Agora que você já sabe como ir do aeroporto ao centro da capital peruana e como negociar táxis no Peru, é chegada a hora de explicar o que fazer em uma longa conexão em Lima, afinal, algumas horas passeando é melhor que ficar sentado no aeroporto, não é mesmo? 😉

Como ir do aeroporto ao centro de Lima - Plaza de Armas 2

Tenho uma longa conexão em Lima. O que eu faço?

Se você comprou passagem CuscoBrasil com a Taca / Avianca, muito provavelmente terá várias horas de espera em sua conexão em Lima, pois o voo de volta às terras tupiniquins só sai de noite. Nós, por exemplo, chegamos em Lima próximo das 10 da manhã e ficamos no aeroporto até quase 22h. Na época não nos pareceu má ideia, mas se fosse hoje, tenho certeza de que teríamos, no mínimo, ido almoçar no restaurante El Mercado, um de nossos favoritos no país 😛

Quanto tempo preciso para fazer esse “bate e volta” do aeroporto à Lima?

Sempre que me perguntam se vale a pena sair do aeroporto para fazer um passeio rápido na cidade eu respondo: Some os seguintes tempos:

  1. Tempo de sair do aeroporto e chegar na cidade (45 min a 1h se o trânsito estiver normal)
  2. Calcule pelo menos 2h de antecedência para o check-in na volta
  3. Tempo de sair da cidade e chegar no aeroporto (45 min a 1h se o trânsito estiver normal)

Total: 4h entre deslocamentos e check-in.

Agora é só subtrair essas horas do tempo que você tem entre sua chegada e sua conexão para saber se vale a pena o esforço de sair do aeroporto e ir passear um pouco na capital peruana 😉 Eu diria que, se você tiver menos de 3h livres (7h no total), não vale a pena o esforço.

Onde ficar em Lima e quais os melhores bairros?

Dicas de hotéis em Lima: do básico ao luxo

Onde ficar em Cusco, Machu Picchu e Valle Sagrado?

Praça de Armas de Lima

O que fazer em poucas horas em Lima?

Abaixo estão algumas opções de passeios indicados para quem tem pouco tempo na cidade 🙂

Conhecer o Centro Histórico

Comece pela belíssima Plaza de Armas onde estão localizados o Palácio do Governo e a Catedral de Lima. Pertinho dali estão a Basílica de São Francisco e o Museu do BCRP, ambos bem interessantes. Se ainda sobrar tempo, sugiro uma ida ao Mercado Central a algumas quadras dali para ter aquela experiência antropológica 😉 Foi ali que tivemos um dos momentos mais emocionantes da nossa visita à Lima :~)

Como ir do aeroporto ao centro de Lima - Plaza de Armas

Igrejas museus

Visitar as ruínas de Huaca Pucllana e Huaca Hullamarca

A Huaca Pucllana é a ruína mais famosa de Lima e a Huaca Hullamarca é uma pequena ruína que fica no charmoso bairro de San Isidro e que também merece ser visitada. Sugiro começar pela Huaca Hullamarca e depois seguir caminhando até a Huaca Pucllana e fazer o tour guiado e ver como era a tecnologia anti-terremoto da época. Repare em como os tijolos eram empilhados como se fossem livros.

sitios arqueológicos de lima: Huaca Pucllana - sacerdotes

sitios arqueológicos de lima: Huaca Huallamarca - base

Se for hora da fome, dizem que o restaurante que fica dentro das ruínas é bom apesar da cara de turistão 😛

Visitar o Museu Larco, o Parque del Amor e o Shopping Larcomar

Se tiver que escolher um museu para visitar em Lima, vá ao Museu Larco, pois é lá que você verá um resumo de tudo o que há no Peru sobre as civilizações Inca e pré-Inca como os Moche, Wari e Lambayeque. Eles têm uma sala cheia de vasos cerimoniais interessantíssimo e uma outra com as cerâmicas um tanto quanto… fálicas, por assim dizer 😛

5 Programas imperdíveis em Lima - Museo Larco 2

Parque del Amor

Do museu, pegue um táxi até o Faro de la Marina e de lá caminhe até o Shopping Larcomar, passando pelo emblemático Parque del Amor, pois esse caminho tem uma das mais belas vistas do mar que você vai encontrar em Lima 🙂

Cenas de Lima: Beijo no Parque del Amor

vista dos restaurantes

Um passeio pelo bairro Barranco

Por fim, você pode escolher um passeio pelo boêmio bairro de Barranco, uma grata surpresa de nossa última viagem à Lima 🙂

