Quando comecei minhas pesquisas para organizar o roteiro pela Cidade do México, já sabia que deveria guardar um tempo especial para conhecer o Museu Nacional de Antropologia. Como bem destacou o Riq Freire neste post aqui, o museu serve tanto como uma ótima introdução a toda cultura mexicana e seus povos pré-hispânicos, quanto como encerramento para tudo o que você visitou ao longo da sua viagem pelo México.

Museu Nacional de Antropologia - escultura em pedra 2

O Museu Nacional de Antropologia da Cidade do México

Ansiosa como sou, optei por começar o roteiro por aqui, afinal eu queria primeiro me familiarizar com os povos extintos que viveram no México, assim como fizemos com os Incas no Peru, antes de me aprofundar em sua cultura.

Museu Nacional de Antropologia - Pedra do Sol Asteca

O Museu Nacional de Antropologia é composto por 23 salas que contam um pouco da história das diversas sociedades pré-colombianas do México e onde elas viveram: Olmeca, Zapateca, Tolteca, TulaTeotihuacan, Maia e Asteca são algumas delas. É povo e história para History Channel nenhum botar defeito 😛

Museu Nacional de Antropologia - roupa de conchas

Pontos altos das sociedades Pré-Colombianas no museu

Eu gostei muito da sala que fala sobre Tula, um povo que até então eu não conhecia e da sala que traz grandes obras dos Teotihuacanos.

Museu Nacional de Antropologia - Teotihuacán 01

Museu Nacional de Antropologia - Teotihuacán 02

Mas a peça mais importante e que mais chama a atenção dos visitantes é, sem dúvida, a Pedra do Sol, que se acredita representar o Calendário Asteca.

Museu Nacional de Antropologia - Pedra do Sol Asteca ao fundoMuseu Nacional de Antropologia - Civilização TulaMuseu Nacional de Antropologia - escultura em pedra

A Pedra do Sol já atrai os olhares de todos por seu tamanho imponente, mas é chegando perto que ficamos admirados ao perceber toda a riqueza de detalhes da simbologia presente da pedra.

Museu Nacional de Antropologia - Detalhes da Pedra do Sol Asteca

Dicas para aproveitar melhor sua visita ao museu

  • Fique atento ao horário de funcionamento, pois o museu não abre às Segundas. Parece óbvio, mas a gente às vezes esquece 😉
  • Durante a semana o museu fica mais vazio, mesmo assim, sugiro que você chegue logo que ele abrir para evitar as dezenas de excursões que passarão por ali ao longo do dia.
  • Se você quiser entender mais sobre o que você irá ver, considere aluguar o audio-guia disponibilizado pelo próprio museu em espanhol, inglês ou francês (75,00 MXN) ou mesmo contratar um dos guias credenciados que ficam próximos à entrada.
  • Aproveite que você estará ali do lado, e conjugue o museu com um passeio pelo belo Parque Chapultepec.
  • De acordo com o site, existe um tour guiado do próprio museu que acontece de Terça a Sábado às 10, 12 e 17h com duração de 1h, mas eu perguntei na bilheteria e me disseram que não existe nada disso (informação desencontrada é um dos fortes do México 🙁). Em todo caso, não custa mandar um email (promocion_cultural@inah.gob.mx) para eles, né? 😛

Que ótima boas-vindas mexicanas 🙂

Museu Nacional de Antropologia - Escultura em Pedra 3

Museu Nacional de Antropologia - esculturas miniatura

Museu Nacional de Antropologia da Cidade do México (MNA)

Endereço:

Av. Paseo de la Reforma y calzada Gandhi s/n

México, D.F

Como chegar:

Metro Chapultepec, Linha 1

Metro Auditório, Linha 7

Site:

http://www.mna.inah.gob.mx/

Horários:

Terça a Domingo: das 9 às 19h

Valores:

Entrada: 57,00 MXN

Audio-guia: 75,00 MXN

Visitas Guiadas:

Terça a Sábado: 10, 12 e 17h

Infelizmente não é confirmado que exista é melhor confirmar por email: promocion_cultural@inah.gob.mx

Museu Nacional de Antropologia - Esculturas

Museu Nacional de Antropologia - Escultura (o que será isso?)

Você acha que esse tipo de resumo pré-colombiano do Museu Nacional de Antropologia

é melhor ser visto no início ou no final de uma viagem ao México?

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do México \o/

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    16 Comentários
  1. Natalie, que maravilha!
    Estava ansiosa pelas suas dicas sobre a Cidade do México – estarei indo para lá em setembro. Também já definimos que o Museu será nossa primeira parada.
    Quando puder, publique mais sobre a sua viagem!

    • Oi Mylena 😀 Estamos tentando acelerar essas postagens, mas há tantas outras que precisamos colocar em dia também ehhehe mas até o final de agosto uma boa parte dos posts sobre a Cidade do México já deve estar no ar 😀

  2. Muito bom o post, o museu parece ótimo mesmo, e deve ser super interessante ver de perto a famosa pedra do sol! Vou arquivar a info para um dia no futuro! 😉

    • Essa pedra do Sol é incrível, Simone 🙂 Mas é tanta coisa legal lá também que a gente nem sabe pra onde olhar naquela sala 😛

  3. Natalie, como você bem ressaltou, existem vantagens em passar por este museu tanto no início quanto no fim da viagem. Eu e minha esposa visitamos no início, se incluirmos o almoço, passamos sete horas lá dentro. Por isso é mesmo melhor começar a visita bem cedo, até porque o parque Chapultepec fecha cedo: quisemos entrar lá às 16:30 e a entrada não estava mais sendo permitida, aparentemente só dá para entrar até as 16h. Outra dica é se informar sobre a ordem correta de visitação, as salas seguem uma ordem cronológica, começando com a sala “introdução à Antropologia”

    • Fala Robson! O museu é grande e bem legal mesmo 🙂 O pessoal informou a gente já na hora de alugar o audi-guia q as salas tinham uma ordem 🙂 Nós combinamos o passeio do museu com o castelo e um almoço no meio do caminho heheh era fim de semana e tinha uma feirinha enorme rolando no parque.

