No primeiro encontro, a estética da obra marcante da Frida Kahlo causa uma estranheza natural. Já no segundo olhar, talvez ela traga um encantamento num misto de confusões, cores e informações. Sua história de vida, complicada e intensa, marcou todos os traços de sua trajetória como artista e seu museu não poderia ser diferente.

Museu Frida Khalo - Frida e Diego

La Casa Azul: o Museu Frida Kahlo

Em certos pontos, o Museu da Frida Kahlo parece melancólico, em outros, parece forte e questionador. La Casa Azul, como também é conhecido, nos faz viver diversos sentimentos. É impossível sair de lá sem se sentir tocado por algo. Seja pela história da Frida, seja por sua obra ou até mesmo pelos fantasmas que a assombram, você irá embora diferente.

Museu Frida Khalo - Lojinha

Museu Frida Khalo - Quarto

Para mim, Frida viveu eternamente na fase azul do Picasso, mas com um balde de tintas coloridas em seus braços. Às vezes dramático, o museu retrata como era o dia-a-dia da genial artista ao lado de seu grande amor, Diego Rivera.

Museu Frida Khalo - vista externa

Museu Frida Khalo - Cozinha

São várias obras espalhadas pela casa, cômodos que preservam a decoração excêntrica, peças do seu vestuário inconfundível e uma história que ajudou a construir parte da identidade de seu país. Lá também estão a mostra jóias, fotos, livros, peças pré-hispânicas e objetivos pessoais que revelam muito sobre a vida angustiante de Frida.

Museu Frida Khalo - Poema

Museu Frida Khalo - Tintas

Sua morte em 1954 ainda é cercada de mistérios: alguns dizem que uma forte pneumonia tirou sua vida, outros cogitam suicídio, enquanto outros dizem que ela morreu envenenada por uma das amantes de seu marido. Mais uma história intrigante, como tudo na vida de Frida Kahlo.

Museu Frida Khalo - Equipamentos de Pintura

Museu Frida Khalo - Remédios

Exposição temporária “Las Apariencias engañan: los vestidos de Frida Kahlo”

Se você tem planos ou viagem marcada e vai passar pela Cidade do México até o final de Janeiro de 2014, não deixe de conhecer a exposição temporária “Las Apariencias engañan: los vestidos de Frida Kahlo“.

Museu Frida Khalo - Vestidos da Frida

Essa exposição mostra peças marcantes do guarda-roupa da artista e conta sua trajetória de vida através de seu vestuário.  Detalhes importantes da sua vida e peças inéditas ajudam a construir a figura e imagem dessa artista tão notável.

Museu Frida Khalo - Pintura

Museu Frida Khalo - Como ela pintava

Como chegar ao Museu Frida Kahlo de transporte público?

O museu fica no afastado e tranquilo bairro de Coyoacán e a maneira mais fácil de chegar é usando o metrô, pois tanto a linha 3 (estação Coyoacán) quanto a linha 12 (estação Eje Central) param a poucos quarteirões de distância da Casa Azul. Se for possível, a dica é ir pela linha 3, pois no caminho há o Shopping Centro Coyoacán caso você queira fazer alguma comprinha ou aproveitar para almoçar por lá 🙂

Museu Frida Khalo - Mais equipamentos

Museu Frida Khalo - Para ensinar as crianças

Para ensinar as crianças 🙂

O que será que tanto atormentava a Frida Kahlo?

Museu Frida Kahlo / La Casa Azul

Endereço:

Calle Londres, 247

Coyoacán, Cidade do México

Estação Coyoacán (Linha 3)

Estação Eje Central (Linha 12)

http://www.museofridakahlo.org.mx

Horários:

Terça: 10 às 17:45

Quarta: 11 às 17:45

Quinta a Domingo: 10 às 17:45

Ingressos:

Adultos: 80 MXN

Estudantes: 35 MXN

Senhores: 15 MXN

Permissão para tirar fotos: 60 MXN

O ingresso também dá direito à entrada no Museu Diego Rivera-Anahuacalli

Visitas Guiadas para grupos de até 20 pessoas:

Em espanhol: 350 MXN

Em inglês: 400 MXN

Veja mais detalhes das visitas guiadas aqui.

Museu Frida Khalo - Livros

Museu Frida Khalo - Viva la Vida

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    11 Comentários
  1. Adoro s obra da artista fiquei com imensa pena de nao ter ido visitar a casa azul quando fui ao México. Certamente fica para má próxima

  2. Já estou em contagem regressiva para a minha viagem…
    O Museu já estava na minha lista de visita. Depois deste post de vocês, não há o que discutir….
    Maravilha!

  3. Quando estive na Cidade do México essa era uma das atrações que eu não podia perder. Conheci a Frida e sua obra através da minha irmã, que tinha um professor de artes doido pela artista.
    Gostei bastante do Museu pois nos deixa a sensação de conhecer a artista mais de perto (até por ter sido a casas dela!), conhecendo sua obra e intimidade.

    Abs e boas trips!

  4. É uma visita imperdível.

    Para quem conhece ou quer conhecer um pouco mais sobre a obra e a intimidade de Frida.

    Estive lá em no dia 09/09/2014 e haviam muitos turistas franceses e americanos.

  5. Amei o museu da Frida <3, verdadeira adoração pela história dela… Mas tive uma pequena dificuldade de ir do metrô até a rua do museu, não que seja longe, mas vale um mapinha ou perguntar nas ruas (os mexicanos são muito amigáveis).
    E bem próximo dali tem um bairro chamado San Angel que é encantador, já ouviram falar? Lá tem uma feira livre de rua sofisticada (porém rentável), restaurantes excelentes e a paróquia de san jacinto… Gostei muito, foi dica de um amigo de lá.

    • A Frida é uma artista arrebatadora mesmo, não tem como ver e não se sentir tocada por sua obra ou história.

      Também ouvi falar de San Angel e da feira livre, mas não consegui visitar. Mais um motivo para voltar um dia 😉

      Obrigada pelas ótimas dicas, Lívia! Volte sempre 😀

Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. […] Fica pertinho do Museu Frida Kahlo. […]