Comece tomando um drink no bar do charmoso Hotel B e note como o hotel é todo decorado com obras de artes. Depois, atravessando a praça que fica em frente ao hotel, vá até o Dédalo, uma loja de artesanatos que mais parece uma galeria de arte e que é o lugar perfeito para comprar aquele enfeite ou presentinho diferente. Quase que eu não consigo tirar a Natalie de lá >.<”

Dédalo, uma linda loja de artesanato de Lima - 1

Vá, então, até o MATE (Museu Mario Testino) e conheça uma das maiores personalidades do Peru através de algumas de suas fotos mais famosas. Para quem não conhece, Mario Testino é o fotógrafo oficial da família britânica e de muitas revistas famosas. Garanto que você irá reconhecer diversas das fotos que estão lá 😛

Museu Mario Testino de Lima - Princesa Diana

Museu Mario Testino de Lima - Peru 3

Últimas dicas

Antes de sair do aeroporto, confirme com sua companhia se você poderá realmente sair da área de embarque e voltar mais tarde. Normalmente é possível sair quando se tem o ticket do voo seguinte já impresso, mas é sempre melhor conferir, né? Outra dica, fique sempre atento ao tempo que você tem disponível para não correr o risco de pegar um engarrafamento e de não conseguir fazer o check-in a tempo.

Dica: Se precisar, saiba que no aeroporto também há lockers para que você possa deixar a mochila e ir mais leve para os passeios 🙂

A Gabriela deixou nos comentários uma indicação de taxista que fez um passeio de algumas horas com ela saindo do aeroporto e voltando a tempo de pegar o voo. Segundo ela o serviço custou 100 soles e ele foi bem legal. Por isso resolvemos criar uma lista de taxistas que sejam bons para pegar no aeroporto para que outros leitores também possam utilizá-los. Se você também tem um taxista para indicar, é só deixar um comentário. Obrigado, Gabriela!

Dicas de Taxistas em Lima

Jorge Aguirre (jorgemory@hotmail.com) – Opiniões: Gabriela

 

Você já fez esse “bate e volta” a Lima? Conta pra gente como foi 😉

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Peru o/

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    30 Comentários
  1. Olá! Cheguei em Lima de um voo vindo de Cusco às 17h de uma quarta-feira e tinha de esperar até as 22h para embarcar para o Brasil. Negociei com um taxista na porta do aeroporto que me levasse até o Centro Histórico para conhecer os principais pontos e fazer umas fotos – a corrida do aeroporto até lá varia de 50 a 60 soles, como eu fui e voltei deu 100 soles no total. Além de me levar, o taxista foi explicando tudo e ainda me pagou um churros para eu provar como era feito por lá. Às 20h eu estava de volta no aeroporto, com tempo para jantar e fazer o embarque bem tranquila. Recomendo este taxista para quem, assim como eu, tiver um tempo apertado em Lima: Jorge Aguirre, da Geston Car SA – 94651-9423 jorgemory@hotmail.com (peguei o cartão dele no final da corrida).

    • Que legal, Gabriela. Adicionei sua dica ao post 🙂

    • Legal Gabriela! Eu chego as 9:20 em lima e o vôo pra Cusco sai as 14:30. E a mesma quantidade de tempo, mas é um horário pior né? Será que vale a pena? Será que da tempo?

    • Oi Izabella
      Tem contar mais ou menos um trajeto de uma hora. Você chegaria no centro em torno das 10h30. Como o check-in pra voo internacional começa duas horas antes, tem que estar no aeroporto por volta do meio-dia – teria que sair do centro às 11h. Acho que fica meio apertado, mas conversa com o taxista, ele pode te ajudar a avaliar como está o trânsito nesse dia.

    • Izabella, acho que fica praticamente inviável sair do aeroporto nesse curto espaço de tempo que a Gabriela comentou.

    • Oi Gabriela (Fred e Natalie),

      Como foi para sair e voltar do aeroporto de Lima?
      Estou achando essa parte confusa e arriscada, e isso está me prendendo na hora de escolher os voos, já que ficar 12h no aeroporto (na volta de Cusco) não seria nada agradável rsss

      Entrei em contato com a Avianca e a atendente disse isso:
      “Se você deseja sair do aeroporto sempre tem que retirar a bagagem, pagar as taxas que aeroporto indique para entrar e sair, lembre que tem que retornar a aeroporto 3 houras antes da saida de seu voo e fazer tudo o processo de migração e entregar as malas no mostrador da Avianca. Mas sugiro que você contate ao departamento de migração de Perú para maior detalhe sobre as taxas”

      Depois disso quase desisti rs Parece um processo meio chato.
      Se puderem me ajudar de alguma forma nesse assunto, agradeço.

