Logo que comecei minha pesquisa sobre Chicago vi um comentário no Viaje na Viagem sugerindo um tipo de tour alternativo, o Chicago Greeter. Logo de cara me pareceu um pouco estranho, mas depois de pensar com calma, vi que esse passeio poderia ser uma experiência pra lá de interessante.

Chicago Greeter: um walking tour personalizado

O leitor falou sobre um walking tour gratuito chamado Chicago Greeter organizado pela Secretaria de Turismo da cidade de Chicago. A proposta do passeio se resume em apresentar a cidade para o visitante através do olhar de um local, já que os guias são os próprios moradores da cidade que se voluntariam para mostrar aqueles detalhes que mais lhe agradam.

Detalhe Chicago

Assim, baseado nos assuntos escolhidos pelos turistas – como arte, arquitetura, cultura, design, blues, gangster, dentre outros -, um Greeter diferente é escolhido.

Fala a verdade… como brasileiro bem desconfiado, no fundo, no fundo, você não ficaria com um pouco de receio de encontrar alguém estranho sem ao menos ter qualquer tipo de referência sobre a pessoa? Pois é, isso também passou pela minha cabeça, mas resolvi encarar.

Detalhes do Chicago Greeter

(Foto gentilmente tirada por Greg Thiemeyer)

Como participar do Chicago Greeter

Para participar do Chicago Greeter, basta preencher o cadastro no site e escolher seus assuntos de interesse. Um email lhe será enviado dizendo que eles estão escolhendo o Greeter que estará disponível no dia que você escolheu e que combine melhor com seus interesses. Poucos dias antes da data escolhida, um email de confirmação com o nome do Greeter e o ponto de encontro será enviado.

detalhes de Chicago

Pra galera das mídias sociais :P Direto da secretaria de turismo de Chicago (Foto gentilmente tirada por Greg Thiemeyer)

E o mais legal? O tour é apenas você e o guia. Nada de grupões em que você quase não consegue entender o que o guia está falando :D

No nosso caso, recebemos um email simpático dizendo: “Hello, my name is Mimi and I’m your Greeter”. Todos os detalhes do nosso encontro foram combinados por email e definimos que nosso tour seria baseado em arquitetura. Rapidinho aquela sensação desconfiança foi passando e ficamos bem animados com a ideia de encontrar com uma moradora que ia nos apresentar Chicago pelo seu ponto de vista.

Chicago Greeter

Olha só nós dois e a Mimi, nossa Greeter – uma gracinha :D (Foto gentilmente tirada por Greg Thiemeyer)

Que simpatia! Não poderia ter encontrado uma Greeter melhor.

Ela era uma professora de música aposentada super apaixonada pela cidade e seu maior objetivo ali, além de nos mostrar detalhes históricos importantes sobre Chicago, era fazer com que saíssemos do tour tão apaixonados  pelos encantos da cidade quanto ela.

Chicago Greeter

(Foto gentilmente tirada por Greg Thiemeyer)

Posso afirmar que sua estratégia deu super certo, e esse tour foi um dos passeios mais dinâmicos e enriquecedores que fizemos nessa viagem aos EUA. Foram três horas caminhando e conversando sobre detalhes que passariam despercebidos a “olho nu”. Todas as explicações eram muito agradáveis e didáticas e não eram mecânicas como um guia normal que passa seu dia repetindo o mesmo script.

Detalhes Chicago

(Foto gentilmente tirada por Greg Thiemeyer)

Taí um passeio para você colocar no topo da sua lista quando for para Chicago. Vá sem medo e aproveite cada minuto ali para perguntar, questionar e observar cada detalhe da cidade.

Detalhe Chicago

O projeto é muito bem estruturado como mostra o site oficial e os reviews no Trip Advisor. Além de tudo, o tour é gratuito e eles até deixam claro que não é para oferecer nenhum tipo de gorjeta ao final do passeio.

Como me empolguei contando os primeiros detalhes do tour vou deixar as surpresas que a Mimi nos aprontou para o próximo post. Stay tuned :P

Macys Chicago

Até em Chicago (Foto gentilmente tirada por Greg Thiemeyer)

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros de Chicago \o/

Se gostou do que viu, assine o blog!


    25 Comentários
  1. adorei a ideia! Fiz um desse tipo em Florença que foi maravilhoso!

    (e a Mimi parecia mesmo uma fofura ;) )

  2. Natalie

    Quando você estava na fase de planejamento da viagem para Boston, não chegou a ver nada parecido assim na cidade não?! Estamos indo para lá no feriado de 4th July e estou a procura de dicas da cidade.. A próxima cidade a aparecer aqui no SundayCooks vai ser Boston né??! :P

    Bom final de semana para vcs :D

    • Oi Oscar!
      Que bom ter você por aqui :D

      Então… na fase de planejamento da nossa viagem para Boston precisamos cortar um dia do roteiro por conta dos preços mega inflacionados dos hotéis na cidade. (Aquele final de semana era o da famosa Maratona de Boston). Ficamos com o tempo super apertado para conhecer as atrações básicas: os museus e a Freedom Trail e assim acabei não pesquisando nenhum tipo de tour diferente.

