Praga é uma de minhas cidades preferidas na Europa. Sua arquitetura, as ruelas de seu centro histórico, seus monumentos e obras de arte a céu aberto atiçam nossa curiosidade. E não se preocupe se a cidade estiver cheia de turista, eles fazem parte do cenário 😉

Ponte Carlos em Praga - Vista 4Ponte Carlos em Praga - Vista 11

Sempre entre as 10 cidades que mais recebem turistas na Europa, Praga nos reserva muito mais do que a maioria dos guias mostra. Ponte Carlos, Castelo de Praga, Relógio Astronômico e a Dancing House são lindos e devem ser visitados, mas já pensou em ver um Metrônomo Gigante, uma estátua do Freud pendurado no alto de um prédio ou um Museu Militar Soviético? Pois a capital da República Tcheca tem tudo isso, basta saber onde olhar.

Potrefena Husa de Praga - Em frente à Dancing House

É até difícil escrever um guia de uma cidade da qual se tem tanto para falar. Por isso, se ainda restar alguma dúvida ou se você precisar de alguma outra dica sobre Praga, fique à vontade para deixar um comentário 😀

O que fazer em Praga

Muitas pessoas utilizam Praga como um pit-stop entre Munique e Berlim ou BudapesteViena, ficando, geralmente, entre 2 ou 3 dias apenas por lá, mas posso dizer que, com esse tempo, você irá conseguir, no máximo, tirá-la para dançar. Para poder levá-la pra jantar, conhecer seus segredos e morrer de amores por ela, será preciso um encontro mais longo 😉

Ponte Carlos em Praga - Vista 6

Roteiro básico para quem não quer um compromisso sério

Tudo bem, Londres é sua cidade do coração e você não quer deixá-la com ciúmes. Para esses casos, o roteiro abaixo lhe permitirá flertar com Praga para, quem sabe um dia, numa segunda visita, mudar o status do seu Facebook para “Em um relacionamento sério” 😛

Roteiro de 4 dias em Praga

Onde ficar em Praga para aproveitar melhor a cidade?

Ofertas de hotéis em Praga

Eu começaria o passeio por Praga pela Ponte Carlos. Sua construção foi iniciada em 1357, no dia 9 de Julho, às 5:31 da manhã, numa tentativa de usar a numerologia a seu favor (135797531). E não é que deu certo? Até hoje ela está intacta e milhares de turistas a visitam diariamente, portanto não se assuste se, ao chegar lá, você perceber que ela está cheia de gente. Isso é normal desde o amanhecer até tarde da noite e é o que a torna tão especial. Se quiser tentar tirar uma foto da ponte quase vazia, é preciso chegar entre 2 e 4 da manhã, mas eu acho que ela fica muito sem graça nessas horas 😛

Ponte Carlos em Praga - Rei Carlos IV - 2

Ponte Carlos em Praga - Escultura 2Ponte Carlos em Praga - São João Nepomuceno 2

Atravesse, então, para Malá Strana, o bairro “do lado de lá” da ponte, e pegue o bondinho 22 perto da Igreja de São Nicolau para o Castelo de Praga, de onde você pode ter uma das vistas mais espetaculares da cidade. Considerado o maior castelo do mundo, passar só meio dia lá é até pouco para apreciar tudo o que ele oferece.

Castelo de Praga - Catedral de São Vito 3

Castelo de Praga - Interior da Catedral de São Vito 2

A Catedral de St. Vitu, os vários mirantes, a Golden Lane, com lojinhas de artesanato e museus, e até um lugar onde você pode atirar com uma besta fazem do castelo um lugar mágico 🙂 Desça a pé pelo caminho até Malá Strana para apreciar uma vista que normalmente não se tem. Durante a noite esse caminho nos dá a impressão de termos voltado alguns séculos no tempo.

Castelo de Praga - Vista do Castelo 2

Castelo de Praga - Basílica de São Jorge

Ainda em Malá Strana, não deixe de visitar a Igreja de São Nicolau e de subir em sua torre. De lá, siga a rua Karmelitská e vá até a Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa, onde está o famoso Menino Jesus de Praga (que me lembra muito o Niño Manuelito do Peru).

