atualizado em:

Por que você deve conhecer Teotihuacán, o tesouro perdido?

Conhecer as ruínas de Teotihuacán era um dos passeios mais aguardados por nós, pois adoramos conhecer a história dos povos […]

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

Conhecer as ruínas de Teotihuacán era um dos passeios mais aguardados por nós, pois adoramos conhecer a história dos povos e culturas viveram nas cidades que visitamos 🙂 Fica então a dica: se você for ficar alguns dias na Cidade do México, não deixe de incluir uma visita a Teotihuacán. Seja indo com um tour privado, de excursão ou por conta própria, as ruínas merecem a visita 😉

Teotihuacán - Templo do Sol

Ruínas de Teotihuacán

A cidade pré-hispânica de Teotihuacán é parte do Patrimônio da Humanidade desde 1987 e é considerada a mais antiga cidade das Américas e única por suas características.

Estima-se que, no auge do Império Teotihuacán, a área total dessa região tenha chegado a 21 km quadrados, sendo que hoje restam apenas 6 km quadrados não ocupados. Dizem também que a cidade começou a ser construída em 250 a.C e se manteve ocupada até 800 d.C, chegando a ter mais de 350 mil pessoas vivendo ali. A boa qualidade de vida da região naquela época também contribuiu para o aumento da população à medida que outros povos iam migrando para lá.

Teotihuacán - Vista de cima do Templo da Lua

Teotihuacán provavelmente foi a maior capital do maior império pré-hispânico do México e tem um valor histórico muito grande, comparável a outras ruínas como Yucatán e Chiapas.

Todas as estruturas piramidais que vemos no parque foram construídas com pedras vulcânicas em um estilo e arquitetura próprios do povo de Teotihuacán, mas não se engane. Muito do que você verá, infelizmente, é fruto de reconstrução. Nosso guia disse que apenas 10% é original, 40% é restauro e o restante é reconstrução a partir do que os historiadores e arqueólogos imaginam que existia na época.

Teotihuacán - reconstrução, restauro e original

Templo do Sol, Templo da Lua e os ciclos de contrução de Teotihuacán

O Templo da Lua e o Templo do Sol (também conhecidas como pirâmides da Lua e do Sol) são os principais pontos de Teotihuacán, e exerciam um papel muito importante dentro desta civilização perdida.

Teotihuacán - Templo menor em restauro

Estudos dizem que o povo de Teotihuacán vivia com base em ciclos de 52 anos. A cada término de ciclo, eles construíam uma nova estrutura por cima das antigas e a cada 4 ciclos (+- 208 anos) eles cobriam toda a estrutura e construíam tudo do zero por cima da anterior, dando assim a forma piramidal característica às construções.

Teotihuacán - Templo da Lua visto de frente

A partir dessa descoberta, os arqueólogos estimam que o Templo da Lua tenha sido usado por aproximadamente 1400 anos devido aos seus 7 níveis de construção, sendo cada nível formado por 4 ciclos de 52 anos.

Já o Templo do Sol, acredita-se que era todo coberto de vermelho e que possuía seu próprio sistema de captação da água da chuva.  Com o avanço das pesquisas, alguns historiadores começam a acreditar que o Templo do Sol foi construído em homenagem a outros deuses e não ao Deus Sol como por muito tempo se propagou.

Teotihuacán - Templo do Sol visto de longe

O que eu tenho certeza é que, para se chegar até o topo desse templo, é preciso encarar 244 degraus beeeem íngremes >.< Se você quiser tentar, a vista vale a pena 😀

Depois que você vai a Huayna Picchu, não é qualquer escadinha que vai lhe vencer. Pelo menos era o que eu me falava a cada degrau 😛

Teotihuacán - Templo da Lua vista do Templo do Sol

A decadência do Império Teotihuacán e a chegada dos Astecas

Os Teotihuacáns dominavam uma boa tecnologia de construção, de canalização da água, de astronomia e outros conceitos de comunidade que eram avançados para a época. Por que então o Império ruiu?

