O transporte público de Londres é, para mim, o melhor e mais organizado do mundo pois tanto o metrô quanto os ônibus são muito fáceis de usar.

Neste post você encontrará dicas de como usar o metrô de Londres, qual passe comprar e seus valores e como planejar sua viagem de metrô para não perder tempo.

O Underground (também conhecido como The Tube) é o nome dado ao metrô de Londres que é considerado o mais antigo metrô do mundo, tendo seu primeiro trecho aberto em 1863, e o segundo maior em extensão.

london underground tube metro

Dizem que no centro de Londres você nunca está a mais de 500m de uma estação de metrô e eu não duvido disso 😛 Abaixo você pode ver e mover o mapa das linhas de metrô e também pesquisar por uma delas.

_

Como usar o Metrô de Londres

Usar o metrô é bem simples, e aqui vão algumas dicas para você não ter nenhum problema mesmo 😀

Comprando as passagens:

Há basicamente 3 tipos de tickets para comprar:

* Single Fare: Para uma única viagem.
* Oyster Pass: É um cartão que pode ser recarregado e que após um limite diário de gastos as viagens saem de graça.
* Travel Ticket: É um ticket válido para 1 ou 7 dias sem limite de viagens.

Para decidir qual o melhor opção, vamos olhar a tabela de preços para as Zonas 1 do metrô já que a maior parte das atrasações turísticas fica nessa região:

Single Fare: 2,30 libras por viagem em qualquer horário.

Oyster: 2,30 libras por viagem em qualquer horário com limite de 6,40 libras por dia. É necessário fazer um depósito de 5 libras pelo cartão (não conta como crédito) que pode ser reembolsado ao devolver o cartão.

Travel Ticket de 1 dia: 12,00 libras para ser usado em qualquer horário.

Travel Ticket de 7 dias: 32,10 libras para ser usado em qualquer horário.

Como sou um cara legal e já fiz as contas para você escolher os tickets que são mais econômicos dependendo do tempo que você tem na cidade levando em consideração somente viagens fora do horário de pico.

Viagens de 5 dias ou menos: Use o Oyster, pois o máximo por dia é 6,40 libras.

Viagens de 6 a 7 dias: Travel Ticket para 7 dias. Oyster apenas se você planejar fazer até duas viagens de transporte público por dia.

Viagens de mais de 7 dias: Combinação de Oyster e Travel Tickets.

A desvantagem do Oyster é ter de pagar o depósito de 5 libras pelo cartão, mas elas são reembolsáveis ao devolvê-lo 🙂 Se você quiser um Oyster card de souvenir (nós temos os nossos :P), é possível colocar os seus Travel Tickets nele em vez de ficar carregando o Travel Ticket de papel 🙂

Oyster card london uderground tube metro

Valores atualizados em 25/7/2015. Para valores mais atualizados entre no site da TFL (Transport for London).

Um pequeno detalhe aqui para os desavisados: tickets para zonas diferentes das que você comprou precisam de tickets separados ou valores adicionados ao Oyster. Isso é necessário principalmente quando se vai ou volta do aeroporto.

Entrando na estação:

Ao entrar na estação você encontrará o mapa completo do metrô, guichês automáticos, balcão de informações com mapinhas de papel grátis (muito úteis!) e as catracas.

Uma coisa que eu gosto muito é que não importa em qual lado da estação você entrar ou por qual catraca você passar, você sempre terá acesso a todas as linhas daquela estação e em todas as direções. Tudo muito bem sinalizado.

Já sabe para qual estação você quer ir e em qual direção? Então basta passar pelas catracas e prestar atenção nas placas indicando as linhas.

E para descobrir qual plataforma vai para a direção que você quer, basta olhar os mapinhas que mostram as estações seguintes a partir da que você está, e seguir para o lado correspondente ao mapa que tem a estação que você quer ir. Não tem erro 😉

Dica: Não jogue o passe do metrô fora, mesmo que esta seja a última viagem dele.

Saindo da estação:

Sair é até mais fácil que entrar. Siga as placas de Exit e depois escolha o lado da estação que você quer sair. Às vezes você vai sair do outro lado da rua ou em outra esquina, mas nada de mais.

O que é mais importante aqui é que em Londres você precisa usar o passe do metrô tanto para entrar na estação quanto para sair dela por causa das várias zonas de diferente valores. Se você perdeu ou jogou fora seu ticket, terá de pagar de novo para poder sair. Se seu passe não for daquela zona você também terá de pagar outro ticket (ou a diferença entre eles) para poder sair da estação.

