Grandes destinos turísticos como Barcelona, Madri e Berlim costumam oferecer uma infinidade de tipos de hospedagem e é claro que Amsterdam não poderia ser diferente. A cidade é um dos destinos mais visitados do mundo e por ela passam por ano aproximadamente seis milhões de turistas de 180 nacionalidades diferentes. Já imaginou acomodar toda essa gente? Graças aos mais de 634 hotéis em Amsterdam, é possível sonhar em caminhar pelos seus canais e ver de perto as obras do mestre Van Gogh 😀

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 28 Rembrandtplein

Em Amsterdam, reserve seu hotel com antecedência

Antes de começar a destrinchar cada bairro, sugerir onde ficar e mostrar nossas indicações de hotéis em Amsterdam, aí vão algumas dicas essenciais na hora de fazer sua reserva:

  • Não deixe para fazer a reserva em cima da hora, pois os valores das diárias costumam subir
  • É alta temporada praticamente o ano todo devidos aos eventos e à alta procura dos turistas. Cada hotel que visitamos mencionou uma época diferente >.<
  • O período do Keukenhof (o famoso jardim de tulipas da Holanda) é o equivalente ao Réveillon em Copacabana
  • Cada bairro tem uma personalidade diferente. Ao contrário de muitas cidades turísticas, não existe apenas uma região ideal para se hospedar, cada ponto tem atrativos e perfis distintos
  • Cá entre nós: Amsterdam não é um destino tão barato assim :/

Nós passamos mais de uma semana na cidade e nos hospedamos em diversos bairros para termos uma ideia mais ampla de como é ficar em Amsterdam em cada região. 

Além dos seis hotéis resernhados, também visitamos outros quatro para complementar as indicações deste post e selecionamos alguns que ficaram de fora das visitas, tudo para trazer esse super guia para vocês 😀

Ofertas de hotel na cidade

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 13

Critérios de avaliação dos hotéis

Entre os mais de 600 hotéis, definimos alguns critérios das indicações (os mesmos que geralmente usamos com sucesso aqui no Sundaycooks):

  • Notas superiores a 8 no Booking.com
  • Localização em bairros mais descolados e interessantes
  • Design, sempre evitando hotéis mais corporativos ou opções mais antigas

Por que design e personalidade é algo que levamos em consideração na hora das escolhas? Porque acreditamos que o hotel desempenha um papel importante na maneira como percebemos um novo destino. Um hotel muito ruim, sem graça ou mal localizado pode prejudicar diretamente sua experiência na cidade e isso é uma coisa que não queremos que aconteça durante suas férias, não é mesmo?

Invista 15 minutos do seu tempo para ver nossas sugestões selecionadas a dedo de onde ficar em Amsterdam e eu garanto que não vai ter erro! 🙂 Ao final do post, você ainda encontra um mapa detalhando com cada hotel indicado.

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 22 Amsterdam Noord

Hotéis em Amsterdam: onde ficar e os melhores bairros

Elegi os 11 principais bairros e regiões de Amsterdam como referência para hospedagem, mas deixei de fora dessa lista a parte norte da cidade, chamadas de NDSM e Noordelijke ij Oever. Elas foram excluídas porque ainda são relativamente afastadas dos pontos mais interessantes da cidade, mesmo se considerarmos a balsa gratuita que as liga ao terminal central. Não é um bairro muito gostoso para sair a noite e voltar tarde para seu hotel.

Acredito que até meados da próxima década essa área vai ser valorizar muito e vai viver seus dias de Brooklyn e Williamsburg, principalmente com a chegada no novo Sir Albert Hotel (a inauguração estava prevista para o segundo semestre de 2016) dentro da ADAM Tower. Aguardemos 😀

Ofertas de hotéis em NDSM e Noordelijke ij Oever

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 21 NDSM

Perto da estação central: ficar ou não ficar, eis a questão?

A maioria dos relatos que você vai encontrar em português dizem para evitar a região da estação Amsterdam Centraal, pois toda vizinhança de estação de trem costuma não ser lá muito simpática. Em Munique, por exemplo, isso é a mais pura verdade (pelo menos enquanto a prefeitura não começa as obras de revitalização).