Malá Strana Praga - Vista da Ponte Carlos e Cidade Velha pela Igreja de São Nicolau

Continue seguindo para chegar ao Petrín, o maior parque da cidade. Suba até seu topo de funicular e passeie sem pressa. A vista da cidade, os jardins e até sua pequena Torre Eiffel são lindos. Se estiver com pique, subir a torre é uma opção, mas eu deixaria esse fôlego para descer do parque a pé 🙂 Se estiver com fome, o Restaurante Nebozízek tem uma vista privilegiada do pôr do sol, uma comida de qualidade e um preço bem justo.

Petrin em Praga - Jardim das Rosas (Rose Garden)

Petrin em Praga - Torre de Observação parecida com a Torre Eiffel

Para conhecer o centro histórico da capital tcheca, onde  há, literalmente, centenas de coisas diferentes para fazer, eu sugiro começar pelo Relógio Astronômico de Praga, claro 🙂

Relógio Astronômico de Praga - Outra da Old Town Hall

Relógio Astronômico de Praga - Parte superior

Chegue próximo à virada das horas para ver o relógio tocar e seus bonequinhos se mexerem. O “show” não é tão emocionante, mas é legal de ver junto com todos os turistas que se aglomeram ali a cada hora 😉 Subir sua torre é super indicado para se ver o centro histórico e ter uma melhor noção do tamanho da Igreja de Nossa Senhora de Týn.

Relógio Astronômico de Praga - Vista do alto da torre da Old Town Hall

Relógio Astronômico de Praga - Castelo de Praga visto ao longe

Dica: Não deixe de olhar para cima enquanto estiver passeando pelo centro histórico, pois Freuds podem cair na sua cabeça, ou quase 😛

Cenas de Praga - Freud, desce já daí mininu!

E por falar na Igreja de Nossa Senhora de Týn, repare como há uma construção bem em frente à sua entrada. Estranho não? Era atrás dela que ficavam guardados as carroças dos mercadores que iam para Praga na idade média 🙂 E na praça em frente à ela e atrás do relógio você pode comer ótimas carnes no rolete e o famoso doce Trdelník, uma perdição para quem está de dieta 😛

Relógio Astronômico de Praga - Nossa Senhora de Týn

Como há muito o que se ver no centro histórico, deixo aqui alguns lugares interessantes: Cemitério Judeu e sua Sinagoga (é possível ver a escada para o Golem protetor do lado de fora dela), a Torre da Pólvora (Powder Tower), a Prefeitura e seu belo prédio Art Noveau, o Monumento a São Venceslau e o Museu Nacional (que ainda está em reforma) e, como não poderia deixar de ser, a Dancing House, feita em homenagem a Fred Astaire e Ginger Rogers 😀

Praça Venceslau de Praga - Estátua do Venceslau 1

Road trip pela República Tcheca - Prédio da Orquestra Sinfônica de Praga

Roteiro extra para quem quer morrer de amores por Praga

Agora que você conheceu o básico de Praga, é hora de saber que entre cada uma dessas atrações estão ruas, lojas, monumentos, estátuas e outros lugares tão interessantes que você ficará se perguntando que história existe por trás deles 😉

De onde ver Praga do alto - Bebês David Cerny Malá Strana

Malá Strana guarda infinitos lugares legais para se visitar como o Muro do John Lennon, muito utilizado durante a ocupação soviética como lugar para protestos, a loja/museu da Pilsner Urquel, uma das cervejas mais famosas de Praga, o Parque Kampa, onde é possível ver o Rio Moldava que corta a cidade e as estátuas dos bebês de David Cerny, o Museu do Franz Kafka e uma escultura bem “curiosa”, a menor rua do mundo, um goblin numa roda d’água e outras obras do David Cerny, sem contar as inúmeras feirinhas que pipocam por ali nos finais de semana (aproveite para provar tudo, por mais estranho que possam parecer :P).

Cenas de Praga - Cuidado com o tersol!

Road trip pela República Tcheca - A parede de John Lenon em Praga

O Centro Histórico de Praga, então, é demais. Ao passear por entre suas ruas e praças históricas, perceba que sempre há um prédio com uma arquitetura diferente, ou uma estátua ou obra de um artista famoso. Enfim, a cada esquina encontramos algo interessante para conhecer 😉

Os melhores cafés de Praga - Café Lucerna 2 David Cerny

Já um pouco mais afastado do centro estão o Metrônomo Gigante, o Museu Militar Soviético, a maior estátua equestre do mundo e a Torre da TV de Praga com seu restaurante e seu hotel luxuoso de apenas 1 quarto, além de vários dos bebês do David Cerny pendurados em seu exterior.

