“Dancers are not great because of their talent…they are great because of their passion” -Unknown

Enquanto a maioria das meninas tiraram um dia da viagem para fazer um passeio de barco, chamado Barco Príncipe, pela Baía Babitonga até São Francisco do Sul, eu, como uma boa ovelhinha desgarrada do bando, aproveitei a manhã de domingo para visitar a escola do Teatro Bolshoi da Rússia aqui no Brasil.

Olha só quem apareceu por lá também 😛

A visita guiada dura menos de uma hora e através dela eu conheci um pouco mais sobre o projeto social e a infra estrutura do ballet aqui no Brasil.

(Só um detalhe: para conhecer a escola é preciso fazer uma reserva pelo email:  recepcao@escolabolshoi.com.br e pagar a taxa simbólica de três reais.)

Centreventos Cau Hansen - Festival de Danças

Muito além de uma proposta artística, a escola busca formar bailarinos completos ao se preocupar tanto com o desempenho escolar de cada aluno como também com o hábito da leitura e estudos de literatura mantendo uma biblioteca interna destinada aos alunos.

A maioria dos alunos depende de uma bolsa de estudos para se manter na cidade, pois muitos vêm de outros estados. Mas nem tudo são flores para a escola aqui no Brasil. Eles também dependem de patrocinadores e doações, pois manter um projeto daquela amplitude não é tarefa das mais fáceis, ainda mais quando se está localizado em um país que infelizmente não tem o hábito de investir em arte e cultura clássicas como o ballet. O Bolshoi da Rússia contribui enviando professores e outros funcionários à escola, mas não ajuda financeiramente.

A famosa rua das palmeiras

Também aproveitei para conhecer a famosa rua das palmeiras e o Museu Nacional de Imigração e Colonização com seu jardim interno super agradável, mas já era hora da ovelhinha voltar para o seu rebanho pois a noite prometia fortes emoções com a apresentação especial do Grupo Raça – Tango sob Dois Olhares.

 

Museu Nacional de Imigração e Colonização

 

 

Tentando me entender com a configuração da câmera.

.

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    10 Comentários
  1. Apesar de "eu ter ido" junto, estou aqui babando de inveja. (Nem vou contar pra você que conheci o Bolshoi em Moscow, tá?? 😉 )

    • Deve ser lindo! Como foi a sensação de conhecer o teatro lá em Moscou mesmo?

    • Estamos com crise de identidade… o comentário acima é meu e eu achei que estava logada com o meu usuário e não com o do Fred hahahaha 😀

    • Foi emocionante! Eu comecei a chorar só de entrar no teatro. O ballet for La Bayardére, que nem é um dos meus favoritos. Mas o fato de estar lá fez com que ele fosse o ballet mais lindo, ever. Um dos momentos mais emocionantes da minha vida.

    • Eu consigo imaginar um milésimo da sua emoção ao entrar nesse teatro. Eu lembro, até hoje, do meu coração acelerado e das pernas que não paravam de tremer quando entrei no auditório da escola do Grupo Corpo. E por falar em ballets de repertória La Bayadére também é o meu favorito 😀 😀

  2. Legal ver um Post falando de Joinville… Morei la boa parte da minha vida… O Passeio de Barco pela Baia da Babitonga tb e bem legal 😉

    • Oscar,
      Então o passeio de barco é legal? Fiquei com medo que fosse algo meio pega turista, por isso resolvi caminhar pela cidade e conhecer outras atrações que eu não tinha visto, pois essa foi a minha primeira visita a cidade. Quem sabe ano que vem eu não aproveito esse passeio?

  3. O Passeio é bacana sim!! Nada assim espetacular.. Mas acho que até vale a pena.. O Legal é quando ele vai até São Francisco do Sul a 3 cidade mais antiga do Brasil. Antes de fazer esse passeio em Joinville faria o passeio pelo interior da cidade no contrapé da Serra do Mar.. Rios de Agua cristalina e seixos… Adoro!!!

  4. Muito legal ver Joinville por aqui! Nossa cidade não é muito turística, mas é agradável, e fica perto de locais como Beto Carrero, São Francisco do Sul (já comentado acima) e Balneário Camboriú, além de lindas praias. Venham conhecer Santa Catarina!!!!

Deixe seu Comentário