Planejando as rotas:

O mapa do metrô de Londres é extremamente simples de entender, mas é sempre bom você poder levar de antemão algumas das rotas que você pretende fazer como da estação mais perto do seu hotel até o Big Ben ou até o British Museum.

Para isso você pode usar o planejador de rotas abaixo da própria TFL que dá as opções para ir de uma estação a outra, o tempo estimado de viagem e as condições da linha naquele momento:

Journey Planner


Dicas:

* Aeroporto: Para sair do aeroporto ou ir até lá é normalmente necessário pagar um ticket à parte do que você tem, pois ele fica na zona 6 que é bem afastada do centro de Londres, portanto não esqueça de comprar esse ticket antes de ir.

* Linhas com destinos diferentes: Algumas linhas, como a Picadilly, possuem mais de um destino final, em regiões mais afastadas do centro. Por isso, se você vai para o aeroporto ou alguma região mais longe, fique atento a isso. Os letreiros dentro do trem indicam até que estação o trem está indo. Por exemplo, se você está indo para o aeroporto e o destino final do trem é Uxbridge, então você terá de parar em  alguma estação antes de lá (usualmente em Acton Town) para trocar de trem.

* Trocas de trem na mesma linha: Parece estranho, mas é possível que você necessite trocar de trem dentro de uma mesma linha. Uma das razões é a mencionada acima, mas pode ser que, por algum outro motivo, o trem precise parar antes do final da linha ou antes de chegar à sua estação. Novamente preste atenção ao letreiro luminoso dentro do trem que indica a estação final daquele trem e, se a estação for antes da que você quer, desça e espere o próximo trem 🙂

Isso aconteceu conosco aconteceu voltando do aeroporto. O trem parou em Acton Town e todo mundo desceu para esperar o próximo trem.

Update 1 (02/05/2011): Nossa leitora Patricia deixou um comentário super útil sobre a devolução do Oyster Card. Ela disse que para devolver, teve de voltar ao Heathrow, pois era o único lugar que aceitava a devolução, mas o mais interessante é que, além das £5 do Oyster, devolveram £17,50 referente aos dias não usados do passe de 7 dias 😀 Fica aí a dica para quem for a Londres e não utilizar todos os dias do cartão semanal. Obrigado, Patrícia!

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    88 Comentários
  1. Oi Fred, obrigada pelas dicas!
    Como vou ficar 7 dias em Londres, vou comprar o Travelcard para 7 dias. Pretendo visitar o Royal Airplane Museum, na zona 4, como eu devo fazer? Existe algum ticket avulso para essa viagem, ou posso fazer uma recarga específica para esse passeio?
    Obrigada!

    • Compre tudo pelo Oyster, assim vc só precisa colocar a diferença para aquela área. No final, se quiser, ainda pode devolver o Oyster e receber o valor dele mais o valor que sobrar caso tenha colocado a mais 🙂

  2. Oi Fred, no meu retorno de Veneza para o Brasil, o meu voo irá 1º para Londres e terei que ficar 9 horas no aeroporto de çlá, antes de voltar para o Brasil. Te pergunto, o que fazer nesse periodo? è legal comprar o passe de 1 dia, que dá Ida e volta de metro? E descer aonde?
    O que é feito com as bagagens? Terei que passar pela alfândega de novo?
    Se possível, gostaria de uma cópia para meu email pessoal também.
    Obrigada, estou adorando as dicas.

    • Oi Kátia.

      Depende muito da companhia aérea a questão de enviar ou não para o destino final. Acredito que ela vá direto para o Brasil, mas confira. No mais, considere 4h só de deslocamentos da cidade para o aeroporto e vice versa, mais umas 2h de imigração. Isso sobra pouco tempo pra passear por londres, por isso eu iria direto ao Big Ben e Parlamento. Depois, se sobrar tempo, iria à Tower Bridge (minha preferida no mundo).

      Se pegar o heathrow express, vc ganha algumas horas, daí dá pra ir à pé da Tower Bridge até o Tate Modern, atravessar a Millennium Bridge e visitar a Saint Paul. Se gostar de museu, troque tudo por uma ida ao British Museum (meu preferido no mundo :)).

      Como usar o Heathrow Express para ir do aeroporto ao centro de Londres

      http://sundaycooks.com/category/destinos/inglaterra/londres-inglaterra/

  3. Olá boa tarde !
    Só queria tirar uma dúvida por favor, eu vou chegar na cidade no dia 31 de Dezembro e gostaria de saber se nesse dia e no dia 01 de Janeiro o metrô para ?
    Obrigada
    ??

    • Oi Izabella.

      O metrô não para não 🙂 Pode ser que tenha menos horários por ser feriado, mas continua funcionando.

  4. 1 3 4 5
Deixe seu Comentário