De onde ver Praga do alto - Museu Nacional 4

Não bastasse isso tudo, Praga é uma ótima base para vários bate e voltas pela República Tcheca 😛

Como ir para Praga?

Já está louco de vontade de conhecer Praga? Aposto que você está se perguntando: Como faço para chegar até lá?

Não há voos diretos do Brasil para Praga, o que significa que você precisará fazer escala em algum dos grandes hubs da Europa antes de seguir viagem. Que tal então aproveitar essa oportunidade para viajar com a KLM, conhecer Amsterdã e outras cidades da Holanda para, alguns dias depois, pegar um voo de menos de 2h até Praga?

Aposto que esse seria um roteiro bem interessante \o/

Em vários meses do ano, os voos de ida e volta entre Amsterdã e Praga pela companhia holandesa custam praticamente a mesma coisa que as low costs europeias, ou seja, você voa com toda a qualidade e cuidado com os passageiros que a KLM proporciona e ainda pode despachar bagagens sem pagar nada mais por isso 😉

Clique aqui para pesquisar os preços das passagens para Praga com a KLM.

Dica: Se você comprar utilizando a opção de multidestinos, esse trecho Amsterdã-Praga pode sair mais barato que se reservado separadamente 😛

Como a KLM usa tecnologia a favor do passageiro 🙂

KLM: a companhia mais cool das redes sociais

De onde ver Praga do alto - Petrín 5

Caso você já esteja em Munique ou Berlim, a melhor opção é pegar um ônibus ou trem para chegar a capital tcheca:

Como ir de Praga para Berlim e vice-versa?

Como ir de Munique para Praga?

Onde ficar em Praga?

Eu indico 3 regiões para se ficar em Praga: Malá Strana, Centro Histórico e Staré Mesto e perto da Praça Venceslau.

Malá Strana é, sem dúvidas, o melhor lugar para se hospedar. Bairro charmoso, colado na Ponte Carlos (você não se cansará de passar por ela, garanto :P) e perto dos lugares mais bonitos da cidade como o Castelo de Praga e o Petrín. Se você quiser tirar fotos da ponte durante a madrugada, hospedar-se ali é essencial 🙂

Malá Strana Praga - Rio Certovka, goblin e a roda d'água de praga

Já o Centro Histórico e Staré Mesto ficam próximos a uma grande quantidade de pontos turísticos, incluindo o Relógio Astronômico de Praga. É por ali que está boa parte da vida noturna da capital.

Ficar na região da Praça Venceslau é interessante pra quem quer ficar longe da muvuca, mas ainda próximo do burburinho. Em 10 minutos de caminhada você está no Centro Histórico e mais 5 minutos estará na Ponte Carlos.

Como se locomover em Praga?

Dona de uma rede de trams (ou bondinhos se preferirem) muito boa e abrangente, você praticamente não precisará pegar o metrô e muito menos táxi em Praga.

Os passes, que valem tanto para bondinhos quanto para o metrô e ônibus, são divididos por tempo: 30 minutos, 90 minutos, 1 dia e 3 dias e podem ser comprados numa das diversas máquinas espalhadas pela cidade e até nas lojinhas pelo caminho.

Como usar o metrô de Praga - Ponto do Tram / BondinhoComo usar o metrô de Praga - Máquina de compra de tickets

Qual passe comprar então?

Isso irá depender de quantas viagens você pretende fazer num dia. Se você pretende fazer até 4 viagens no mesmo dia, compre 4 passes avulsos de 30 minutos. Já se pretende fazer 5 ou mais viagens ou não quiser se preocupar com isso, compre o passe de 1 dia. O passe de 3 dias é interessante, mas não acho que valha a pena na maioria dos casos.

Dica: Cá entre nós, o legal em Praga é caminhar pela cidade, então dificilmente você vai pegar o bondinho mais de 4 vezes no mesmo dia 😛

Como usar o metrô de Praga - Estação Malostranska

Como usar os passes?

