Enquanto Berlim ainda era dividida, Kreuzberg era um antigo reduto de imigrantes, artistas e hippies, mas nos últimos anos o bairro vem se transformando e atraindo novos olhares para essa região da cidade. Atualmente ele é uma grande incubadora de empresas digitais e, por isso, concentra um volume enorme de lugares que aceitam novos meios de pagamento como a moeda virtual bitcoin.

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - pedaços do muro

O passado de Kreuzberg

Como forma de atrair mais mão de obra para a cidade, em meados da década de 60, o governo desenvolveu um programa de imigração que acabou atraindo muito a atenção dos turcos que viram em Kreuzberg, na antiga Berlim Ocidental, um bairro praticamente isolado e com preços mais acessíveis ainda por conta das consequências da guerra.

Hoje, a comunidade turca ainda permanece muito forte nesse bairro e é tida como uma das maiores comunidades fora da própria Turquia, um prato cheio para quem quer aproveitar o melhor de suas tradições e pratos típicos.

Ofertas de hotéis em Keruzburg

Ofertas de hotéis em Berlim

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - Checkpoint Charlie

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - Eastside Gallery

Kreuzberg nos dias atuais

Hoje em dia, quem tem voltado os olhos para Kreuzberg é a classe média de Berlim que quer morar em seus prédios – muitos em estilo art nouveau – devido aos seus ares mais descolados, por terem sido pouco bombardeados durante a guerra e por serem considerados patrimônios da cidade.

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - predios

Além dos inúmeros grafites que tomam conta do bairro, dos restaurantes moderninhos e das feiras orgânicas, uma forma de perceber essa mutação de Kreuzberg é visitar os importantes museus e galerias do bairro: Museu Judaico (Jüdisches Museum), Galeria de Berlim (Berlinische Galerie), Museu do Checkpoint Charlie, Topografia do Terror (Topographie des Terrors) e Museu Alemão da Tecnologia (Deutsches Technikmuseum).

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - Topologia do terror

A East Side Gallery – famoso trecho do muro de Berlim cheio de grafites – e o Tempelhof – antigo aeroporto revitalizado como parque – também ficam em Kreuzberg e combinam muito bem com um passeio mais detalhado pelo bairro.

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - Grafite 2

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - Eastside Gallery 2

A noite de Kreuzberg

Engana-se quem pensa que a região se resume apenas ao trecho do muro que não foi demolido (East side Gallery) e ao Checkpoint Charlie, Kreuzberg também é um dos centros da noite berlinense.

A 3 estações de metrô da Alexander Platz pela linha U8 (estação Moritzplatz) está a Oranienstrasse, a rua boêmia de Berlim. Caminhe em direção à estação Görlitzer Bahnhof para conhecer os bares mais procurados pelos berlinenses atualmente 🙂 Não muito longe dali e quase em frente à East Side Gallery, está a Arena O2 (O2 World) para aqueles que procuram grandes shows quando viajam 🙂

Continue lendo:

Bus 100: o city tour mais barato de Berlim

O Museu do Videogame de Berlim: para a alegria dos geeks de plantão 😀

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - bicicletas

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - numa rua qualquer

Gastronomia

No quesito gastronomia, Kreuzberg também faz bonito. Além dos diversos pontos para provar o famoso kebab, o bairro tem ótimos restaurantes e feiras gastronômicas. O mercado Markthalle 9, o contemporâneo Herz & Niere e o libanês Maroush são ótimos endereços para a hora que a fome apertar 😉

Veja também:

Rogacki em Berlim: comendo bem e barato como um local

Conhecendo Potsdam em um bate e volta de Berlim

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros da Alemanha \o/

Kreuzberg, o bairro descolado de berlim - Grafites

Natalie viajou para Berlim a convite do VisitBerlim.

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    6 Comentários
  1. Ahhhh, Natalie….Agora bateu saudade de tudo isso!!!! 🙂

    Ainda bem que eu volto em setembro pra curtir um “showzinho” do U2 no 02 Arena, nas vésperas da Maratona de Berlim. A cidade vai estar mais incrível ainda.

  2. Oi, gente.

    Estou programando uma viagem de última hora para Alemanha. Queremos ir em Outubro. Os preços das passagens estão estão bons. Devemos começar por Frankfurt.
    Queria fazer o seguinte roteiro: Frankfurt / Colônia / Hamburgo / Berlim.
    O que vocês acham?
    Estava vendo o itinerário de trem e não são cidades muito próximas. Queria saber qual melhor roteiro, passando por essas cidades, sendo que Hamburgo pode ser substituída por outra cidade e a ordem de cada cidade pode ser alterada também. A única premissa é começar por Frankfurt, pois os melhores preços aéreos estão pra lá.
    Estou adorando tudo sobre a Alemanha que estou lendo aqui. Tudo salvo!
    Aguardo retorno de vocês.

    Abraços,

    Vivi

    • Obrigado, Viviane 🙂

      Olha, eu gosto muito da parte sul da alemanha, por isso eu diria que fazer Frankfurt, Munique (época de Oktoberfest!), Nuremberg, Heidelberg e Rothenburg ob der Tauber seria mais legal 😛 Mas esse seu roteiro também é bem interessante e a ordem está boa. Talvez dê para incluir Dresden ou Leipzig também na volta de Berlim para Frankfurt.

  3. Estive recentemente em Berlim…cidade deslumbrante.Realmente a parte oriental é a mais vibrante.Só achei complicado um pouco, entender o tranporte publico …é um sistema tão bom e complexo que p mim ñ era muito claro.

Deixe seu Comentário