Uma das dúvidas mais recorrentes de quem está planejando um roteiro de viagem pelo Peru é: posso comprar os ingressos para Machu Picchu quando chegar em Cusco ou é melhor comprar antecipado?

Machu Picchu e a montanha de Huayna Picchu ao fundo

Devo comprar os ingressos para Machu Picchu antes de viajar?

Essa pergunta é super válida e surge devido à limitação no número de ingressos diários para a Cidade Inca (2500), Huayna Picchu (200 + 200) e Montanha Machu Picchu (400).

Esses números podem parecer muito, mas é preciso lembrar que Machu Picchu é o principal destino dos turistas no Peru (e com muita razão :D).

Conversando com guias e donos de agência de turismo no Peru, eles confirmaram o que temos acompanhado pelo site oficial de compras de ingressos e que mostro abaixo de forma resumida:

  • Cidade Inca de Machu Picchu: Não costuma acabar, sendo possível comprar no dia anterior.
  • Huayna Picchu: Como são bastante limitados, esse ingresso costuma acabar com pelo menos uma semana de antecedência durante a alta temporada (junho a agosto), por isso é arriscado deixar para comprar poucos dias antes.
  • Montanha Machu Picchu: Apesar de também ser limitado, esse ingresso é menos procurado, sendo possível de ser encontrado poucos dias antes da subida.

É importante lembrar que a altíssima temporada em Cusco e no Valle Sagrado acontece durante as festividades do Inti Raymi (a festa do sol), quando turistas do mundo todo se programam para visitar as ruínas, por isso é possível que os ingressos se esgotem nesse período.

Eu olhei no site hoje e, para o dia 23 de junho (daqui a 3 meses), haviam apenas 91 dos 200 lugares num dos grupos para Huayna Picchu. Além disso, esses mesmos ingressos para as próximas duas semanas já estão esgotados. E março nem é alta temporada ainda.

Deu pra sentir o drama, não é? Então vamos às respostas rápidas sobre as perguntas mais comuns 😀

Machu Picchu - neblina começa a se desfazer

Ingresso para Machu Picchu

Como regra geral, eu gosto sempre de comprar todos os ingressos possíveis com antecedência, assim evito perder tempo na cidade 🙂 Além disso, muitas atrações pelo mundo costumam cobrar mais barato de quem compra online (não é o caso de Machu Picchu, infelizmente).

Entretanto, o grande problema da compra dos ingressos para Machu Picchu é a enorme dificuldade para conseguir pagar por ele como explicamos nos dois posts abaixo:

Ingressos para Machu Picchu: Como comprar e possíveis dúvidas

Nova opção para comprar ingressos para Machu Picchu

Minha dica é: tente comprar online. Se não conseguir, compre assim que chegar no Peru , pois eles provavelmente não esgotarão.

A viagem de Rita e Renata ao Peru 😀

Machu Picchu - Lhamas

Ingresso que inclui Huayna Picchu

Minha dica é: compre o quanto antes. Em algumas épocas eles costumam acabar com semanas de antecedência. Por isso, se você quer visitar Huayna Picchu, não deixe para comprar na última hora, mesmo que seja necessário pagar um pouco mais para as agências de viagem do Peru façam a reserva para você.

Abaixo a Natalie fez um relato sobre como foi nossa experiência ao visitar Machu Picchu e Huayna Picchu. Quer um spoiler? Foi incrível!

Machu Picchu: eram os deuses astronautas?

Machu Picchu - caminho até huayna picchu

Ingresso que inclui a Montanha Machu Picchu?

Minha dica é: tente comprar online. Caso não consiga, você pode deixar para comprar no Peru, mas é sempre bom acompanhar a quantidade de ingressos pelo site oficial. Se notar que estão acabando para a data desejada, compre com as agências de turismo do Peru.

A viagem da Ana Luíza ao Peru

E a passagem do trem para Machu Picchu? Preciso comprar antecipado?

Minha dica é: compre a passagem do trem para Machu Picchu antecipadamente, pois os bons horários costumam acabar rapidamente.

A vantagem, neste caso, é que o problema do Verified by Visa é menos comum e pode ser resolvido entrando em contato diretamente com a Peru Rail.