Ao entrar no bondinho ou na estação do metrô, é preciso validar seu ticket. Para isso, procure pelas maquininhas amarelas logo na entrada das estações de metrô ou dentro dos trams. Ao inserir o ticket, a data e a hora serão carimbadas, indicando que aquele passe está pronto para uso. Depois de validado, guarde-o com você e pronto 🙂

Onde comer em Praga?

Esqueça o Hard Rock Café, TGI Fridays e outras cadeias americanas, a comida em Praga, e em toda a República Tcheca, é muito boa e até parecida com a alemã em vários aspectos, ou seja, qualquer coisa feita com porco será boa 🙂

Por todo lado, você encontrará restaurantes com cara de turísticos. Nada contra eles na cidade, mas eu sugiro ir nos restaurantes menores, sem mesas na rua como o Potrefená Husa (o meu preferido), o Maleho Glena (ali em Malá Strana), o La Republika (um pouco mais turístico, mas muito bom e perto da Powder Tower) e, por fim, para um jantar mais romântico, vá até o Restaurante Nebozízek, que fica no alto do Petrín e que tem uma linda vista para o pôr do sol.

Potrefena Husa de Praga - Comida Tcheca

Mas sabe o que é bom mesmo? Comer a comida de rua de Praga. Carnes que ficam no espeto por horas, comidas estranha, mas muito saborosas, e o Trdelník, um rolinho de pão doce que é assado na brasa, são a perdição. E, claro, não deixe de provar as diversas cervejas artesanais da República Tcheca 😀

Gosta de cafés? Praga tem vários e muitos deles com histórias quase que seculares como o Café Louvre e o Grand Café Orient. O meu preferido, no entanto, é o Café Ebel, localizado numa travessinha entre o Relógio Astronômico e a Ponte Carlos. Melhor. Cheesecake. Ever!

Os melhores cafés de Praga

Os melhores cafés de Praga - Café Louvre 2

Bate e voltas de Praga

Quando voltei para Praga pela segunda vez, eu sabia que queria conhecer Cesky Krumlov, uma cidade medieval ao sul do país, mas não imaginava que iria me apaixonar tanto por ela. Charmosa, pequenina e com casas à venda que são do século XVII, quase que eu não volto de lá 😛

Além dela, você ainda pode ir para Karlov Vary, por suas águas termais, Plzen, por suas cervejas, e Kutná Hora, por seu ossuário, mas estes são apenas alguns exemplos da minha Bucket List Tcheca 😉 Confira outras sugestões de roteiro neste post:

10 Bate e voltas de Praga e um pitstop

Cesky Krumlov UNESCO - Outra curva do rio

Este post faz parte da série patrocinada “Dicas KLM de Viagem” em que traremos, pra vocês, informações sobre a companhia e sobre vários destinos atendidos por ela.

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    4 Comentários
  1. Que post perfeito Fred! Adorei!!!!
    Vou visitar Praga pela primeira vez e só vou flertar com ela, mas você já me deixou com vontade de duas coisas: “levá-la pra jantar” e prover o melhor cheesecake ever!!! 🙂
    Beijão!

    • hahha que bom, Natália 🙂 Esse é o problema de todo mundo que planeja viagens pra lá a primeira vez hehehe Eu mesmo fiz isso >.< Espero que você goste bastante da cidade pra querer voltar de novo 😉

  2. Muito interessante seu blog Fred, eu e meu marido estamos planejando ir para Praga em 23/fevereiro. Será nossa segunda viagem internacional, pois só fomos para Portugal e Espanha o ano passado.Estamos preocupados, pois somos 2 “lambões” que não falam nada de inglês rsrsrsr. Você acha que vai ser muito difícil a gente se virar por lá??? abraços!!!

    • Fátima, Praga é uma cidade que está acostumada a receber muitos turistas, com um pouco de simpatia e mímica vocês não devem ter problemas 😉

      Se vocês se sentiram muito inseguros, temos uma indicação de uma guia local que fala português. Talvez ela possa lhes ajudar 😉

      Michaela Cerna
      Tours em Português ou Espanhol
      Telefone: +420 777 295 066
      Email: info@arteguiapraga.com
      http://www.arteguiapraga.com

Deixe seu Comentário