atualizado em:

Palácio Belvedere em Viena: da vodka ao beijo de Klimt

Como a marcação dos passos da valsa vienense, nada é mais tradicional em Viena do que o Palácio Belvedere. Um, dois, três. Um, dois, três...

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

O Palácio Belvedere, um dos edifícios barrocos mais bonitos do mundo, foi construído para ser a residência de verão do príncipe Eugénio de Saboia entre 1663 e 1736. Hoje ele faz parte da lista de patrimônios da UNESCO como uma das obras mais marcantes desse período arquitetônico na Europa. Sempre me pego imaginando como eram os bailes de gala nos palácios…

Localizado na querida cidade de Viena, o Belvedere abriga a maior coleção de arte austríaca do país, com peças que vão desde a idade média até trabalhos contemporâneos. Seu acervo também contempla obras marcantes de grandes nomes como Monet, van Gogh, Egon Schiele, Oskar Kokoschka e Max Beckmann.

A vodka Belvedere é uma homenagem ao palácio de mesmo nome em Varsóvia. Isso mesmo. Ela não tem nada a ver com a Áustria, mas eu não poderia perder a piada.

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 08

O beijo e o Palácio Belvedere

É engraçado pensar que, mesmo com várias obras de grandes artistas, o que mais atrai os turistas no Palácio Belvedere é, na verdade, a maior coleção do mundo de pinturas de Gustav Klimt. Você logo vai perceber essa paixão ao notar que, praticamente qualquer lojinha de souvenir em Viena, tem algum cacareco reproduzindo as obras do artista. Claro que eu garanti meu imã de geladeira.

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 01

Mais de um milhão de visitantes passam pelo Belvedere em busca de um dos quadros mais famosos do movimento de Art Nouveau: O Beijo.

Não repare agora, mas essa obra era chamada originalmente pelo próprio Klimt como “Casal de Namorados”.

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 04

Até hoje, sua técnica, que mesclava ouro e tinta, ganha novas representações e provoca diferentes interpretações. Alguns dizem que os elementos retangulares remetem à ideia do masculino, os redondos ao feminino e que o fundo simboliza o nada ou o universo.

O melhor é ver O Beijo ao vivo e tirar suas próprias conclusões.

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 02

O complexo do Palácio Belvedere é dividido em duas grandes áreas: o Alto Belvedere e o Baixo Belvedere. O primeiro é o gigante palácio propriamente dito, onde ficam as salas dos impressionistas e as obras do Klimt. Já o segundo é reservado para exposições temporárias. Nessa parte, também fica o Tesouro Medieval que mostra o acervo do Príncipe Eugénio.

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 03

Os jardins do Palácio Belvedere

Como todo palácio de histórias românticas, um belo jardim não poderia ficar de fora. E no Belvedere fica um dos mais bonitos da Europa, todo feito em estilo francês e detalhes barrocos.

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 09

Se o clima da valsa e do beijo te deixarem inspirado, você também pode organizar seu casamento nos jardins ou em uma das salas do palácio. Por favor, não esqueça de enviar um convite para a redação do Sundaycooks.

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 07

Palácio Belvedere em Viena - O Beijo de Klimt - 06

Palácio Belvedere

  • Endereço: Prinz Eugen-Strasse, 27 (estação “Schloss Belvedere” do tram D)
  • Site: belvedere.at
  • Horários: diariamente das 9 às 18h; sextas, das 9 às 21h
  • Ingressos:
    • Upper Belvedere: 15 euros, adulto; 12,50 com o Vienna Card
    • Lower Belvedere: 13 euros, adulto; 10 com o Vienna Card
    • Klimt Ticket: 20 euros; 16,50 com o Vienna Card)
      • Combina a visita aos dois blocos do castelo.

Na alta temporada, costuma formar uma fila na bilheteria, por isso o ideal é comprar o ticket no site.

Esse trecho da nossa viagem de 60 dias pela Europa contou com o apoio do Vienna Tourist Board.

Assine nossa newsletter!

Comentários