Se você pretende chegar bem cedo em Machu Picchu para ver o sol nascer ou tentar visitar as ruínas antes das hordas de excursões que chegam por volta das 10 horas da manhã, dormir uma noite em Aguas Calientes é a solução :)

Já comentamos rapidamente em outros posts sobre esse pit-stop e sobre toda a logística que envolve a compra das passagens de trem para Machu Picchu e a programação do seu roteiro pelo Valle Sagrado, mas ainda não falamos sobre a cidade de Aguas Calientes em si.

Leia também:

Onde ficar em Cusco e Machu Picchu?

Aguas Calientes - estrada de ferro

Aguas Calientes

Aguas Calientes, também chamada de Machu Picchu Village, é um pequeno vilarejo construído basicamente para abrigar os turistas que pretendem seguir seus passos rumo a Machu Picchu.

Sendo assim, não espere encontrar uma infraestrutura elabora. É tudo bem simples, mas atende bem às necessidades dos turistas que vão pernoitar por ali. As ruas que beiram a linha do trem e o rio Urubamba são cercadas de lojinhas de souvenirs e lanchonetes. A cidade também abriga algumas águas termais, que dão nome à cidade, mas que infelizmente não tivemos a oportunidade de conhecer.

Aguas Calientes - mercados, hoteis, restaurantes, massagens

Vale a pena passar um dia inteiro visitando Aguas Calientes?

Apesar de ter uma paisagem bem bonita e das águas termais, um dia inteiro na cidade será muito para a maioria das pessoas.

A opção que a maioria das pessoas faz é chegar lá já no final do dia, vindas de um passeio pelo Valle Sagrado.

Uma vez na cidade, aproveite para caminhar tranquilamente e jantar junto com turistas de outros cantos do mundo que estão ali tão animados quando você para “o grande dia” :P Mas não se demore. Durma cedo, pois o dia seguinte começará de madrugada para quem quer ver o sol nascer entre as montanhas de Machu Picchu. Programa altamente recomendado!

Aguas Calientes - ponte sobre o rio

Uma outra opção é cortar um pouco do passeio do Valle Sagrado e pegar o trem que chega no início da tarde em Aguas Calientes. Assim você tem tempo suficiente para conhecer a cidade e se preparar para a subida a Machu Picchu no dia seguinte :)

Nós ficamos com a primeira opção e não nos arrependemos. Na verdade nos arrependemos apenas de não visitar Machu Picchu em dois dias seguidos. Mas isso é assunto para um próximo post ;)

Nosso trem, que partiu de Ollantaytambo, atrasou e acabamos chegando mais tarde do que o previsto em Aguas Calientes. Exaustos de um longo dia de caminhadas e experiências inesquecíveis, encontramos, no meio da muvuca que se forma na calçada-estação de trem, o rapaz que nos levaria até o nosso hotel.

Aguas Calientes - calçada-estação de trem

Hostal Presidente

Ficamos no Hostal Presidente, uma pousada super simples que representava, para mim, apenas um chuveiro aquecido e uma cama para eu desmaiar de canseira :P Não era o lugar mais luxuoso do mundo, mas nosso quarto para 3 pessoas era grande, com banheiro privativo e com uma portas anti-ruído ótima boa para abafar o barulho do rio Urubamba que corria em frente à nossa varanda :)

Aguas Calientes - quarto do hostel presidente

Apesar do cansaço que batia, era impossível esconder a minha ansiedade para chegar logo em Machu Picchu.  Foi difícil dormir aquela noite. Are we there yet?

O café da manhã, servido a partir das 5 da manhã, era bem razoável e nós pudemos deixar nossa mala no hotel até a volta de Machu Picchu.

A van que leva os turistas até a entrada do parque já estava a todo vapor a poucos metros do hotel. Como chegamos bem cedo, pegamos pouca fila.

Aguas Calientes - Rio Urubamba

Era chegada a hora de partir para Machu Picchu!

Ainda era difícil acreditar que chegaríamos lá <3

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Peru \o/

Se gostou do que viu, assine o blog!


    45 Comentários
  1. Natalie, parabéns pelo post, apresenta dicas muito importantes!!
    Gostaria de saber como vc contratou o guia particular, e se há opções de guias locais para o Valle Sagrado, ou se é melhor contratarmos em Cuzco?
    Obrigada!
    Juliane

    • Oi Juliane.

      O link abaixo trata justamente sobre as agências de viagem no Peru e qual nós contratamos :)

      Agência de viagem do Peru, qual você indica?