De qualquer forma, as dicas de compra do ingresso para Machu Picchu também valem para a compra da passagem do trem 🙂

Conclusão

Se você não tem a data exata de ida para Machu Picchu ou não quer subir para Huayna Picchu, pode deixar para comprar os ingressos quando chegar no Peru ou mesmo um ou dois dias antes, pois dificilmente esses ingressos acabarão. Lembrando que o trem para Aguas Calientes também tem lugares limitados e essa é a única maneira de se chegar até lá que não seja fazendo trilhas longas.

Entretanto, se você deseja subir Huayna Picchu, compre o quanto antes seu ingresso, pois esses acabam com semanas de antecedência.

Qualquer que seja sua escolha, vá com a mente aberta e tente imaginar como era a civilização Inca naquela época. Você irá se surpreender 🙂

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Peru \o/

Mais uma foto da bela Machu Picchu

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    15 Comentários
  1. Oi, gente!

    Vou com o namorado para o Peru no finzinho de Agosto, começo de Setembro, e já temos passagens e hospedagens garantidas. Seu blog está sendo o principal guia para o nosso itinerário, desde o início! Eu não botava muita fé antes no Peru, mas comecei a ler o SundayCooks e outros blogs de turismo e agora já quero marcar a segunda ida.
    Tenho uma dúvida exatamente relacionada ao post. Eu já deixei a noite de Machu Picchu de fora da minha reserva de hotel em Cusco, e já tenho também a hospedagem em Aguas Calientes feita. Porém, ainda não comprei o passeio nem o ingresso. Decidimos não fazer Huayna Picchu, pois não temos experiência em trilhas de montanha e também porque ouvi dizer que a trilha da Porta do Sol pode dar uma vista legal bem tipo “cartão postal” da cidadela. Então, entrei em contato com algumas das empresas que vocês sugeriram e estou com orçamentos da Fabulous Tours e da Responsible. Mas ainda assim estou na dúvida: vale mesmo a pena contratar o passeio fechado, daqueles que garantem os tres Ollanta > AC (sugestão de vocês: sair do Vale Sagrado!), o trem AC > Poroy, a van de subida a Machu Picchu e o guia? Porque às vezes penso que é muito mais fácil chegar lá e comprar tudo separado, além de que dizem que tem vários guias bons disponíveis na porta de Machu Picchu, né?
    Sou bem metódica e meio medrosa de não fechar nada e daí acabar sem trem/ingresso/guia. Mas estamos on a budget e qualquer economia que não limite a diversão está valendo!

    Obrigadaaa! (E provavelmente vou comentar em outros posts tirando dúvidas também hehe).

    • Oi Luly. Na verdade, o que ouvimos aqui é que há bons guias na entrada, mas muito guias ruins e que só querem terminar logo para pegar o outro grupo. Em todo caso, o guia é o que você pode escolher lá na hora de maneira mais fácil.

      Usar uma agência vai te ajudar com relação à compra dos ingressos que sempre dá nos nervos de todo mundo. Se vc conseguir comprar sozinha, sai mais barato mesmo.

  2. Estou com a passagem de ida para Lima comprada para o dia 16 de dezembro, quero viajar até 30 de janeiro. Não comprei a volta porque estou indecisa, se depois do Peru eu vou para o Equador, ou desço pelo Chile até Salta na Argentina. Vou sozinha. Já fui para Europa sozinha em 2013 e fiquei lá 60 dias. Tenho 64 anos, quero ver tudo o que há de sítios arqueológicos no Peru. amo arqueologia. Gostaria de saber sobre hotéis simples, como andar de ônibus por lá. E saber se 10.000,00 por mês é suficiente para andar por lá. Não vou para festas , vou pela arqueologia.

  3. Fred,
    Primeiro parabéns pelo blog – excelentes informações.
    Estamos montando a nossa viagem, aproveitando que estarei e Lima a trabalho, mas confesso que tô super frustada com preços dos tours em MAchu Picchu, é tudo muito caro. Por isso, queria ver contigo, se vale a pena comprar tudo avulso (TKTs) e depois contratar transfer lá, se é fácil e mais em conta. Pois tours como Vale Sagrado, por exemplo, penso que tenha que contratar uma agência, correto? Transfer até Ollamta, tbém (ou é fácil taxi?). Enfim…essas dúvidas de marinheiros de primeira viagem e com orçamento reduzido. Obrigada. Abs

    • Oi Dagmar.

