atualizado em:

Picasso, Dalí, Miró, muito prazer.

“Certainly, travel is more than the seeing of sights; it is a change that goes on, deep and permanent, in […]

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

“Certainly, travel is more than the seeing of sights; it is a change that goes on, deep and permanent, in the ideas of living”.- Miriam Beard

Passar 12 horas voando na fish class não é para qualquer um. É uma maratona que requer um certo preparo físico, mas ver nossa malinha, que não era tão INHA assim, chegando na esteira do aeroporto já nos deixou mais animados.

Com toda a carinha de gatinhos do Shrek que Deus nos deu, fomos direto para o hotel tentar fazer o check in bem mais cedo do que o indicado na reserva. E qual não foi nossa surpresa ao sair do metrô e dar de cara com essa linda região de Madrid.

Check in feito, era hora de respirar os ares madrilenhos. E nada melhor do que caminhar pela Calle de Alcalá e encontrar o belíssimo edifício Metrópolis. Não só esse edifício, mas toda a região é muito bonita, tranquila e gostosa de se perder e se encontrar.

Uma característica que nos chama a atenção nas cidades europeias é possibilidade de sempre encontrar monumentos e parques inesperados que transformam nosso percurso em algo mais encantador e alegre. E foi assim com a Puerta de Alcalá que nos recebeu super bem e nos brindou com um sol maravilhoso que ajudou a iluminar nossas fotos.

E quem disse que eu iria aguentar deixar um pouco do melhor da festa para mais tarde? Eu precisava conhecer o Museu Reina Sofia, assim logo de cara mesmo… Picasso, Dalí, Miró.

Conseguimos participar da visita guiada do Museu que tem duração de apenas uma hora e nos explica alguns detalhes das principais obras ali expostas e ainda conta um pouco da história da fundação.

A visita é gratuita e vale muito à pena, pois o que nós aprendemos nos serviu de base para entender melhor um pouquinho de todas as cidades históricas que visitamos e das obras de arte que observamos.  Vai por mim… você nunca mais vai ver Picasso com os mesmo olhos.

Chegar na Espanha e ser recebida logo de cara por artistas tão importantes para a compreensão do nosso mundo, foi um sinal de que a viagem seria muito boa e de que as terras espanholas ainda tinham muito a nos brindar: arte, cultura, gastronomia e, por que não, sonhos.


Assine nossa newsletter!

Comentários