atualizado em:

Como tirar a Carteira Internacional de Habilitação (PID)

“O seguro morreu de velho.” – Frase propagada pela mãe, avó ou tia mais próxima de você =P E não […]

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

“O seguro morreu de velho.” – Frase propagada pela mãe, avó ou tia mais próxima de você =P

Como tirar a Carteira Internacional de Habilitação

E não é que elas têm razão? Se eu pudesse lhe dar um conselho além do tal uso do filtro solar eu diria: faça a sua carteira internacional de habilitação. Se você está pensando em viajar e incluir um trecho de carro ou mesmo fazer aquela road trip do seus sonhos. Não lhe custa quase nada investir alguns míseros reais e algumas horas do seu tempo para tirar esse documento.

Se você fizer parte do nosso grupo – o grupo dos atrapalhos – faça agora mesmo. Você não vai querer estragar sua tão sonhada viagem de carro pela Toscana ou pelo Vale do Loire só porque não fala italiano ou francês e o guardinha rodoviário não foi com a sua cara de jovenzinho e não reconhece sua CNH, ou vai arriscar?

Abaixo seguem algumas dicas que a Talita Ribeiro publicou na edição de julho da revista Viagem e Turismo sobre a carteira internacional de habilitaçao:

– “Em 2006, 100 países, incluindo o Brasil, assinaram um acordo segundo o qual se reconhece a Permissão Internacional para Dirigir (PID) como o único documento internacional de habilitação oficial. Porém, nações como os EUA, a Espanha e o Reino Unido não costumam exigi-lo.”

*Geralmente as locadoras de carro não cobram pela PID, apenas o passaporte e a habilitação brasileira são suficientes, mas vale arriscar se você faz parte do nosso grupo? Humm não sei até que ponto essa economia compensa a possível dor de cabeça.

How To para fazer a PID em São Paulo:

1) imprimir o requerimento no site do Detran – 2 vias
2) tirar cópia da carteira de motorista
3) pagar a taxa de R$191,95 (atualizado em 17/3/2011) nas agências autorizadas. (Segundo o pessoal do Detran de Valinhos é melhor retirar a PID no Detran da sua cidade do que pedir pra entregar via Sedex) – Atenção para a cobrança errada dessa taxa! Os bancos não estão acostumados a receber esse tipo de taxa. Confira tudo antes de sair do caixa.
4) Vá até o Detran e apresente todos esses documentos solicitados.

*Vale lembrar: A PID tem a mesma data de válida que a CNH. Por isso atenção aos prazos de vencimento.

O processo para conseguir esse documento é, teoricamente, simples. Mas vale ligar para o Detran da sua cidade e confirmar todas as informações e em qual banco eles preferem que seja feito o pagamento.

Veja o nosso caso (o do grupo dos atrapalhados, lembra?). Resumo da ópera de 10 atos em 3 parágrafos:

O Detran de Valinhos não sabia ao certo nos passar as informações sobre como conseguir a PID. Consultamos o site do Detran e tentamos pagar a taxa no banco Itaú daqui de Little Vales. Aí é que mora o perigo! Quantas pessoas, em sã consciência, pagam essa taxa todos os dias nos bancos de Valinhos? Acredito eu que niguém faça isso. No banco ninguém sabia o que deveria ser cobrado. Cobraram a taxa errada, é clarooo.

Entregamos todos os documentos no Detran. Aguardamos o prazo enoooooooorme para ficar pronto e quando voltamos para retirar nem sinal do pobrezinho. Depois de muito implorar, descobrimos que o documento não foi emitido porque o banco cobrou UM CENTAVO A MENOS! Quem mandou fazer parte do grupo dos viajantes meio atrapalhados? Bem feito :/

Foi um total desencontro de informações e ninguém queria assumir a culpa. Como estamos no Brasil, adivinhem quem assumiu esse prejuízo? Uhuuuu nós mesmos. Incrível! Precisamos repetir todo esse processo. Pagamos a taxa novamente na Caixa Econômica Estadual (o banco que o Detran recomenda o pagamento da taxa). Quase na data da viagem a PID ficou pronta. Entramos com um pedido de reembolso junto a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo.

Reza a lenda que talvez em Outubro ou Novembro desse ano o governo irá nos reembolsar essa taxa. Um centavo nunca fez tanta diferença…

Update 19/10/2010:

Recebemos o dinheiro de volta no início de Outubro (5 meses após o pedido).

Estava pesquisando para responder a um comentário e achei a informação de que países aceitam a PID, mas isso não quer dizer que seja obrigatório já que isso depende de cada país. Mas como dito no inicio: Seguro morreu de velho, né?

A informação está no site do Detran de SP e é de 2006 e infelizmente não consegui achar informações mais atuais

“Países onde será aceita a Permissão Internacional para Dirigir (PID):

África do Sul, Albânia, Alemanha, Angola, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaidjão, Bahamas, Barein, Belarus (Bileo Rússia), Bélgica, Bolívia, Bósnia-Herzegóvina, Bulgária, Cabo Verde, Cazaquistão, Chile, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Estados Unidos, Estônia, Federação Russa, Filipinas, Finlândia, França, Gabão, Gana, Geórgia, Grécia, Guatemala, Guiana, Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Kuweit, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Marrocos, México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Namíbia, Nicarágua, Níger, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Centro-Africana, República Democrática do Congo, República Checa, Republica Dominicana, Romênia, San Marino, São Tomé e Príncipe, Seichelles, Senegal, Sérvia e Montenegro, Suécia, Suíça, Tadjiquistão, Tunísia, Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue.”

Assine nossa newsletter!

Comentários