livros de receitas

Apesar de já termos comprado tudo necessário à nossas receitas do dia, acordamos cedo pois eu queria ver a F1, ainda na esperança de ser uma corrida interessante e também para poder fazer a sobremesa mais cedo.

Hoje também tive de passar por cima de várias coisas que eu não faria. Por exemplo, peguei em bifes crus, peguei ovo cru na mão e ainda tive uma briga com os bifes. Acho que eles se ofenderam…

Enfim, a corrida não estava interessante então resolvemos começar mais cedo.

Aperitivo:

Citrus Booze

Salada:

Salpicão de Galinha com Palmito (retirado do livro A Cozinha Maravilhosa de Ofélia)

Prato Principal:

Contrafilé ao Chefe (retirado do livro A Cozinha Maravilhosa de Ofélia)

Acompanhamento:

Arroz Branco
Omelete com queijo

Sobremesa:

Strudel da Daida

Eu realmente queria ver a F1 mas depois da largarda e do primeiro pit-stop eu vi que não ia dar em nada, então fomos pra cozinha fazer a sobremesa. Enquanto eu fazia a sobremesa a Natalie fazia o Salpicão.

Antes de começar, na noite anterior eu tinha feito o meu Citrus Booze. Receita aprendida na Happy News de BH e aperfeiçoada por mim.

Citrus Booze

Ingredientes:

1 Schweppes Citrus
2 doses de Absolut 100
Gelo

A proporção é pra 1 lata inteira de Schweppes, mas vai da vontade de ficar bêbado de cada um. Só cuidado com a Absolut 100 pois ela tem mais concentração alcoólica (50%) que os alcoois de casa que são vendidos hoje em dia(42,8% ou 48,2%, não lembro agora). Se não fosse cara dava até pra usar pra limpar machucado 😛

Strudel da Daida

Ingredientes:

300g de massa folhada (26×40 cm)
2 ou 3 maçãs maduras cortadas em cubos não muito pequenos
4 colheres (sopa) de açúcar
Canela à gosto
1 gema para pincelar na massa

Essa receita é bem fácil e já entrou pra minha lista de receitas que eu sei de cor.

Eu aprendi a retirar a gema do ovo sem sujar a mão e sem estourá-la 🙂 Acho que cozinha está no meu DNA também, e não só para comer 😛

Esse sou eu passando a gema no strudel (como eu odeio pegar em ovo cru com a mão… mas tem de aprender, fazer o quê?).

Minha foto foi censurada e a versão aprovada pelos censores está aí em cima. Concordo que eu até fiquei com cara de gente…

E aqui é o Strudel depois de pronto 😀

Ficou bonito! A receita foi feita baseada na receita da Daida, tia da Natalie, cozinheira de mão cheia há mais de 50 anos.

Enquanto isso a Natalie estava fazendo o Salpicão:

Salpicão de Galinha com Palmito

1 peito de frango
sal
1 colher de sopa de vinagre
1 dente de alho amassado
1 cebola
suco de 1 limão
3 batatas cozidas e cortadas em cubinhos
2 cenouras cozidas e cortada em cubinhos
1 lata pequena de palmito (200g) cortada em fatias
3 talos de alho poró picados
1 maçã verde cortada em cubinhos
1/2 xícara (chá) de maionese

Se não fosse a tia da Natalie acho que ela estaria até agora tentando desossar e cozinhar o frango.

Enfim, ela devia estar marcha lenta hoje pois até pra usar o processador (de alimentos, não o da Intel) pra cortar as coisas ela estava com dificuldades.

Tadinha… ela ficou uns 5 min tentando apertar o botão de ligar até que eu falei que ela tinha de travar a tampa do processador antes de poder ligar.

Hora de fazer o arroz.

Coloquei os ingredientes e água e pus o arroz pra cozinhar… 30 min depois eu lembro do arroz e já não tinha mais água nele. Já viram né?

Tudo bem… deu pra salvar o arroz e cozinhar mais um pouco porque ainda estava duro.

