Na semana em que o caso Gina Indelicada foi o assunto mais comentado na Internet, o roubo do sonho e do direito de ir à escola de uma menina afetada pela reintegração de posse quase passou desapercebido.

Leia a notícia completa na Folha Online: Desalojada, filha de sem-teto luta para ir à escola em SP

Um grupo de pessoas que mantém um grupo de discussão no Facebook resolveu levar ao pé da letra a palavra “engajamento”, que é tão usada e vendida por altas cifras por empresas de social media, e, em poucos minutos, resolveu que não ficaria analisando gráficos e fazendo relatórios frente ao acontecido.

São nomes fortes nas mídias sociais e que não só organizaram todo o trâmite como confirmaram que ser colaborativo, nos dias de hoje, é rápido, fácil e, sim, pode fazer toda a diferença fora do mundo virtual e tem importância muito maior do que discutir até a exaustão temas das redes sociais.

Por meio de ferramentas online, como o Vakinha.com.br, o grupo de amigos está captando verba para ajudar com cestas básicas, cobertores, medicamentos e itens importantes de emergência para as 90 famílias de sem-teto que acolheram Julia e sua família.

(redação: Mari Nassif e Liliane Ferrari)

Mais informações:

Liliane Ferrari

Cecilia Lima

Hilário Junior

Mari Nassif

Pri Resende

Felipe Agne

Marcela Oliveira

email: lindoseloucosdasm@gmail.com

Para contribuir é fácil, basta acessar o link da Vakinha e contribuir com qualquer quantia. Pequenos gestos como este, podem fazer a diferença na vida de pessoas como a Julia e sim, eu sou ingênua pra caramba e ainda acredito num mundo melhor :)

Bora lá, ajudar?

Se gostou do que viu, assine o blog!


    2 Comentários
  1. Que bárbaro! Vou correndo ajudar. Obrigada.

Deixe seu Comentário