Se o mundo das viagens fosse uma escola, aposto que Vancouver seria aquela garota linda e popular e eu seria aquele mocinho tímido que alimenta um amor platônico pela linda menina.

Dicas e roteiros de Vancouver - Estátuas no Queen Elisabeth

Um caso de amor com Vancouver

Meu caso de amor com Vancouver é exatamente assim. Em 2012, passei menos de 20 horas na cidade a caminho de Whitehorse, quase na divisa com o Alasca. Na época, Vancouver e eu trocamos alguns olhares, suficientes para eu me apaixonar e querer voltar com mais calma.

Como a última parada do trem The Canadian era em Vancouver, vi a oportunidade única de voltar e quem sabe, justificar esse meu amor de adolescente. Infelizmente nem sempre São Pedro colabora. Certeza que ele tinha brigado com Santo Antônio 🙁

Dicas e roteiros de Vancouver - Pegando uma chuva

Cheguei em Vancouver em baixo de um temporal que há muito não se via, o que acabou atrapalhando um pouco os meus planos de conhecer a cidade. Será que algum dia conseguirei me declarar oficialmente à cidade? 😛

Mesmo com esse amor ainda não correspondido pela cidade, eu não poderia deixar de compartilhar algumas dicas sobre a cidade com vocês 😉

Quantos dias ficar em Vancouver?

Como a cidade é super agradável, eu recomendo quatro dias. Assim você consegue aproveitar todo a cidade com mais calma e, se sobrar um tempinho, você ainda consegue explorar a região da Vancouver Island (Ilha de Vancouver) e da cidade de Victoria (capital do estado de British Columbia). Quem sabe até sobra tempo de fazer um passeio pelas belas Montanhas Rochosas Canadenses (Rocky Mountains) com os trens The Canadian ou Rocky Montaineer.

Dicas e roteiros de Vancouver - Vista do Queen Elisabeth

Como se locomover?

Nem se preocupe em dirigir por lá. Toda a região turística pode ser muito bem explorada a pé, usando o transporte público ou alugando uma bike, o que é muito comum na cidade.

Para sair do aeroporto de Vancouver e ir para o centro da cidade, basta tomar o Sky Train e rapidinho você estará no seu hotel 😉

Veja as ofertas de hotéis em Vancouver no Booking.com:

Ofertas de Hotéis em Vancouver

Ofertas de Hotéis no Centro de Vancouver

Ofertas de Hotéis perto da Granville Island

Dicas e roteiros de Vancouver - Pegando uma praia

Dicas de restaurantes

Um dos hábitos que eu mais gosto na cultura canadense é o fato de eles valorizarem seus ingredientes locais e capricharem no quesito “comida”. Desde os food trucks, até os restaurantes mais badalados, come-se muito bem em Vancouver. Por isso, prepare-se para provar sabores incríveis, principalmente se você gosta de peixes e frutos do mar 😀

Edible no mercado público de Granville Island

Valorizar os produtos locais é o tema do Edible, um restaurante super simpático que fica no mercado público de Granville Island. Uma ótima pedida para um almoço 🙂

Dicas e roteiros de Vancouver - Edible entradaDicas e roteiros de Vancouver - Edible salmão

The Fish House no coração do Stanley Park

Famoso pelo seus pratos com salmão, o The Fish House merece entrar para a sua lista. Como o restaurante fica no coração do Stanley Park, você pode combinar uma visita ao parque e ainda terminar com um almoço no capricho. Peça algumas entradas para compartilhar e aproveite sem culpa 🙂

Market, o restaurante do Hotel Shangri-la

Quer fechar sua viagem com um jantar para ficar na memória? Reserve uma mesa no Market, o excelente restaurante do Hotel Shangri-la.

O cardápio atende quem procura uma cozinha mais refinada e está em busca de peixes e frutos do mar fresquíssimos, assim como quem procura algo mais casual como um belo corte de carne. Eu não resisti ao risoto e sem dúvidas sentirei muitas saudades da delicadeza dos sabores que provei por aqui.

Dicas e roteiros de Vancouver - Market restaurante Shangri-la

As atrações mais famosas em Vancouver

Stanley Park

Um dos maiores parques da América do Norte, é quase impossível não se apaixonar pelo Stanely Park. Lá você encontra os famosos totens, o aquário da cidade, a árvore que foi atingida por um grande raio e uma enorme ciclovia. Um programa perfeito para respirar ar puro.