  4. Olá pessoal, tudo bem?
    Estou adorando seus posts sobre o México. Coletando algumas valiosas dicas para a viagem que estou planejando para Março de 2014.
    Dois destinos eu já decidi: Cidade do México e Playa del Carmen. Pensei em parar em Veracruz no meio do caminho mas não achei vôos diretos entre Veracruz e Cancun, o que dificultaria muito a viagem (perrengue de viagens longas com escalas e conexões não são a minha).
    Fiquei então decepcionada de ter que remover Veracruz do roteiro pois, pelo que li de lá, achei bem interessante.
    Estou agora na dúvida de que outro lugar eu poderia acrescentar a roteiro.
    Vocês teriam alguma sugestão?
    Abraços e parabéns pelo blog. Já adicionei ao meu blogroll! 🙂
    Bjos

    • Maysa,

      Que bacana que você tem curtido nossas dicas pelo México 🙂 ainda tem muita coisa boa pela frente \o/

      Uma das coisas que eu percebi ao organizar essa viagem, é que a malha aeroviária do México é um pouco confusa. Por isso, muitos trechos mais curtos são feitos de ônibus (e com bastante tranquilidade.) Mas segundo o Google Maps de Vera Cruz até Playa são mais de 1.300 km – é muita coisa. Você chegou a consultar o site da Aeroméxico? Talvez vc encontre algo bom por lá, ou consulte um bom agente de viagens e tente incluir esse trecho interno junto com a sua passagem internacional.

      O México é um país gigante e com atrações riquíssimas, é realmente um grande quebra-cabeças montar um roteiro que seja factível entre destinos preferidos X logística de transporte x dias disponíveis.

      Vc já cogitou Mérida ou o Oaxaca?

      Se precisar de ajuda, podemos pensar no seu roteiro em conjunto… te ajudo com o maior carinho 😉

    • Oi Maysa!

      Tem uma cia aérea de “bajo costo” que faz este trecho entre cancún e veracruz, é a viva aerobus – vivaaerobus.com. Você vai adorar a Cidade do México!!!! Fui em 2011 e no próximo mês estarei indo novamente com meus pais e familiares. A cultura é riquíssima e há muito a conhecer. Aproveito para parabenizar seus posts, Natalie, ajudou-me bastante quando viajei ao Peru em Março deste ano! Bjos!!!!!!!

    • Obrigado, Silvani! Uma empresa chamada Aerobus deve ser um ônibus com asas hehehe mas acho que é uma opção interessante. Se alguém já tiver voado com ela e puder dizer como foi, nós agradecemos, quem sabe não vira um novo post também 🙂

  5. Olá Natalie, tudo bem?
    Consultei no site da Aeroméxico tanto o trechos entre Cancun e Veracruz quanto trechos entre Cancun e Oaxaca e, realmente, não há vôos diretos.
    Acabei desistindo de fazer uma terceira cidade neste momento, principalmente pq a viagem é com a minha mãe. Decidi fazer mesmo só Cidade do México e Playa del Carmen. Explorando bem esses dois destinos dá pra fazer tranquilamente uns 13 dias de viagem. Estava planejando fazer uns 15 mesmo, então vou deixar por isso mesmo.
    Muito obrigada pela ajuda!!!
    Adicionei seu blog ao meu blogroll. Vou continuar acompanhando as postagens. 🙂
    Bjos

    • Obrigado Maysa. Também paramos nessa parte quando pensamos en fazer algumas outras cidades. Iríamos pegar Oaxaca com 11h de ônibus, mas acabou que tivemos de voltar antes da viagem. Não parece, mas é tudo muito longe por lá tb :/

  6. EStou indo para a Cidade do Mexico agora em abril e seu site foi o mais completo que achei! Vou ficar na casa de amigos em Nova Polanco, mas durante a semana vou turistar sozinha! Então estou me preparando para o que vou encontrar por lá! Será 110 dias na Cidade do México e não vejo a hora de explorar a cidade mexicana!

    • Que bacana, Tarcila.

      Obrigada pelo feedback.

      Com amigos morando em Polanco acho que a sua viagem vai ficar ainda mais especial. Aproveite bastante e qualquer dúvida, estamos por aqui 😉

Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. […] A localização do hotel é boa, porque está próxima à Linha 1 do metrô que faz boas conexões para diversos pontos turísticos da cidade e também está próxima a vários restaurantes, fast foods e cadeias americanas para quem não quiser se arriscar na comida tradicional mexicana. Além disso, o Parque de Chapultepec está a uma distância caminhável e, com ele, o Castelo de Chapultepec e o Museu de Nacional de Antropologia da Cidade do México. […]

  2. […] o Bosque e o Castelo de Chapultepec, o Zoológico, o Jardim Botânico e museus importantes como o Museu Nacional de Antropologia, o Museu de Arte Moderna e o Museu Rufino […]