Eu mesma costumo seguir essa regra, mas em Amsterdam essa dica pode ser questionada. A região, claro, está sempre lotaaaaada de gente, mas não chega a ser feia ou perigosa. Se você garimpar um bom hotel ou um bom preço, vale considerar se hospedar por ali, embora essa área não seja minha primeira escolha, pois há outros locais bem mais legais na cidade 😉

Ofertas de hotéis próximos à estação central

art’otel Amsterdam

Os quartos do art’otel são modernos e têm obras de arte do Ateliê Van Lieshout. Localizado praticamente em frente à estação central, ele está na mesma categoria dos Novotel, mas com ar mais excêntrico e diferente dos hotéis convencionais.

Ofertas para o art’otel

Max Brown Hotel Canal District

Quase na divisa do bairro Joordan com o centro da cidade, o Max Brown foi construído em estilo rústico chique entre três casarios históricos com fachadas de mais de 300 anos de idade que são a cara de Amsterdam. O hotel está a 10 minutos a pé da estação central e fica ao longo do Canal Herengracht, na esquina do Canal Brouwersgracht.

Ofertas para o Max Brown Hotel

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 12 Centro

Jordaan perto dos canais

É nesse bairro que moram todas aquelas imagens clichês que construímos sobre Amsterdam: lindas casas históricas, canais românticos, pontes com flores e muitas bicicletas. É irresistível caminhar por essas ruas e quase impossível não se apaixonar. Apesar do volume de turistas nessa área, esse é o pedaço mais romântico e charmoso da cidade.

Ofertas de hotéis em Jordaan

Mr. Jordaan Hotel

Um bom exemplo disso é o Mr. Jordaan: à beira de um charmoso canal, o hotel fica pertinho da Casa da Anne Frank e do Palácio Real de Amsterdam. Ele é novo, tem uma decoração super charmosa e wifi grátis para os hóspedes.

Ofertas para o Mr Jordaan Hotel

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 17 Jordaan

De 9 straatjes / The 9 streets – Grachtengordel à beira dos canais

Ainda no mesmo clima do Jordaan, um circuito oficial chamado de As 9 Ruas (De 9 straatjes ou The 9 streets) concentra cafés, lojas e restaurantes, além de alguns dos canais e casas mais bonitos. Entre as ruas Raadhuisstraat ao norte e a Leidsestraat ao sul, ficam as nove ruas no sentido leste-oeste, uma a cada quarteirão, que ligam os principais canais de Amsterdam.

Ainda bem que inventaram as câmeras digitais, porque antigos rolos de filmes não seriam suficientes para fotografar essa região 😛

Ofertas de hotéis próximos às The 9 Streets

Pulitzer Amsterdam

O Pulitzer é considerado um dos hotéis mais elegantes de Amsterdam. Ele ocupa 25 casas do século 17 e 18 que foram integradas, tomando quase um quarteirão à beira do canal. O hotel tem cerca de 45 anos, mas está passando por uma renovação completa – quase imperceptível para os hóspedes – prevista para terminar agora em setembro com uma grande festa 🙂

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 23 Pulitzer

Você deve estar se perguntando se o nome do hotel tem alguma ligação com o consagrado prêmio de jornalismo e tem, sim. O fundador do Pulitzer é neto do próprio idealizador do prêmio. Ele também tem um barco histórico à disposição dos hóspedes que pode ser usado tanto para passeios pelos canais quanto para jantares exclusivos.

Como pudemos perceber na nossa visita, o conceito do Pulitzer é integrar diferentes estilos que vão do clássico ao moderno holandês, fazendo um casamento perfeito entre eles. São 225 suítes com tamanhos diferentes, seguindo uma decoração muito elegante e aconchegante e com amenidades de banho da marca Le Labo.

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 24 Pulitzer

Gastronomia também é um item de destaque por aqui: o chef que comanda a cozinha do restaurante veio de Nova York e reformulou o cardápio do Jansz, que virou um dos melhores lugares para comer bem em Amsterdam. O bar do hotel também é muito frequentado pelos locais e o drink da casa, um old fashion com abacaxi desidratado, virou o queridinho do cardápio.

Ofertas para o Pulitzer

The Hoxton Amsterdam

O The Hoxton é formado por cinco casas históricas integradas à beira de um lindo canal. Sua decoração é toda vintage, proporcionando uma sensação diferente e confortável. Ele oferece wifi grátis e também fica próximo à Casa da Anne Frank e das ruas de compras.

