atualizado em:

Toledo

Toledo foi eleita o nosso segundo bate-volta de Madri. O trem parte da estação Atocha e leva apenas 30 minutos […]

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

Toledo foi eleita o nosso segundo bate-volta de Madri.

O trem parte da estação Atocha e leva apenas 30 minutos para chegar à cidade.

No site da Renfe, a tarifa web custa 10 euros. Em Junho/2010 pagamos algo em torno de 15 euros ida e volta. Se você não conseguir comprar pela internet, basta chegar com alguns minutos (em finais de semana uns 30min pelo menos) de antecedência e comprar o bilhete na própria bilheteria.

A cidade é repleta de atrações e a nossa vontade de conhecer vários desses pontos também era grande. Ao chegar na estação cometemos o pecado primário de comprar um mapa nessas lojinhas de souvenirs, sendo que a central de atendimento ao turista ficava a alguns passos dali e entregava mapas de graça. #bigfail.

toledo

Ao sair da estação, sugerimos pegar um ônibus turístico ou um ônibus de linha normal que param ali em frente  e que podem lhe levar até o Alcazar e o centro histórico da cidade.

O ticket do turístico custou 1.25 e chegamos rapidinho aos principais pontos da cidade. Isso poupará uma caminha de 20 minutos de puras ladeiras.

toledo

Outro detalhe importante: os ingressos, de maneira geral, são um pouco mais caros do que nas outras cidades históricas da região de Madri, assim como os Menus del Dia, as cerâmicas e souvenirs.

Pausa estratégica para um cafezinho e uma conferida básica no mapinha antes de seguirmos caminhando até o Alcazar. Infelizmente não conseguimos visitá-lo pois estava fechado. Uma pena :/

alcazar toledo

No sábado que fomos para Toledo, uma horda de excussões de todos os cantos do mundo invadiu a cidade. E junto com eles veio a chuva. Mas não era uma chuvinha passageira, nem uma garoa paulistana, muito menos uma chuva de verão. São Pedro resolveu mandar uma tempestade daquelas que nem com guarda-chuva e capa de chuva era possível se proteger.

toledo

Façamos um conta breve: ruelas medievais + forte tempestade + hordas incansáveis de excursões = muvuca = quase a 25 de março em véspera de Natal.

Devido a todos esses problemas, não foi possível continuar nossa programação normal, mas juro que nós tentamos. Será que a cidade é sempre assim? Ou encaramos algum tipo de bad hair day das cidades turísticas?

Eu juro que nós tentamos
Assine nossa newsletter!

Comentários