      Obrigada.
      Suzana

    • Suzana,

      Realmente essa conexão longa é bem chatinha. Se você quiser sair do aeroporto e dar uma voltinha por Lima, peça orientações mais precisas assim que chegar no aeroporto para o time de terra da própria Avianca. As vezes as informações são discrepantes mesmo :/

      Boa viagem 😀

    • Oi Suzana
      Bom, pra mim foi tranquilo porque eu só ia retirar minha bagagem em Porto Alegre. Me separei dela em Cusco já.
      E agora pensando.. não sei se eu podia ter saído do aeroporto com a minha bagagem com a Avianca, mas deu tudo certo 🙂

    • Olá, Gabriela!

      Tentei enviar um e-mail para o Jorge Aguirre, mas o e-mail voltou. 🙁
      Além do telefone, é o único contato que você tem dele?

      Obrigada pela dica!!

      Érica

    • Olá Gabriela,

      Tentei contatar este taxista que você comentou no seu post mas o email não foi enviado (deu como se o endereço não existisse).
      Você me confirma o email, por favor?
      E para o site em geral: outras dicas de taxistas para tour na cidade?
      Farei conexão de 12 horas em Lima e gostaria de conhecer algumas partes do centro.

      Obrigada!

    • Oi Bianca. Tô com o cartão aqui em mãos: o e-mail é jorgemory@hotmail.com. Indica também a página no Facebook: fb.com/jorgemory.

      Telefones:
      Nexte: 51*651*9423
      Cel: 94651-9423
      RPC: 993356546

  2. eu sei de um taxista super profissional que fez um tour privado por lima, saindo do aeroporto de lima, passando por mais de 5 bairros (entre eles, san isidro e miraflores). Ele inclusive pagou a minha entrada para os sítios arqueológicos de Huaca Pucllana e Huaca Hullamarca. O custo desse tour foi de 180 soles (o real está desvalorizado), mas com ele valeu a pena, e o passeio durou cerca de 3 horas, com trânsito bom. O seu nome é Francisco Brugos Alayo, o seu e-mail é fburgos_10@hotmail.com, e os seus telefones são: 983583228/999257973. Fica a dica!

    • Leo,

      obrigada pelas dicas e pelo relato atualizado 🙂

    • Oi Érica
      É, só tenho esses dados dele mesmo, que é os que estavam no cartão =/

    • Entrei em contato com o Francisco e ele me passou o valor de 20 dólares a hora. Se forem umas 4h de tour, sairia por 80 dólares (ou seja, por volta de R$290,00). Pensando se vale a pena…
      Essa viagem está saindo muito mais cara do que eu esperava, com o dólar tão alto e o real desvalorizado.

      Sabem me informar se o aeroporto de Lima tem wi-fi liberado? Não costumo utilizar plano de dados fora do Brasil. Queria saber caso eu resolva utilizar o Uber.

    • Oi Suzana, não tem wifi liberado não 🙁 e mesmo assim seria difícil conseguir usar do lado de fora com o uber 🙁

    • Sem wifi fica complexo rsss
      Mas eu entrei em contato com o Taxi Green (li em algum lugar que era a empresa ideal para usar em Lima, saindo do aeroporto) e eles cobram por hora também e não precisa reservar. Acho que devo fazer isso mesmo então… Ver se é tranquilo sair e voltar pro aeroporto (sem taxa), e aí vejo na hora o que fazemos…
      O negócio é relaxar… e se tiver que ficar 8h no aeroporto, q seja rsss

    • Boa ideia, Suzana 😉 Se for ficar muitas horas, eu acho que vale a pena cacifar uma sala vip se não tiver como entrar de graça.

