atualizado em:

Dicas para amenizar os principais efeitos do Jet Lag

Sono fora de hora ou crises de insônia são os principais sintomas de quem cruza diferentes fusos horários.

por Fred Marvila outros artigos do autor
atualizado em:

Jet lag, ou mal dos viajantes, é algo que acomete 81,4% (**) dos viajantes e é causado pela diferença de fuso entre o local de origem e destino de uma viagem. Outros fatores, como o cansaço causado por longos voos (classe econômica, estou olhando para você!), também ajudam a piorar esse danado.

Mas o que é Jet lag?

Se você não sabe, mas já viajou para o exterior, é bem provável que já tenha sentido seus efeitos. Jet lag nada mais é que seu corpo tentando te pregar uma peça no início ou fim de sua viagem. Isso porque, ao chegar ao destino final, seu corpo tentará dormir ou acordar no horário em que está acostumado, só que essa hora não será, vamos dizer, adequado para aquele local.

Obviamente, quanto maior a diferença de horário entre a origem e destino de uma viagem, maiores serão os efeitos do jet lag. Mas normalmente seus efeitos passam em um ou dois dias (ufa!)

Situações comuns de Jet lag

Destino num fuso horário adiantado em relação à origem:

O Jet Lag faz com que o viajante não tenha sono no horário local de dormir.

Resultado: Insônia.

Essa condição é parcialmente atenuada se o voo tiver sido muito cansativo, pois o viajante já chegará ao destino com sono, não importando a hora.

Um exemplo desse caso seria sair do Brasil e ir para a Europa com um fuso adiantado entre 3 e 5 horas, sem considerar o horário de verão.

Destino num fuso horário atrasado em relação à origem:

Neste caso, o jet lag fará com que o viajante tenha sono antes do horário local de dormir.

Resultado: Sono incontrolável.

Se o voo tiver sido cansativo, o viajante ficará ainda mais cansado e este é o pior tipo de jet lag.

Sair do Brasil e ir para São Francisco, que está 5 horas atrasado (sem horário de verão), é um bom exemplo.

5 motivos para viajar para sydney austrália - 13

Como evitar o Jet Lag?

Para aproveitar sua viagem ao máximo, evitar o jet lag pode ser um bom começo. Acredite, é possível!

  • Sempre (ou na medida do possível) tente fazer o horário do destino antes de chegar lá. Se você não tem uns dias antes do embarque, faça durante o voo; ajuste o relógio do celular já no aeroporto. Isso funciona bem, porque você adianta a parte da insônia ou do sono incontrolável para o avião.
  • Tire o primeiro dia de viagem, aquele da chegada, para descansar ou fazer atividades que não necessitem de muita energia. Nos primeiros dois dias, tente dormir cedo para descansar e fazer o corpo sincronizar com o cérebro. Eu sei que você quer aproveitar sua viagem ao máximo, mas pense que é melhor descansar um pouco do que sofrer durante todo seu período de férias.
  • Remédios para dormir (como melatonina e opções mais fortes) só devem ser ingeridos com orientação direta do seu médico.
  • Evite jantares muito pesados e excesso de bebida alcoólica logo ao chegar no novo destino.

Um ponto que eu gosto de colocar é que, quanto maior a diferença de fuso, maior a probabilidade (e intensidade) de você sentir o danado do jet lag e, portanto, maior a necessidade desses dois dias mais tranquilos. Portanto, nada de programar uma viagem de 5 dias pra Austrália, ok?

O que você faz quando sente seus efeitos? Algum truque para driblar o jet lag? Deixe suas dicas nos comentários!

P.S.: Os 80,4% são um número inventado por mim, sem nenhum valor estatístico real 😛

Assine nossa newsletter!

Comentários