Dicas e roteiros de Vancouver - Totens no Stanley Park

English Bay

No verão o English Bay fica lotado e o pôr do sol visto daqui é maravilhoso.

Granville Island e o mercado público

É deste ponto que se avista todo o skyline de Vancouver. Passear por essa região e terminar a manhã no mercado de Granville Island é um programão.

Dicas e roteiros de Vancouver - Granville island

Gastown

Gastown é a região histórica da cidade e está repleta de cafés simpáticos, lojas descoladas e ruas charmosas. Caminhe sem pressa por aqui 😉

Chinatown

Dizem que a Chinatown de Vancouver só perde para a Chinatown de São Francisco. Aqui todas as fachadas das lojas estão escritas em chinês e dizem até que poucos falam inglês nessa área. Ideal para explorar os produtos típicos e encontrar um restaurante chinês autêntico e nada parecido com o nosso China in Box.

Dicas e roteiros de Vancouver - parques

Downtown

Pra você que não resiste às comprinhas, o Pacific Mall é um dos maiores shopping subterrâneos de Vancouver. Aproveite para conhecer também a Granville Street e a Robson Street.

Capiliano Bridge

A famosa ponte de mais de 70 metros de comprimento e que cruza um grande cânion é uma das atrações mais procuradas na cidade.

Dicas e roteiros de Vancouver - skyline

Queen Elizabeth Park

Para ver a cidade do alto, corra para o Queen Elizabeth Park, mais uma incrível área verde em Vancouver.

Vancouver, você tem o dom de me deixar com vontade de voltar 😀

Dicas e roteiros de Vancouver - Queen Elisabeth

Saiba mais sobre Vancouver acessando os links:

Viaje na Viagem

Blog da Expedia

Você tem mais alguma dica de Vancouver ou quer contar como se apaixonou pela cidade? 

A caixa de comentários está aí pra isso 😛

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Canadá \o/

Natalie viajou a convite do CTC, Comissão de Turismo Canadense.

Se gostou do que viu, assine o blog!


    8 Comentários
  1. olá! adorei o post! fiz intercâmbio em Vancouver, é uma cidade maravilhosa! só não recomendo Chinatown é um bairro muito perigoso! parabéns pelo blog! tô adorando as dicas!

  2. Natalie, adorei seu post. Ótimas dicas de Vancouver. Moro aqui desde 2012 e concordo com tudo que você escreveu. Também tenho umas dicas que gostaria de compartilhar. Escrevi os seguintes posts sobre dicas em Vancouver:

    http://blog.eslexplorer.com/pt/o-que-fazer-em-vancouver-num-final-de-semana

    http://blog.eslexplorer.com/pt/o-que-fazer-em-vancouver-num-final-de-semana-dia2

    http://blog.eslexplorer.com/pt/onde-correr-em-vancouver

    http://blog.eslexplorer.com/pt/vancouver-de-bicicleta

    http://blog.eslexplorer.com/pt/onde-morar-em-vancouver

    um abraço,

    Livio

  3. Fred, puta texto! Saudades da época em que morei por lá, me identifiquei com o roteiro. Abraços!

  4. Olá, viajei para Vancouver em abril desse ano de 2015 e voltei com 10 passagens do skytrain, para 2 zonas. Custou 31,50 dólares canadenses. E ainda me sobrou 5 dólares canadenses. Em real, daria 115 reais hoje. Quem quiser, passo por 70. Entrego em mãos no centro do rio ou tijuca. felipeunis@bol.com.br

  5. Nesse momento falo diretamente desta linda cidade! Vancouver é tudo isso, principalmente se você vier em uma época ensolarada. Esse fim de semana conheci dois lugares que ainda não estão nessa lista. Para quem tem mais tempo na cidade, pode valer a pena.
    Lynn Canyon Park: situado em North Vancouver, tem uma ponte pênsil (menor que a do Capilano) e trilhas no meio da floresta. A boa notícia é que não é necessário pagar para entrar.
    Deep Cove: linda e pequena localidade também em North Vancouver. Lá é possível fazer uma trilha que leva a uma pedra alta de onde se tem uma visão maravilhosa. Também é possível praticar Kayak (alugar) nas suas águas tranquilas. Mas o lugar por si só já vale uma visita, de tão bonito que é! 😉 Viva Vancouver!

Deixe seu Comentário