      Há guias q vc pode contratar para ver uma ruína e que geralmente ficam em frente a elas, mas eu sugiro que você ou contrate um guia particular ou algum tour em grupo diretamente em Cusco mesmo.

  2. Olá Natalie e Fred.
    Parabéns pelo blog! Ele se tornou meu guia virtual para organizar a minha viagem com meu namorado. Iremos em dezembro/2013. Pretendemos ficar 2 dias em Aguas Calientes para conhecermos Machu Picchu com mais tempo. As minhas dúvidas são as seguintes: Deixaremos as malas no hotel em Cuzco e partiremos com a mochila para o Vale e Aguas Caliente? Vcs pagaram pela diária mesmo não tendo dormido no Hotel em Cusco? Eles cobraram para guardar as malas? As passagens de trem para Aguas Calientes devem ser compradas com antecedência? Obrigada!!

    • Oi Amanda. Que bom que nosso blog tem lhe ajudado!

      Nós não pagamos pela estadia em cusco na noite de aguas calientes não. Foi só conversar com o hotel e eles ficaram com as malas. Foi até mais fácil pq iríamos ficar mais uma noite no mesmo hotel na volta. Mas fique tranquila, os hotéis estão acostumados e normalmente basta conversar com eles que está tudo certo :) E nunca vi nenhum deles cobrando pela mala nao. Pelo menos o nosso não cobrou.

  3. PARABÉNS PELO BLOG, SENSACIONAL! GOSTEI MUITO DAS DICAS. UMA DÚVIDA: DE ÁGUAS CALIENTES PARA MACHU PICCHU É PRECISO RESERVAR O TRANSPORTE COM ANTECEDÊNCIA EM CUSCO, OU LÁ MESMO EM ÁGUAS CALIENTES É QUE FAZEMOS A RESERVA?

    • Téo,

      Você só precisa pegar uma pequena fila para comprar o ingresso da van que leva até a entrada de Machu Picchu ;)

      Para evitar problemas, tente comprar assim que chegar em Águas Calientes.

  4. Natalie e Fred, amei os posts e me tiraram muuuitas dúvidas desse lugar maravilhoso, porém nao sei aonde recorrer e ainda surgiram algumas dúvidas!

    Como sou mochileira de primeira viagem tenho um certo receio de fazer passeio sozinha (com um guia particular) pra querer ver tudo e acabar nao vendo nada, portanto como tbm tenho poucos dias optei pela opção do tour pelo vale sagrado/macchu pichu em grupo mesmo, agências e afins :/ mas acredito que dê pra aproveitar!

    tenho muuuuita vontade de ainda no passeio pelo valle sagrado, passar por maras e moray e ir até chinchero, onde eu acredito ser a parada final do passeio pelo valle (onde a maioria nao vai) mas precisaria voltar pra Ollanta e pegar o trem para AC, você sabe se tem algum transporte que volte para ollanta?

    amei o blog, espero receber mais posts (:
    muito obrigada,
    beijos.

    • Oi Thaís. Obrigado :D

      Não conheço se há algum transporte de volta pra Ollanta, mas é possível que haja Táxis. Só que a melhor maneira é você terminar o Tour em Ollanta para poder conhecer as ruínas de lá e já ficar para pegar o trem para Aguas Calientes. Caso contrário a logística se complica bastante :)

  5. Natalie e Fred. Parabéns pelo blog bem explicativo. Para chegar em Aguas Callientes vindo de Cusco ou mesmo de Ollantaytambo, qual simulação devo fazer no site da Peru rail? Não há aguas callientes no intinerário dos trens? Por exemplo, como ir de Ollantaytambo para aguas callientes? Ou devo fazer a simulação até Machu Pichu e descer em Aguas Callientes? Não entendi a forma de chegar em Aguas Callientes para pernoitar lá vindo do Valle Sagrado ou mesmo de Cusco. abç

    • Oi Heltai.

      O que você precisa está neste post:

      Como ir para Machu Picchu

      No post eu explico todas as opções e também como comprar o ingresso para ir de trem para lá (o trem para em Aguas Calientes, mas no site eles mostram Machu Picchu).

      Qualquer dúvida é só falar :)

  6. Olá natalie e fred, parabens pelo blog! Estou planaejando passar o ano novo em cusco e as dicas aqui sao super valiosas! No entanto, gostaria de tirar uma dúvida, quantos dias vcs recomendam pra ficar em cusco e depois seguir viagem para machu pichu? No total ficarei no peru 7 dias, estou em duvida como fazer a divisao dos dias entre cusco e machu pichu!

    • Oi, Ana. Tudo bem?

