Essa é uma das perguntas mais frequentes aqui no blog e tem uma das respostas mais fáceis também 🙂 Não. Não vale a pena alugar carro no Peru! 

Minha intenção era acabar o post aqui, sério, mas a Natalie me convenceu a explicar um pouco mais sobre o assunto 😛

Llama, llama, llama

Por que não vale a pena alugar carro no Peru?

Primeiro, entenda que por “alugar carro” estou me referindo não só aos alugados, mas também à opção de levar seu próprio veículo para o Peru. E quando digo veículo, quero dizer carros, motos, bicicletas, camionetes e, por que não, caminhões. Em resumo, qualquer coisa em que você seja o motorista. Pensando bem, acho que aviões e helicópteros não sofrem com esses problemas :mrgreen:

Leia também:

Onde ficar em Lima e quais os melhores bairros?

Onde ficar em Cusco, Machu Picchu e Valle Sagrado?

O trânsito é caótico e perigoso!

Se você acha o trânsito do Rio de Janeiro, de Belo Horizonte ou de São Paulo ruim, é porque você não viu o trânsito no Peru.

Na primeira vez que visitamos o país, ficamos muito assustados com o trânsito, confesso. Os carros freiam sempre em cima da hora e muitas vezes encostam nos carros ao lado. Lembra daqueles pegas em que um carro ia na direção do outro e o perdedor era quem desviasse primeiro? Pois então, os cruzamentos para os peruanos são assim, com a diferença de que ninguém desvia. Nunca. Era como ver Jesus a cada cruzamento >.<

Só esse primeiro contato já seria suficiente para eu lhe dizer que não vale a pena alugar carro no Peru de jeito nenhum, mas, depois da nossa segunda viagem ao país, e de muitos quilômetros de estradas, percebemos como o trânsito pode ser ruim para quem não está acostumado.

Vale a pena alugar carro no Peru - Estrada

Foi no norte do Peru que percebemos que motos (e moto-táxis) são tratados, literalmente, como cachorros. Os carros não param de buzinar para que a moto vá para fora da pista (inclusive onde não há acostamento) e os ônibus e caminhões praticamente passam por cima deles sem dó.

Já para os carros, os ônibus e caminhões não dão passagem em momento algum, e, nas cidades, é normal ver 4 carros onde cabem apenas 2, tudo à base de muita buzina. É como se a buzina fosse um compactador natural do espaço-tempo. Ah, e a distância segura do carro da frente para eles é estar o mais colado possível, forçando a passagem onde não há espaço. Deve haver alguma competição entre eles pra ver quem cola mais nos carros à frente e ao lado, só pode.

Vale a pena alugar carro no Peru - Moto Taxi

E isso sem nem entrar no mérito de que muitas estradas são ruins, de pista única, cheias de curvas e sem muita sinalização. Lembre-se também da altitude (não a subestime) e do fato que que muitas regiões não têm postos de gasolina, sendo preciso abastecer o veículo diretamente com moradores da região.

Em Trujillo e Chiclayo nós vimos Jesus tantas vezes que já O estávamos chamando para uma partida de baralho.

Conclusão

Esse texto é propositadamente alarmista para que você possa saber o que lhe espera ao decidir alugar um carro por lá, entretanto tudo o que eu descrevi ali em cima foi o que passamos nos táxis, tours e ônibus de norte a sul do Peru.

Claro que algumas cidades têm o trânsito um pouco menos caótico (Cusco e Arequipa me pareceram até normais comparadas às outras), mas quer saber? Não vale a pena passar esse perrengue todo e arriscar arruinar suas férias só pelo prazer de alugar um carro (e eu adoro dirigir quando viajo).

Se você quer ter a oportunidade de conhecer lugares diferentes e parar para tirar fotos onde quiser, então contrate um tour privado, ande de táxi ou de ônibus no Peru. Assim você terá toda a vantagem de ter um carro à sua disposição, sem todo o estresse que isso lhe traria 😉

Se você já alugou ou usou um carro no Peru, deixe seu relato.

Aposto que deve ter sido uma aventura e tando 😛

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Peru \o/

Vale a pena alugar carro no Peru - Motos

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    32 Comentários
  1. Buzina parece o esporte nacional peruano. Se for em Cusco, tem apito dos guardas de trânsito, como opção.
    Foi o trânsito mais louco que já vimos. O trânsito da Grande SP é organizado perto do trânsito peruano.

    Não alugue carro em hipótese nenhuma! Resista à tentação…rs. Taxi é barato por lá.

    • Carro no Peru é sempre uma nova aventura 😀

    • Nossa, fiquei assustada. Estava pensando em ir de avião de SP para Lima e depois alugar um carro e seguir até cusco.

    • Oi Lidia. Alugar carro no Peru não é indicado, ainda mais pra fazer esse trajeto de mais de 20h. Algumas estradas são melhores, mas outras são terríveis, sem contar o trânsito nas cidades e a maneira de dirigir deles :/

    • Obrigada, Fred.

  2. Boa tarde, estava pensando em alugar um carro no aeroporto de Lima para ir até Ica e para a reserva de Paracas, pois vou viajar com mais três pessoas, o que tornaria a viagem mais barata e facilitaria mais as coisas. Para ir até Ica e Paracas e depois voltar até Lima e devolver o carro no aeroporto o transito continua sendo complicado (não andaremos de carro dentro de Lima). Obrigado

    • É issmo mesmo, Lucas. No Peru inteiro o trânsito é terrível. Nas rodovias pode ter menos carros, mas o comportamento dos que existem são ruins como nas cidades e perto do aeroporto é uma confusão só.

  3. Já fui duas vezes de carro para o Peru saindo de Rio Branco no Acre. Moro em Manaus e não é tanta diferença assim do trânsito daqui para lá. Meu trajeto sempre foi até Cusco. Tomando cuidado não precisa ser tão alarmista. E confesso que vale a pena ir de carro por causa da estrada. Foi a estrada mais bonita que já viajei em toda minha vida. O trajeto entre Marcapata e Cusco é um espetáculo só.

  4. Também achei muito alarde. Para andar pelas estradas e super tranquilo. Nas cidades deixe o carro no hotel. Vale a pena. Já fomos de motorhome, motos e carros e não vimos nenhum problema como os relatados acima. O trânsito cosmopolita e ruim sim mas nas cidades use táxi e se divirta visitando todas as regiões de carro sem problemas.

    • Eliandro, eu prefiro pecar pelo excesso que pela falta dele, principalmente com relação à segurança. Fui para o norte do peru e, apesar de a parte asfaltada estar boa, era um deus nos acuda dos motoristas ultrapassando quando não podia, no meio das curvas e precipícios pra todo lado. Ninguém impede que você dirija por lá, mas EU, que gosto de dirigir em outros países, não recomendo.

  5. Ja dirigi de lima ate o norte do Peru. Pela beleza e prazer a aventura, quero repetir assim que possível, quando li os relatos do Fred me vi em Lima, quem pode mais, chora menos… mas como disse, quero fazer isso mais uma vez e se minha saude permitir vou de moto.

    • Isso que é espírito aventureiro 😛 Algumas paisagens são de arrepiar, mas eu prefiro ficar vendo de dentro de um ônibus ou van com alguém dirigindo pra mim hehehe

  6. 1 2
Deixe seu Comentário