Ofertas para o The Hoxton

The Dylan

Com uma atmosfera elegante e quartos amplos e confortáveis, o hotel boutique The Dylan faz parte do seleto grupo Small Luxury Hotels of the World e fica localizando no canal Keizersgracht, a pouco tempo de caminhada da Praça Dam (Dam square). Seu restaurante, o Vinkeles, tem uma estrela Michelin.

Ofertas para o The Dylan

Centro, próximo da igreja De Nieuwe Kerk

Aqui você está perto tanto dos charmosos canais do Jordaan, como da Praça Dom e da estação central. A ligação de bondinho também é feita rapidamente para outros pontos da cidade. Essa é uma boa região para se hospedar, mas cuidado com os restaurantes pega-turistas que ficam por ali.

Ofertas de hotéis no centro da cidade

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 14 INK hotel

INK Hotel Amsterdam

O INK Hotel fica no prédio histórico que abrigou um dos mais tradicionais jornais da cidade, por isso, toda a decoração remete à tinta, à tipografia e ao ambiente original. Ele tem um clima descontraído e uma equipe de funcionários das mais simpáticas e acolhedoras, sendo uma excelente escolha. Confira aqui o review completo do hotel.

Ofertas para o INK Hotel

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 15 INK hotel

W Amsterdam

O W é uma rede de hotéis modernosos que pertence ao grupo Starwood Hotels. Em Amsterdam, ele tem uma decoração mais contemporânea com grandes janelas de vidro e uma vista linda do seu terraço.

Ofertas para o W Hotel

Amsterdam-west, Wester Park

Pra quem quer curtir a sensação de se hospedar em um bairro com jeitão de bairro, Amsterdam-west ainda não sentiu a chegada do turismo de massa. Por lá é normal ver os moradores passando as tardes sentados nas calçadas dos cafés ou se exercitando pelo parque. Essa também uma ótima região para pedalar e, apesar de estar fora do burburinho, fica relativamente próxima das principais atrações de Amsterdam.

Ofertas de hotéis em Wester Park

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 18 Morgan and Mees

Morgan & Mees

Um hotel que segue esse clima descolado do bairro é o Morgan & Mees que foi inaugurado no final de 2014. Sua decoração é toda retrô-moderninha e os quartos são amplos. O restaurante e o bar do hotel são muito frequentados pelos locais, mas atente-se para um detalhe: o prédio não tem elevador. Como vantagem, as diárias costumam ter um ótimo custo benefício 🙂

Ofertas para o Morgan & Mees

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 19 Morgan and Mees

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 20 Morgan and Mees

Amsterdam Oud-West

Fora do auê turístico, mas perto do Vondelpark e a uma curta viagem de tram do centro, Amsterdam Oud-West é um ótimo bairro para se hospedar em Amsterdam. Ele tem vários bares e lanchonetes off-turistas, tem o Rembrandtpark e tem o Food Hallen, um antigo armazém que foi transformado em várias lojas legais e espaço para pequenos – e ótimos – quiosques de comida.

Essa é uma área que está crescendo, tem ares mais xóvens e um ótimo custo-benefício de hospedagem.

Ofertas de hotéis em Oud-West

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 28 Rembrandtplein

Cityhub

O CityHub é um hotel cápsula que funciona como aqueles hotéis famosos do Japão, mas tem um jeitão de albergue self-service. Os banheiros são compartilhados, mas a trilha sonora é ótima – de verdade. O espaço dentro do seu quarto é reduzido, ideal para quem passa grande parte do dia batendo perna e está procurando um lugar com uma tarifa mais acessível e boa localizado. Veja nosso review completo aqui.

Ofertas para o CityHub

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 03 CityHub

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 04 CityHub

Hotel De Hallen

Construído num antigo armazém, o Hotel De Hallen parece aqueles projetos feitos com contêineres. Com 55 quartos, ele foi inaugurado há menos de 2 anos e a decoração nas áreas comuns é toda moderninha. O hotel passa pelo antigo trilho de trem do bairro e fica praticamente colado no CityHub e no Food Hallen.

