atualizado em:

A outra aurora

A aurora boreal tem sido comentada como nunca nas últimas semanas. Ela é citada constantemente na série Bucket List, da […]

por Gabe Britto outros artigos do autor
atualizado em:

A aurora boreal tem sido comentada como nunca nas últimas semanas. Ela é citada constantemente na série Bucket List, da Turomaquia, ganhou matéria especial no Fantástico, esteve na capa do Viaje na Viagem e até já foi assunto em um churrasco de domingo na minha família.

Justamente nesse churrasco, meu avô, do alto das suas quase 9 décadas de vida (boa parte delas viajando pelo mundo), mandou: “Vocês só falam da aurora boreal. Por que não vão ver a aurora austral?”

Pois é. Por quê?

A aurora austral parece ser a irmã mais feia da aurora boreal, já que raramente se fala nela e muitas pessoas nem sabem da sua existência. Então, é hora de escrever sobre esta pobre injustiçada.

Quem é a aurora austral?

As luzes coloridas qua aparecem no céu não são exclusivdade do norte. Elas são um fenômeno que acontece nos dois pólos do planeta. Ou seja, a aurora austral é, literalmente, a aurora que acontece no sul.

Courtesy: National Science Foundation

 

Na verdade, as auroras não são nem exclusivas da Terra, porque já foram vistas em Vênus, Marte, Urano, Netuno e até em uma lua de Júpiter. Quer mais? Elas acontecem até em experiências em laboratório.

Quando é melhor para ver a aurora austral?

No mesmo período em que é melhor ver a aurora boreal: nos meses de inverno (que são mais escuros), com picos no início do outono e no início da primavera.

Courtesy: National Science Foundation

 

A aurora austral é igual à boreal?

Olha, não sou sou expert nisso, mas pela pesquisa que fiz, só encontrei informações dizendo que as duas são iguais, sim.

Courtesy: National Science Foundation

 

Onde se vê a aurora austral?

Agora chegamos no ponto que explica por que as luzes do norte são mais famosas que as luzes do sul. Olhe para o mapa-múndi.

Arte: Thesevenseas (CC BY-SA 3.0)
Arte: Thesevenseas (CC BY-SA 3.0)

 

Você percebe como o norte tem muito mais terras habitadas próximas ao pólo do que o sul? Essa é a diferença.

Enquanto a região onde é possível ver a aurora boreal é repleta de cidades, hoteis, restaurantes e infraestrutura, o lugar mais certeiro para ver a aurora austral é a Antártida, um destino reservado apenas para poucos sortudos (ainda mais no inverno).

Claro que, às vezes, o fenômeno é mais forte e pode ser visto em outros pontos próximos ao continente gelado, principalmente na Austrália e na Nova Zelândia, mas também no Chile e na Argentina. Porém, você precisa ter mais sorte do que em uma tentativa no norte.

Arte: Geophysical Institute

 

Depois de tudo isso, fica aqui minha humilde e leiga conclusão: se você quiser viajar exclusivamente para ver a aurora, vá atrás da boreal. Mas se você tiver uma viagem marcada para a Austrália, Nova Zelândia ou sul do Chile e da Argentina durante o inverno, não deixe de olhar as previsões de aurora austral.

Sua viagem pode ser brindada com um espetáculo lindo e muito raro.

(Em tempo: para entender como são formadas as auroras, leia este post.)

Assine nossa newsletter!

Comentários