Talvez o passeio pelo Vale da Lua (valle de la luna) e pelo Vale da Morte (valle de la muerte) sejam, junto com os Gêiseres de Tatio e o Salar do Atacama, os mais procurados por quem visita o Atacama. Suas paisagens áridas, dunas enormes e minas de sal irão impressionar até os mais céticos 😉

Passeios no Atacama - Vale da Lua 6

Passeios no Atacama - Vale da morte 4

Vale da Morte

Apesar do nome meio macabro, ninguém sabe ao certo porque esse vale é assim chamado. Alguns dizem que é por causa de restos mortais encontrados ali, enquanto outros que os atacamenhos levavam seus enfermos para passar alguns dias sozinhos ali para que a Pacha Mama os curasse. Por fim, ainda há aqueles que acreditam que Vale da Morte seja apenas uma confusão com a tradução do nome dado pelo explorador que descobriu o lugar, já que sua intenção seria chamá-lo de Vale de Marte.

Passeios no Atacama - Vale da morte 2

Seja qual for a versão que você prefere para o nome, a paisagem é tão inóspita que não há vida que consiga sobreviver por lá, mas é tudo tão bonito que, mesmo queimando no sol do Atacama, sua câmera não vai parar de tentar capturar cada pedacinho do lugar.

Passeios no Atacama - Vale da morte 1

Passeios no Atacama - Vale da morte 5

Eu também ouvi dizer que é ali, no Vale da Morte do Atacama, que a Nasa faz alguns dos testes com seus veículos espaciais.

Passeios no Atacama - Vale da morte 3

Vale da Lua

É aqui que você passará boa parte do seu tour, numa mistura de rochas sedimentárias, dunas e cavernas de sal moldadas constantemente pelos ventos e raras chuvas.

Passeios no Atacama - Vale da Lua 1

Tudo é tão diferente do que estamos acostumados que você agradecerá por estar lá com sol a pino (e por ter levado muito protetor solar), sem sombras ou luz contra seus olhos.

Passeios no Atacama - Vale da Lua 2

Pedra do Coyote

A Pedra do Coyote é um dos lugares mais emocionantes do Vale da Lua, pois ela é um mirante que se estende para fora do penhasco e somente os de sangue frio conseguem chegar perto da ponta e olhar para baixo. Já os loucos (como essa moça da próxima foto) conseguem sentar na borda mais baixa O.O”

Passeios no Atacama - Vale da Lua 3

Passeios no Atacama - Vale da Lua 5 - Pedra do Coyote

Momento vertigem do dia.

Para ajudar na adrenalina, a pedra tem uma grande rachadura em sua lateral e, por segurança, não mais que duas pessoas podem subir nela ao mesmo tempo.

Passeios no Atacama - Vale da Lua 4

Ouvi dizer que a pedra tem esse nome por causa do coyote do desenho do Papa-léguas, pois é impossível não imaginá-lo lááááááá em baixo e a pedra caindo na cabeça dele 😛

Passeios no Atacama - Vale da Lua 10

Passeios no Atacama - Vale da Lua - caverna de sal 5

Cavernas e minas de sal

Se você cochilar por um instante, poderá achar que houve uma nevasca do lado de fora ao acordar, tamanha a quantidade de sal no chão 😛

Numa das paradas, pudemos ver uma formação chamada Cuevas de Sal, cujo interior é quase um labirinto. Embrenhar-se por ela e vale o passeio, mesmo que, às vezes, o caminho seja apertado 😉

Passeios no Atacama - Vale da Lua - caverna de sal 2

Passeios no Atacama - Vale da Lua - caverna de sal 4

Por ali também existe a mina de sal Victoria, muito utilizada até algumas décadas atrás. Repare como os tijolos das construções são, na verdade, blocos de sal. Como quase não chove no Atacama, não havia problemas em usar sal como tijolo.

Passeios no Atacama - Vale da Lua - caverna de sal 3

Passeios no Atacama - Vale da Lua - caverna de sal 1

O Anfiteatro do Vale da Lua

Em meio a enormes dunas e formações rochosas (que contém, dentre outras coisas, até pedras de gesso!) está um dos locais mais característicos do Vale da Lua e, quiçá, do Atacama: o Anfiteatro.

Passeios no Atacama - Vale da Lua 14

Passeios no Atacama - Vale da Lua - anfiteatro

Pela foto é fácil perceber de onde vem seu nome, mas a única coisa que eu conseguia pensar era: imagina descer aquilo tudo de snowboard, quer dizer, sandboard 😀

Passeios no Atacama - Vale da Lua 11

Passeios no Atacama - Vale da Lua 12

Para chegar ao local da foto, passamos em meio a dunas, subidas íngremes e muita falta de ar (é fácil esquecer que estamos a mais de 2300m de altitude >.<”). Vá devagar, tome bastante líquido e você será recompensado com uma vista increíble!

Passeios no Atacama - Vale da Lua 13

Passeios no Atacama - Vale da Lua 15

Outros passeios pelo Vale da Lua

Também é possível ir ao Vale da Lua de bicicleta, em um trekking ou fazer um passeio noturno nas noites de lua cheia, oportunidade perfeita para fazer fotos incríveis! #quero #comofaz

Passeios no Atacama - Vale da Lua 16

Qual o melhor horário para visitar os vales?

Muitos passeios partem no fim da tarde para os famosos Vale da Lua e Vale da Morte, mas os guias do Tierra Atacama costumam sugerir que sejam realizados pela manhã, quando quase não há pessoas por lá, para que se possa apreciar as paisagens como devem ser: sem vida alguma por perto.

Passeios no Atacama - Vale da Lua 17

Passeios no Atacama - Vale da Lua - salar 1

Desta forma, também é possível conhecer as cavernas e minas de sal que ficam ali pertinho, além de deixar o passeio pelo povoado de Toconao e pelo Salar do Atacama para o fim do dia, de onde tem-se a oportunidade de presenciar um incrível pôr do sol sentado de frente para a lagoa salgada.

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Chile \o/

Passeios no Atacama - Vale da Lua - mina de sal 1

Passeios no Atacama - Vale da Lua - mina de sal 2

Sibéria? Não, mina de sal Victoria 😛

Passeios no Atacama - Vale da Lua - mina de sal 3

Passeios no Atacama - Vale da Lua - mina de sal 4

O Sundaycooks viajou a convite do Tierra Atacama.

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    4 Comentários
  1. Legal, Fred. O lugar é lindo, suas fotos ficaram incríveis…. dá vontade de voltar.

  2. Eu assisti ao por do sol no Valle de la Luna e foi simplesmente fantástico! Tirava uma foto por minuto…

Deixe seu Comentário