  3. Desesperada que sou, fui na loja da Avianca para tirar as dúvidas (felizmente a do Rio fica do lado do meu trabalho rs). Bem diferente do atendimento pelo chat (internacional), a atendente me falou que só pego a bagagem no destino final mesmo. Mas que se eu sair do aeroporto, eles podem cobrar uma taxa de mais ou menos 26 dólares por pessoa quando voltarmos para o aeroporto. Mesmo assim ela disse que poderíamos ver quando chegarmos em Lima, com alguém do aeroporto ou da companhia (não sei bem rs), se tem como haver isenção dessa taxa já que se trata apenas de conexão.
    Enfim… agora estou menos preocupada… acho que dá pra arriscar.
    Mas, Gabriela, fiquei surpresa como você conseguiu fazer um tour com apenas 5h de intervalo! Como a minha volta cai num domingo, acredito que o famoso terrível trânsito de Lima deva estar melhor (se alguém puder confirmar isso rs). Sobre o contato do taxista que você passou, será que é tranquilo mandar e-mail em português? Não sei espanhol, só entendo o que falam rs
    Obrigada pela ajuda 😉
    Abs.

    • É sempre bom confirmar essas informações com o pessoal da própria Avianca em Lima, Suzana.

      O trânsito em Lima é caótico, mas um caótico diferente do que estamos acostumados no Rio de Janeiro ou São Paulo.

      Acho que dá para você usar o Uber também. É um serviço de transporte executivo bem interessante. No site eles mostram uma tabela de preços aproximados: https://www.uber.com/pt/cities/lima

      O Fred já fez um review dessa app explicando como funciona o serviço:
      http://sundaycooks.com/2015/05/22/minha-primeira-experiencia-com-o-uber/

      Talvez você consiga fazer um roteiro com um motorista de maneira mais confortável 😉

    • Oi Suzana
      É, como a Natalie disse, o melhor mesmo é perguntar para o pessoal lá. Sobre o taxista, ele está estudando português e é super acostumado a receber os turistas brasileiros.

    • Gabriela,

      Você lembra quando esse taxista cobrou pelo passeio?

    • Com certeza vou confirmar a possibilidade com a Avianca lá na hora para não ter problemas. Tomara que seja tranquilo.

      Sobre o Uber, já tinha ouvido falar nesse nome, mas não fazia ideia do que era (sou uma negação com tecnologias rs). Vou dar uma pesquisada porque parece interessante.

      Muito obrigada pelas dicas, pessoal.
      Agora é continuar lendo o blog e seguir com a organização da viagem 😉
      Abs.

    • Legal, Suzana.

      Depois quero saber como foi a sua viagem 🙂

    • Oi Natalie

      Acertei com ele por 100 soles, que era só mais o que tinha também. Mas vi que eles têm uma tabela e que o valor de uma corrida de ida apenas ao Centro Histórico era de cerca de 55 soles e ia aumentando conforme o destino.

    • Depois você me conta como foi 🙂

      Boa viagem!

  4. Boa tarde. Irei para Bogota, com conexao em Lima. Chegarei 8h00 em Lima e o voo sai somente 21h50, pela Avianca. Tem alguma dificuldade em sair da área de desembarque internacional para dar uma volta pela cidade? Tipo, tem que retirar as malas, pagar alguma taxa, etc.
    Obrigado

    • Oi André. Isso é normal. Sobre as malas, vc precisa ver com a companhia se elas vão direto até Bogotá ou não e se é preciso retirar e redespachar no Peru. Fora isso, várias pessoas aqui do blog já fizeram esse passeio e correu tudo bem, sem necessidade de pagar novas taxas.

  5. Pessoas lindas!!
    Farei uma viagem pra Cartagena, porém terei algumas paradas até o destino final e uma delas será Lima,
    terei uma parada de pelo menos 6h livres até o prox embarque, pelo que acompanhei aqui acho que é possível sim conhecer o Centro histórico dentro desse período. So tenho uma duvida a principio sobre a moeda, tenho dolares e pesos colombianos, voces indicariam por facilidade eu comprar uma quantia pequena de Soles pra passear por lá ? pensando na questão do trajeto do taxi ??

    e Bogotá, alguem conhece ? Tambem passarei um tempo em Bogota!!! 🙂

    Beijos a voces e obrigada!!

    • Oi Taína. Comprar soles aqui no Brasil não vale a pena. No seu caso, eu trocaria um pouco de dólares no peru mesmo (o aeroporto não é o melhor lugar pra isso, mas a perda será pequena pela quantidade). Daí vc pega o táxi e pronto 🙂 Pra evitar trocar muito, eu trocaria o suficiente pros táxis e depois pagaria o resto no cartão de crédito, assim vc não morre com soles na mão.

Deixe seu Comentário