      Você pode comprar a entrada de machu picchu, o trem até aguas calientes e a van de subida até a citadela tudo por conta. O tour pode contratar separadamente em uma agência ou com algum guia na porta da cidade.

      A ideia é você fazer um tour pelo valle sagrado (particular ou em grupo) e terminar em Ollanta antes de ir para Aguas Calientes. Esse tour e outros tours pelo valle sagrado e cusco devem ser contratados com agências, pois sem isso muito da história das civilizações será perdida e vc verá praticamente um monte de paredinha 😉

  4. Olá pessoal, adoro viajar e não posso deixar de passar esta oportunidade de conhecer o Peru e esta maravilha que é Machu Picchu. Viajarei entre janeiro e fevereiro, mas tenho umas dúvidas que acredito que vocês possam me ajudar:

    – Gostaria de visitar Machu Picchu e Huayna Picchu no mesmo dia. Isso é possível¿
    – É possível encontrar um guia em Machu Picchu¿

    Um abraço. Excelente blog…

  5. Olá, Paulo, quanto às suas perguntas, posso dizer que:

    “Visitar Machu Picchu e Huayna Picchu no mesmo dia”

    É possível. A visita a ambos os lugares é feita no mesmo dia. Tem pessoas que preferem chegar no primeiro horário e assim passar o resto do dia em Machu Picchu. Há 2 horários para entrada a Huayna Picchu, o 1º é das 7:00-8:00 e o 2º, das 10:00-11:00.

    “É possível encontrar um guia em Machu Picchu¿”

    Sim, é possível. Há guias autorizados pela DIRCETUR para trabalhar em Machu Picchu.

    abraço.

  6. Olá! Muito bom o blog de vcs. Irei com minha esposa em novembro para Cusco e vamos aproveitar a escala para conhecer Lima na ida. é possível conhecer Lima durante 20 horas de espera? Teremos 5 dias em Cusco e gostaria de ir no Vale Sagrado, nas montanhas de 7 cores em Ausangate e por fim conhecer Machu Picchu. Prometo que é as últimas perguntas se puderem ajujar, rsrs! é possível comprar uma passagem do trem de Olaymtambo para Machu Picchu ida e volta e no retorno aproveitar o transfer do Tour do Vale Sagrado uma vez que não iremos retornar para Cusco na ida do passeio, pois a ideia seria dormir na véspera em Aguas Calientes para já pela manhã não perder tempo. E só é possível comprar os ticket para entrada em Machu com Visa? Se eu comprar com Visa do meu pai levando cópia dos documentos seria arriscado? E vcs recomendam algo site para compra sem muitas taxas caso isso não seja possível? Verifiquei no ingressomachupicchu conhecem? Ufa, chega de perguntas, rsrsrs! No aguardo e muito obrigado, abs Leonardo.

    • Oi Leonardo.
      Nesse pouco tempo não recomendo a ida às montanhas de 7 cores (e é preciso saber que elas são bonitas, mas não são como nas fotos, infelizmente, pois as pessoas editam muito as cores 🙁 ). Não acho que dê para aproveitar o transfer de um tour de ollanta para cusco, mas vc pode conversar com a empresa, quem sabe?

      Você pode usar o cartão do seu pai sim, basta levar os documentos. Essa empresa que você comentou é uma agência como todas as outras, não tem nada de “especial” ou ligação com o governo.

      Lima em 20h você vai conhecer um pouco da cidade. Museu larco, centro histórico e talvez, se tiver tempo, a huaca puccllana. Mas fique de olho no horário, porque de 20h vc terá no máximo umas 14 livres de verdade.

  7. Na baixa temporada (Janeiro), consigo comprar assim que chegar em Cusco sem riscos?

    • Oi Maurício, Janeiro, apesar das chuvas, não é baixa temporada não, é alta (época de férias em todo lugar do mundo).

      A compra para a subida a Machu Picchu pode ser possível, mas subir a Huayna Picchu, pode já estar cheio, pois são bem menos lugares.

  8. Primeiramente, amei o blog e não consigo parar de ler! Em abril iremos de lua de mel para cusco/lima, como em março acaba a época de chuva, estou com receio de comprar a entrada no parque e o trem para machu pichu agora, quero ficar de olho na previsão, será que encontrarei se fizer as compras em março?

    • Oi, Jéssica.

      Se você se programar para fazer a compra no começo de março, não tem problema, não 😉

Deixe seu Comentário