcaria para Bariloche. Esse livro tinha tudo a ver com os meus destinos, não é mesmo? 🙂

Para ser ainda mais sincera, eu não sabia até então quem era o controverso escritor Michel Houellebecq, vocês me perdoam? Mas ele e Juremir foram meus bons companheiros de viagem.

O que torna esse livro especial? Os diálogos ligeiros, as lembranças da minha viagem para Ushuaia e dos passeios semelhantes que fizemos, mas, principalmente, os comentários sobre o comportamento do turista, feito com um olhar quase em terceira pessoa, quase apontando o dedo e afirmando “o turista é ele”, quando, na verdade, o turista sou eu, você, somos todos nós. É fofo e rabugento ao mesmo tempo, uma coisa bem Natalie, fofa e rabugenta 8)

Um escritor no fim do mundo

Juremir Machado da Silva

Editora Record, 2011

Um Lugar na Janela

O segundo é um desses livros divertidos que a leitura acaba antes mesmo daquele sorriso no rosto se desfazer. Assim é o livro “Um Lugar na Janela” da Marta Medeiros.

Livros de viagem - Um lugar na Janela

Acho que deve ter alguma coisa na água de Porto Alegre, aquela cidade deve transformar as pessoas que escrevem textos sobre viagens em seres mais criativos e brilhantes 😛 Aliás, estou até cogitando passar uns dias por lá para ver se consigo captar por osmose um pouco desse dom natural de escritores como o Ricardo Freire e Marta Medeiros :mrgreen:

Juro, não me recordo do último livro que li assim num piscar de olhos. Ao longo dos capítulos, a Marta traz textos alegres que contam um pouco das viagens que ela já fez ao redor do mundo.

Deixo com vocês um dos trechos que mais me encantou:

Viajar é maravilhoso por inúmeros motivos. O melhor deles estava ali, acontecendo comigo naquela despedida do deserto. Sozinha em meio à vastidão de um panorama colossal, me sentindo personagem de uma pintura, me dei conta de como são especiais esses momentos silenciosos em que nada nos preocupa, nada nos abate. Em que nosso único e primordial dever é honrar o fato de ter nascido.

Ownn <3

Um Lugar na Janela

Marta Medeiros

Editora L&PM, 2012

Autores de Guias de Viagem vão para o Inferno?

Quanto aos outros autores, eu não sei, mas esse livro com certeza deve dar um pulinho na galeria dos livros “por que é mesmo que eu cai na pegadinha deste título?”

Livros de viagem - Autores de guias de viagem vão para o inferno?

Tudo bem que meus textos não são aquela narrativa mais inovadora do mundo das viagens, mas o enredo acabou se mostrando mais clichê do que eu esperava. O cara vive estressado com o seu trabalho em Wall Street e resolve largar tudo para vir ao Brasil trabalhar na atualização do novo guia Lonely Planet.

Apesar do título soar glamouroso, Thomas sofre um bocado para organizar a vida aqui no Brasil, se envolve em várias enrascadas, gasta mais do que o orçamento previsto, não cumpre os prazos e acaba mostrando para o gringo um Brasil cheio de estereótipos =/

Autores de Guias de Viagem vão para o Inferno?

Thomas Kohnstamm

Editora Panda Books,2010

Qual livro você está lendo no momento?

Algum livro de viagem vale a indicação para esta autora? 🙂

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    10 Comentários
  1. No momento nao to lendo nenhum, ate essa e’ uma categoria que nao existe no meu acervo, so’ li o da Martha que ameeei. Posta mais dicas de livros Natalie! Boas leituras!

    • Obrigada, Kely 🙂

      Pretendo postar mais dicas com frequência.

      Que bom que você gostou do livro da Martha. Ele é realmente uma gracinha.

  2. Por acaso acabei de ler esse “Autores de guias de viagem vão para o inferno” e fiquei pensando que se eu fosse o dono da Lonely Planet, esse cara estaria imediatamente demitido. Poxa, foi um dos maiores tiros no pé da história, o cara simplesmente confessa que fez o trabalho de pesquisa “nas coxas” e ainda por cima traficava drogas nas horas vagas. É com esse tipo de autor que a Lonely Planet trabalha? Passei a ver a empresa com outros olhos depois de ter lido esse livro.

    • Verdade, Robson.

      Depois que terminei o livro fiquei com a mesma impressão sua… você tirou as palavras da minha boca.

  3. Depois de ler um comentário do Riq sobre o lançamento de “Um lugar na janela” não sosseguei até comprar o livro… E que delícia, hein? É tão leve e divertido… E a gente se lembra das próprias viagens, das coisas que passamos… Especialmente da sensação de partir pra conhecer algum lugar novo… Amei, muito bom!!

    • Marcela,

      É verdade… você definiu bem o livro “leve e divertido”

      Obrigada pelo comentário 🙂 volte sempre!

  4. Um Lugar na Janela está na minha lista, mas eu estou como você, com uma pilha enorme de livros e séries para colocar em dia.

    P.S.: Só agora vim ver a nova cara do blog (não tô dizendo que tô sem tempo?). E tá lindão! 😀

    Beijos!

    • Oi, Camila =)

      Você andava mesmo sumida. Que bom te ver por aqui.

      Acho que você vai curtir Um Lugar na Janela – o livro é uma gracinha.

      Bjs e volte mais vezes 😉

Deixe seu Comentário