Ofertas para o Hotel De Hallen

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 09 De Hallen

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 10 De Hallen

Museumplein ou Museumkwartier

Como o próprio nome sugere, essa é a área que contempla os principais museus de Amsterdam, como o Van Gogh Museum, o Rijksmuseum e o Stedelijk Museum. É nessa região que também ficam as ruas de compras mais chiques da cidade, num ponto central e de fácil ligação com outros bairros e atrações.

Ofertas de hotéis no Museumplein

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 05 Conservatorium

Conservatorium hotel

O mais elegante e premiado hotel de Amsterdam, o Conservatorium Hotel proporciona uma experiência única no conceito de hospedagem. Cada detalhe em seu interior conta uma história e faz toda a diferença, desde as boas-vindas até o cuidado com a decoração e o perfume dos quartos.

Ele é um hotel impecável para quem gosta de arquitetura e procura por algo especial. O review completíssimo você encontra aqui.

Ofertas para o Conservatorium Hotel

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 06 Conservatorium

Hotel Vondel

O Hotel Vondel tem um lindo jardim com terraço, oferece wifi gratuito, os quarto têm uma decoração um pouco mais básica, mas fica perto dos museus.

Ofertas para o Hotel Vondel

De Pijp

De Pijp, assim como Oud-West, é outro bairro ótimo, mas não tão conhecido para se hospedar em Amsterdam, principalmente se você quer ficar perto de agito e da parte boêmia. A região tem um parque enorme chamado Sarphatipark, vários bares legais e lojas diferentes, com seus canais e prédios históricos completando o cenário.

Ofertas de hotéis no De Pijp

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 25 De Pijp

Sir Albert

O Sir Albert foi um dos hotéis mais bonitos que conheci nessa viagem. Inaugurado em 2013, ele foi construído no prédio de numa antiga fábrica que lapidava diamantes e faz parte de um pequeno grupo europeu de hotéis design, além do Design Hotels.

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 30 Sir Albert

O hotel tem o conceito aristocrático moderno, sem parecer ter o nariz empinado. Muito ligado à herança histórica e à arte moderna, ele tem um quê elegante do estilo britânico. São 90 quartos, todos com máquina de café Illy, amenities personalizadas e outros cuidados especiais. O Izakaya, seu restaurante fusion asiático-latino, vive sempre lotado.

Ofertas para o Sir Albert

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 32 Sir Albert

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 31 Sir Albert

The Arcade Hotel

O The Arcade Hotel é bem clean e básico. Tem videogame para os hóspedes e oferece café da manhã orgânico numa boa localização dentro do bairro.

Ofertas para o The Arcade Hotel

Amsterdam Oost – Oosterpark

Apesar de não ficar no coração turístico, ficar em Oosterpark nos permite respirar ares mais tranquilos e ainda nos faz sentir de perto como é a vida local em Amsterdam. Há também uma estação de metrô (estação Wibautstraat, linhas 51, 52 e 53) que liga rapidamente o bairro ao centro ou ao aeroporto com apenas uma baldeação.

Ele fica a 10 minutos de caminhada do belo parque Sarphatipark e do bairro De Pijp, ótimo local para caminhar e encontrar bares e lanchonetes off-turistão.

Ofertas de hotéis próximos ao Oosterpark

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 34 Student Hotel

The Student Hotel Amsterdam City

O Student Hotel é um novo conceito de hotel em Amsterdam que segue a linha dos chamados budget design hotels, ou seja, ele tem um toque de personalidade, tem várias comodidades e ainda tem um preço que não maltrata o bolso. Foi o primeiro hotel da nossa viagem e o review detalhado está nesse post.

Ofertas para o Student Hotel

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 33 Student Hotel

Zuideramstel

Zuideramstel é uma área residencial um pouco afastada do centro, ali fica um grande centro de convenções que costuma receber muitas feiras e eventos. Infelizmente, não há muito o que fazer ou ver nessa área de Amsterdam Zuid além do parque Beatrixpark.

A boa notícia é que a ligação com a parte turística é bem rápida e o tram 5 a liga com a estação central em aproximadamente 15 minutos, passando pelo Museu do Van Gogh, pelo Rijksmuseum e pelo Stedelijk Museum 🙂

Ofertas de hotéis em Ziederamstel

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 01 CitizenM

CitizenM Amsterdam City

O CitizenM é um hotel econômico com um toque de design. Os quartos são pequenos, mas seus espaços são otimizados, numa mistura de CityHub e Student Hotel. O endereço de Amsterdam foi o primeiro do grupo com esse conceito todo criativo-divertido. Veja como é se hospedar no hotel nesse relato.