Hora de atacar o contrafilé:

Contrafilé ao Chefe:

1kg de contrafilé cortado em bifes
2 dentes de alho amassados
óleo para a fritura
1 colher (sopa) de manteiga
1 cebola picada
1 colher de sopa de extrato de tomate
1 colher de sopa de vinagre
3 ovos cozidos

Pois bem, lá fui eu colocar o óleo e a manteiga, estava na cara que pra fritar 8 bifes as quantidades seriam suficientes.

Coloquei a manteiga e o óleo. Esquentei a frigideira e a manteiga foi derretendo até que começou a espirrar óleo. Por sorte eu estava de avental.

O avental foi minha salvação porque ao colocar o bife ele começou uma guerra que eu achei que ia perder! Tive várias queimaduras, teve fogo pegando no bife (e não era porque o bife era flambado) e o fogão ficou inundado de óleo :/

Só consegui fritar o bife direito depois de pegar um escudo e parar de usar manteiga na receita.

Enfim. Entre mortos e feridos, salvaram-se todos. Eu tive queimaduras nas mãos, no antebraço, no braço, no ombro e até no pé. Ainda bem que estava de avental, porque se não estivesse o estrago seria maior.

Me lembrem de usar uma camisa de manga longa e calça jeans além do avental próxima vez que for cozinhar.

Fiz o 0melete em seguida já que já estava queimado. Esse já foi obediente e não me queimou. Da próxima aprendo a fazer ovo frito, mas só depois de me proteger completamente.

Após a guerra que venci contra o bife, acho que estou pronto para fazer qualquer fritura. Só preciso aprender a fazer menos sujeira 🙁

E aqui o resultado final:

Tem um virado paulista ali no meio que foi feito no dia anterior, mas não fomos nós que fizemos.

Resultados:

O bife estava bom, o salpicão estava bom até pra mim que não gosto de maionese e cenoura, o omelete estava bom e o arroz tb (salvamos antes de ficar com gosto de queimado). Agora o strudel…

Esse estava ótimo! Azar da nossa cachorra 😛

Além das minhas queimaduras, a Natalie também quase se matou ao cortar a maçã ao meio…

 

Lição do dia:

“Cozinhar é bem mais perigoso que parece.”

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    4 Comentários
  1. marvila,Já que tá meio parado esses comentários vou deixar aqui uma contribuição:Filé de abadejo ao molho de limão (coisa de quem nao sabe fazer de outro jeito mesmo)Compre um filé de abadejo ou pescado (prefiro abadejo, a consistencia é melhor). Temperar o peixe com limão, pimenta do reino e sal (alho é opcional). Deixe marinando por algum tempo (até a fome bater). Na hora de fritar, use uma frigideira bem quente, já que o peixe solta muita água. Frite no azeite (fica tranquilo que comigo nao espirrou muito nao.)Com o caldo que junta no fundo, eu acrescentei vinho branco seco e deixei o álcool evaporar. Pronto. Pra acompanhar, brócolis ao alho e azeite.

  2. Pô Marvila! Errar o Strudel tava quase impossível, só se vocês queimassem o trem dentro do forno.Uma receita de sobremesa de maçã rápidinha:Maçãs, Gergelim torrado e Mel.Fatie as maçãs (sabe como faz né? Corta na metade, depois na metade de novo, daí poe a maçã de ladinho e fatia =P). Daí coloque sobre um prato, salpique gergelim e depois coloque um pouco de mel por cima. Tá pronto, sem fogão nem sofrimento, só cuidado com a faca. Na verdade, nessa receita, a ordem dos fatores não altera o resultado. É uma receita árabe que aprendi com os amigos dos meu pais nos tempos de Ubatuba. Além de ser muito fácil e rápido, ainda faz bem para a saúde, a maçã para os dentes e estômago, o gergelim para o raciocínio e o mel para a garganta. Com a maçã gelada é uma ótima sobremesa para o verão.É isso. Beijos para o casal 20!

  3. Marvila, a foto que eu mandei no seu e-mail não é brincadeira não: É PRA VOCÊ TROCAR, POW!

  4. Obrigado Lai e kdpadua! Receitas anotadas pelo Blogger. Um dia eu tento e posto :PFillipe, obrigado pela versão apropriada para pessoas em geral da foto! Fiquei até parecendo gente de verdade 😛

Deixe seu Comentário