Teotihuacán - Como era antes e depois da reconstrução

A teoria mais aceita é a de que brigas internas pelo poder da sociedade causaram a queda e o fim da civilização :/ Quando os Astecas chegaram a Teotihuacán, encontraram uma cidade destruída pelo fogo e aos poucos tentaram reerguer tudo o que ali encontraram, contudo eles não sabiam que civilização havia vivido ali ou que língua falaram.

Por incrível que pareça, parte do que se sabe hoje dos Teotihuacáns vêm dos estudos que os Astecas fizeram 😉

Da queda do império Teotihuacán, muitas outras civilizações e cidades pré-hispânicas foram formadas.

Teotihuacán - casa ou templo teotihuacano

Curiosidades: Se você é um leitor atento, irá perceber que o tempo estimado de duração da civilização (+- 1050 anos) com o tempo estimado de construção do Templo da Lua (+- 1400 anos) diferem em alguns séculos 😛 Isso se deve ao fato de que quase tudo sobre os Teotihuacáns são teorias e que pouco se sabe sobre o que realmente aconteceu naquela época, pois não há muita informação escrita deixada por eles e o que foi deixado não é possível de ser “traduzido” por completo.

Teotihuacán - casa ou templo teotihuacano 2

Dicas para otimizar a sua visita a Teotihuacán

O parque abre às 9h, mas procure chegar antes disso para já comprar o ingresso e tentar dar a sorte de conseguir entrar no parque mais cedo. Nós conseguimos entrar às 8:30 sem problemas e garantimos fotos quase que exclusivas do local 😀 Muito útil na alta temporada, quando Teotihuacán fica lotada.

Outro bom motivo para chegar mais cedo é que nessa hora do dia, a temperatura ainda está mais amena e você não sofrerá tanto para subir e descer as escadas dos templos nem para realizar as longas caminhadas entre um ponto e outro da cidade.

Ah, e não esqueça de carregar em sua mochila os itens básicos de sempre: protetor solar, chapéu, água e um lanchinho para a hora da fome 😉

Teotihuacán - Detalhe de uma pintura original

Os meses de Maio e Junho são considerados baixa-temporada, o que nos ajudou a passear com calma e sem tantos turistas assim por Teotihuacán. Se possível, tente evitar também passeios aos finais de semana, quando tudo tende a ficar mais lotado.

Como faço para chegar a Teotihuacán por conta própria?

Só um pouquinho de paciência, querido leitor 🙂 Prometo que o Fred está preparando mais um post matador para tirar todas as dúvidas de quem quer chegar a Teotihuacán sem depender de nenhuma excursão fechada.

O Fred já fez o post com todo o mapa da mina para você ir a Teotihuacán por conta própria e aproveitar a visita ao máximo \o/

Como ir a Teotihuacán por conta própria?

Como reservar a visita guiada grátis em Teotihuacán?

Essa é uma dica do coração e que eu não havia encontrado em lugar nenhum quando estávamos preparando nosso roteiro 😀

O Fred descobriu que é possível fazer uma visita guiada grátis em Teotihuacán com um funcionário de seu próprio museu e setor de arqueologia, ou seja, alguém que entende bastante sobre essa civilização.

Teotihuacán - pirâmides menores

O processo é relativamente simples e feito diretamente por email.

O que é preciso para fazer a reserva:

Em resumo, envie um email para [email protected] e faça o pedido de tour para o dia que você prefere, eles irão lhe orientar direitinho em como proceder. A Elba foi muito solícita e gentil nos emails que trocamos e nos ajudou bastante 🙂

Muchas gracias, Elba!

Teotihuacán - Pintando a paisagem

Teotihuacán

[one_half]Endereço:

Autopista Ecatepec-Pirámides km.22+600

Teotihuacán, México

http://www.teotihuacan.inah.gob.mx

Horário:

Todos os dias: 9 às 17h

[/one_half]
[one_half_last]Ingressos:

Adultos: 57 MXN

Crianças até 13 anos e senhores: Grátis

Permissão para fotos: 45 MXN

Estacionamento:

Carros: 45 MXN

[/one_half_last]

Você já foi a Teotihuacán? Teve fôlego para subir o Templo do Sol?

Quem quiser mandar sua foto das ruínas, é só falar que a publicaremos aqui 😉

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do México \o/

Assine nossa newsletter!

Comentários