Ofertas para o CitizenM

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 02 CitizenM

Amsterdam Zuidoost – Bullewijk – Bijlmer

Essa é pior localização indicada neste post, por isso considere ficar em Amsterdam Zuidoost apenas se as outras opções já estiverem esgotadas ou com os preços inflacionados. Essa área é muito empresarial e tem muitos hotéis que, apesar de novos, são voltados para o público coorporativo. Além disso, não há nenhuma atração ou opção para sair e jantar à noite nas proximidades. A única vantagem é que ele está muito próximo da Amsterdam ArenA, casa do Ajax e local dos grandes shows.

Ofertas de hotéis em Zuidoost

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 07 Amsterdam Noord

Courtyard Amsterdam Arena Atlas

Durante nossos dias em Amsterdam, passamos um dos finais de semanas mais caros para a hotelaria da cidade. Não sei se era culpa do Keukenhof ou de uma série de eventos e shows que pipocaram na mesma época, mas tudo estava lotado e os preços lá nas alturas. Como demoramos para fazer essa reserva, só nos restou o novo Courtyard Arena Atlas.

Hotéis em Amsterdam: onde ficar - 08 Courtyard

O hotel fica próximo à estação Bijlmer Arena, entretanto a noite batia uma preguiça enorme de voltar até o centro depois de ter passado o dia trabalhando e caminhando. Apesar desse inconveniente logístico, o hotel é novo, os funcionários são bem simpáticos e o quarto segue os padrões dessa bandeira da Marriott. Por sorte, a Bijlmer Arena é também estação de ônibus e trem, o que facilitou um pouco nossos bate e voltas pela região 😉

Ofertas para o Courtyard Arena Atlas

Hospedagens alternativas em Amsterdam

Se você busca outro tipo de experiência, Amsterdam possui mais de 165 canais e 2.500 casa-barcos, segundos dados oficiais. Algumas dessas casas flutuantes podem ser reservadas pelo próprio Booking.com ou AirBnB, proporcionando, no mínimo, algumas noites curiosas na cidade 😛

Ofertas de aluguel de casas-barco

P.S.: Em breve faremos um review completinho sobre nossa experiência com o AirBnB.

Esse trecho da viagem contou com o apoio da Holland Aliance, do I Amsterdam e dos hotéis Student Hotel, City Hub, CitizenM, Conservatorium Hotel e INK Hotel.

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    2 Comentários
  1. Oi Natalie! Estou devorando tudo o que encontro no seu site sobre Amsterdam! Que destino maravilhoso! Estaremos uma semana em Paris em outubro e temos mais 5 dias para conhecer algum outro lugar. Pensei na Bélgica ( Bruxelas – Bruges – Antuérpia), mas não consegui abrir nenhum desses artigos aqui no seu site. =(
    Então comecei a ler sobre Amsterdam e adorei! Será que dá tempo de fazer por exemplo só Bruges (2 noites) e as outras 3 noites em Amsterdam ou é muito corrido? Será mais legal fazer só a Bélgica para conhecer as 3 cidades que comentei? Fiquei muito em dúvida ao ler seu artigo sobre Amsterdam…. obrigada! bjos, Jane

    • Oi, Jane!

      Tudo bem?

      Que legal ver você por aqui, fico feliz por saber que as dicas estão te ajudando 😉

      Infelizmente ainda não publiquei nada sobre a Bélgica, ainda tenho mais de 170 posts para escrever sobre essa viagem, mas se tiver alguma dúvida, é só comentar por aqui e eu te respondo 😉

      Hummm é uma questão difícil mesmo de se respondida porque Brugas e Amsterdam são duas cidades fantásticas e combinam muito bem com Paris. O melhor de tudo: você ainda consegue fazer esse roteiro de trem. Uma noite em Bruges e quatro em Amsterdam é perfeito se você quiser conhecer Amsterdam com mais calma ou ainda visitar alguma atração pela região.

      Depois me conta como ficou seu roteiro 😀

      Boa viagem!

Deixe seu Comentário