      Que bom que as nossas dicas estão ajudando. Fico contente :)

      Humm para ajudar na solução da sua equação, eu vou devolver a sua pergunta com outra pergunta: você pretende visitar o Valle Sagrado? Quais regiões e sítios arqueológicos do Valle Sagrado mais chamaram a sua atenção? E Lima, você pretende passar alguns dias ou vai seguir direto para Cusco?

      Em Cusco nós ficamos praticamente 7 dias, mas aproveitamos esses dias para conhecer toda a região do Valle Sagrado com mais calma e ainda descansamos no primeiro dia para evitar o mal de altitude.

  7. Muito bom seu blog,
    Ajuda a entender a pequena cidade de Águas Calientes. Obrigado.

  8. Olá Natalie e Fred,
    Não preciso nem elogiar o blog, ele é sensacional! Estou indo em janeiro de 2014, sozinha e montei a minha viagem com as dicas oferecidas por vocês aqui no blog. Me resta uma dúvida: Planejo ficar em Ollamtaytambo no passeio ao Vale Sagrado (farei com alguma agência local) e de lá pegar o trem para Aguas Callientes. Como estou sozinha não quero chegar chegar à noite e vejo que o horário do trem com chegada ainda à tarde é cedo (+- 15:30). Vocês sabem me dizer se neste horário os Tours ao Vale Sagrado já chegaram em Ollamtaytambo? E se eu não perderia muito em não visitar Chinchero, pois vi que é a última parte no Tour.
    Obrigada,
    Abraços!
    Juliana

    • Obrigado pelo elogio, Juliana :D

      Não dá para dizer se os tours terminam nesse horário em Ollanta porque depende do tour e da empresa, mas algumas pessoas aqui já falaram que pegaram o trem nesse horário, então é quase certeza de que alguns tours terminam antes disso sim :)

      Chinchero é muito bonitinha, mas se você não tem como colocar ela no roteiro, pode tirar sim :)

  9. Gente, alguma dica de outro hostel em Aguas Calientes? Os comentários no Booking e Decolar estão me deixnado apreensiva com as opções mais em conta (por volta de US$ 50)… parecem todos tão ruins!

    • Pois é, Cissa. Esse que nós ficamos não era hostel e era legalzinho. Talvez se vc tentar fechar com uma agência, vc consiga um melhorzinho com preço mais em conta. E como estão caros os hotéis em Machu Picchu/Aguas Calientes! Na época que fomos (2011) eram 50 dólares os 2 estrelas :(

  10. Parabéns pelo blog! Ótimas dicas! Está me ajudando muito para a viagem que pretendo fazer em abril.
    Gostaria de saber como funciona com as bagagens. Vi que o limite de bagagem do trem é de 5 kg.. é isso mesmo? Estava pensando em ficar em aguas calientes… mas como farei isso se não posso levar minha mala de 23 kg?

    • Oi Anna.

      Realmente não pode levar muita mala, mas o principal não é o peso, mas o tamanho das malas. O que sempre se faz é levar uma mochila com o essencial para um dia de viagem (ou o tempo q vc for ficar em Aguas Calientes). Quando fomos, eu a Natalie e uma amiga, levamos uma mala de mão com nossas roupas e uma mochila pequena cada para ir a Huayna Picchu.

      A mala grande ficou no hotel em Cusco (é normal isso) e a pequena ficou no hotel em Aguas calientes enquanto estávamos em Machu Picchu (tb super normal).

  11. 1 2
Deixe seu Comentário

    Pingback e Trackback
  1. [...] que você pode escolher dormir ou não em Aguas Calientes, seja antes ou depois de visitar Machu Picchu. Eu indico dormir na cidade uma noite antes de ir [...]

  2. [...] Chinchero, Moray, Salineras de Maras e …Valle Sagrado: Sacsayhuamán, Qenqo, Tambomachay e PisacAguas Calientes: um pit stop recomendado antes de Machu PicchuValle Sagrado: Qorikancha, Tipón, Pikillacta e Andahuaylillas [...]

  3. […] Aguas Calientes escolhemos o Keros Hostal. Eles nos esperaram na estação de trem, mas quando chegamos no bendito […]

  4. […] me ajudaram muito a organizar a viagem. Fui com meu namorado, e fizemos a viagem indo para Cusco, Aguas Calientes, Machu […]

  5. […] meses conhecidos por suas fortes chuvas de verão que podem trazer danos para regiões de Cusco e Aguas Calientes como o que aconteceu em 2010 e deixou muitos turistas ilhados em Machu Picchu. Foi um caso extremo, […]