      Procurei rapidinho e encontrei 3 sites que falam de walking tours em Boston, mas como não testei não sei confirmar se eles são bons ou não. Talvez valha a pena você consultar a opinião do pessoal no Trip Advisor.

      Aqui estão os links:
      http://www.thefreedomtrail.org/
      http://www.bostonbyfoot.org/
      http://walkingboston.com/

      Não deixe de visitar os museus da cidade, são lindos! A Freedom Trail é uma caminhada agradável de ser feita e dependendo do seu ritmo você consegue percorrê-la em um dia. Harvard é uma gracinha, adorei o clima dessa região. Também não deixe de passar pela Little Italy, fiquei com vontade de provar cada um dos restaurantes de lá :P

      Você adivinhou! A próxima cidade a aparecer por aqui vai ser Boston, mas ainda tenho umas surpresas para contar sobre Chicago :mrgreen:

      Bjs!

  3. Nati, adorei sua experiência com o walking tour em Chicago. Acho que seria super legal saber as cidades que possuem algo parecido como a querida Mari Campos comentou sobre Florença.Bjs

    • Malu,
      esse passeio faz parte de um projeto de incentivo ao turismo da própria secretaria de turismo de Chicago. Eles mesmo se organizam e chamam os voluntários para os tours guiados. Acredito que esse tipo de passeio exista em outras grandes cidades, mas cada uma se organiza de uma forma diferente. Por exemplo: nem todos os walking tours são organizados por órgãos oficias, alguns são feitos apenas por guias de turismo locais que pedem uma gorjeta "simbólica" no final… a maneira mais prática de saber se esse tipo de passeio existe na cidade que você pretende visitar é fazendo uma pesquisa rápida no Google ou no site oficial do destino.

      Eu me recordo de já ter lido algo do tipo no blog da Sílvia – Matraqueando naquela série "Europa Barata", mas não encontrei. Ela sugeriu dois tours grátis em Buenos Aires e Santiago que também parecem bem interessantes:
      http://www.matraqueando.com.br/40-sensacionais-at
      http://www.matraqueando.com.br/viagem-ao-chile-di

      Bjs!

  4. Natalie

    Super obrigado pelas dicas… Eu espero que até a nossa viagem 02/07 já tenha aparecido algum Post dobre Boston por aqui :D

    Vou espiar suas dicas com carinho esta semana, estou com visita do Brasil em casa e não tenho parado para planejar quase nada.. Mas só o fato de vc já dar o caminho das pedras já facilitou muiito

    Super Obrigado

    Bjs

    • Vamos nos falando! Qualquer dúvida estou por aqui e posso consultar minhas anotações mesmo antes de escrever os posts.

  5. olá Pessoal!
    Estou indo pra Chicago a trabalho e terei dois dias livres pra dar uma volta na cidade. Vi que vocês fizeram o tour individual greeter e o tour culinário. Como pretendo ir no parque e no Art Museum, acho que um dos dois passeios vai ter que ser preterido.
    Qual deles seria uma primeira opção? É possível agendar um horário, por ex. de manhã o passeio a pé e depois o passeio gastronomico?
    Agradeço desde já,
    E parabéns pelo site!
    Pablo

    • Oi Pablo.

      A idéia de fazer os dois tours quando se tem pouco tempo na cidade é bem interessante.

      O tour gastronômico começa pela manhã e termina na hora do almoço. Por volta das 3 da tarde vc já está de volta ao centro da cidade. Só confira direitinho o tempo do tour q.vc escolher pq cada um vai por uma parte diferente da cidade.

      Já o greeter tour tem um horario e caminhos mais felxíveis e eu acho sim que seja possivel conciliar os dois. Entre em contato com o pessoal do Greeter explicando q vc vai fazer o tour gastronomico antes e eles tentarao conciliar os horarios. Eles são muito legais e prestativos.

      No Greeter vc pode escolher sobre o que gostaria de cer no tour, mas pra uma visita rapida pela cidade eu acho que fazer esse que fizemos sobre a arquitetura e história de Chicago é o mais indicado, pois vc vai conhecer boa parte do centro da cidade e ver predios belíssimos ;)

      Qualquer dúvida é só falar :)

    • Pablo,

      Espero que o Fred já tenha esclarecido as suas dúvidas, mas não deixe de perguntar algo caso ache necessário :)

      Acredito que se você conseguir visitar o Art Museum e o Millenium Park e ainda conseguir fazer os dois tours vai conhecer bastante sobre a história, arquitetura e cultura dessa bela metrópole. Vale muito a pena. Se puder, volte para nos contar como foi sua experiência por lá ;)

  6. Ola.
    Estou gostando bastante de ler as dicas de vcs sobre Chicago e pretendo usa-las na nossa visita a cidade.
    Ha uma observacao a respeito da gorjeta no fim do tour… Ha alguma pressao a esse respeito?
    Obrigada.

    • Oi, Lívia!
      Fico contente por saber que os nossos posts estão ajudando =)

      No Food Tour os guias já esperam que a gorjeta seja oferecida naturalmente ao final do passeio. Quanto ao walking tour do Chicago Greeter, eles deixam claro que não é preciso oferecer nenhum tipo de gorjeta ao final do passeio e que os guias nem devem aceitar caso você insista.

      Pelo menos conosco eles nem fizeram menção sobre isso. O objetivo era realmente mostrar a cidade através dos olhos de um morador :-)

      Qualquer dúvida, estamos por aqui :D

    • Obrigada!

  7. Olá!
    Seguindo suas dicas fomos atrás do Chicago Greeter no Chicago Cultural Center e nosso passeio foi mesmo sensacional! Nosso greeter começou o contato conosco umas duas semanas antes de nossa chegada, se apresentando e tentando saber mais sobre nosso gosto e tal. E no dia 1º de Janeiro às 9hs da manhã lá estava ele, todo disposto e bem humorado, e nos levou para conhecer vários prédios lindos, bairros antigos, o Millenium Park, e muitas outras coisas. Ele realmente conhecia muita coisa sobre a história da cidade e aprendemos demais com ele.
    Obrigada pela excelente dica!
    Mariane

    • O pessoal do Chicago Greeter é realmente legal :) É bom saber que há outras pessoas como a nossa guia também! É uma ótima maneira de conhecer a cidade mesmo.

  8. Nossa.. primeiro parabéns pelo blog.. já li várias dicas anotei e guardei no meu planejamento.. estou indo dia 5 março pra lá.. já recebi o email do meu Greeter e já estamos na maior conversa sobre o que fazer… quando voltar quero compartilhar mais detalhes.. mas tá tudo indo conforme voces falaram.. só to morrendo de anciosidade pra chegar o meu dia…. abraços e boa viagem a todos!!!!!

    • Que bom que está dando tudo certo, Fernando :) Nossa greeter foi muito simpática e pelo visto o seu também será :D aproveite bastante! Se puder deixar um comentário contando como foi, nós agradeceremos. Ah, e se quiser mandar uma foto do greeter também, a gente posta aqui tb ;)

  9. Vou acompanhando meu marido que vai a trabalho,meu ingles é péssimo,para não falar inexistente,algum desses passeios tem guia falando português? Qual roteiro voce me indicaria? desde ja ,obrigada ,
    BIA

    • Oi Bia. Acredito que o comentário tenha ido sim De qualquer forma, os tours são em sua maioria em inglês. O dos ônibus de turismo é que provavelmente têm a opção de áudio em inlgês, mas nem o chicago greeter nem o food tour são em português. Talvez nos barcos também haja audio em portugues.

  10. Ola Fred
    Adoro ler seu blog e aumenta a curiosidade de conhecer os lugare por onde vc passou.
    Estou indo para Chicago em meados de agosto e estou querendo e cadastrar no greeter porem meu ingles nao e bom, com certeza vou entender pouco mas por outro lado levo um resumo dos pontos turisticos com detalhes. A inicio pensei em pegar o bus tour por tres dias e conhecer a cidade mas mediante seu blog achei interessante participar desse greeter e do tour gastronomico. Irei ficar tres dias e meio. O que vc me sugere?
    Muito obrigada por esse blog! Parabens!
    Fatima

    • Obrigado, Fátima! Ficamos felizes que despertamos essa curiosidade em vc :)

      O Chicago Greeter é tranquilo e no formulário vc pode pedir alguém que fale espanhol ou mesmo português caso haja :) (nao é garantido). Mas se vc fala um pouco de ingles, é só pedir que ele fale mais devagar.

      No food tour não é possível, mas a pessoa que o fez conosco era super tranquila e explicava devagar, além disso o cenário é ótimo e você vai conhecer pedaços incomuns de chicago ;)

      O ônibus teve um leitor que não gostou pq demorava muito para passar, então não sei se é uma boa ideia…

Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. [...] atrativo. Eu não tive a oportunidade de fazer esse tour para conferir, mas se for parecido com o tour guiado do Chicago Greeter que fizemos, valerá muito a pena, pois Munique tem muita história pra [...]

  2. [...] Andy’s Jazz Club (dica da Mimi, nossa guia do Chicago Greeter) [...]

  3. [...] Para ver como agendar o passeio com o Chicago Greeter, entre neste post [...]