Decidir entre fazer um tour privado ou compartilhado no Peru é tão importante quanto decidir quantos dias ficar na região de Cusco. Um bom guia é um fator determinante para que você compreenda as civilizações que por ali passaram e como elas se desenvolveram. Além disso, tours, sejam privados ou compartilhados, são uma boa maneira de resolver certos problemas de logística como passear entre as diversas ruínas do Valle Sagrado ou conhecer o Parque Nacional de Paracas.

Tour privado ou compartilhado no Peru? - Ica

Fazer um tour privado ou compartilhado no Peru? Eis a questão

Fazer um tour guiado pelas ruínas e zonas arqueológicas do Peru é uma maneira de aprender detalhes sobre as civilizações do país e também de atiçar nossa curiosidade para que, ao olharmos para um descampado ou um monte de pedra empilhada, possamos imaginar os impérios Inca, Wari e Lambayeque, dentre tantos outros, em seu esplendor.

Leia também:

Machu Picchu: eram os deuses astronautas?

Como ir para Machu Picchu

Onde ficar em Cusco, Machu Picchu e Valle Sagrado?

Onde ficar em Lima e quais os melhores bairros?

E então, qual tipo de tour fazer? Privado ou Compartilhado?

Depois de experimentar os dois tipos de tours, deixo aqui os prós e contras que encontrei em cada um. Mas não se acanhe, nós queremos saber qual a sua opinião também 😀

Tour privado ou compartilhado no Peru? - Arequipa

Tour Privado

Prós

  • Flexibilidade de horários, permitindo chegar nos lugares quando estão mais vazios
  • Flexibilidade de roteiros para fazer somente o que você tem interesse
  • Guia exclusivo
  • Transporte exclusivo
  • Mais tempo para tirar fotos e passear pelos locais
  • Explicação mais detalhada
  • Infinito número de perguntas permitidas

Contras

  • Mais caro
  • Menos interação com outros viajantes

Tour privado ou compartilhado no Peru? - Valle del Colca 2

Tour Compartilhado

Prós

  • Mais barato
  • Interação com outros viajantes
  • Visita a vários lugares num mesmo dia

Contras

  • Transporte compartilhado e, muitas vezes, lotado
  • Horários geralmente coincidem com as outras excursões, lotando as atrações
  • Paradas em restaurantes e lojas preestabelecidas e mais pega-turista
  • Explicações menos detalhadas e mais mecânicas
  • Tempo mais curto para passear e tirar fotos
  • Roteiros fixos e predefinidos

Tour privado ou compartilhado no Peru? - Valle del Colca 4

Tinha uma lhama atrás da Natalie 😛

Leia também:

Agência de viagem do Peru, qual você indica?

Dicas e roteiros do Peru: Guia completo do país

9 problemas e soluções para montar um roteiro para o Peru

Conclusão

Os tours privados são nossa modalidade preferida, pois gostamos de passear com calma, parar no meio do caminho para tirar fotos e, principalmente, entender a história e cultura dos antigos povos do país. Mas nem sempre o tour privado é a melhor opção para você. Seus interesses, sua sede de informação ou necessidade de interação com outras pessoas é que vão determinar se ele realmente vale a pena ou não 😉

Tour privado ou compartilhado no Peru? - Puno Titicaca Uros

Tour privado ou compartilhado no Peru? - Valle del Colca 3 condor

Além disso, alguns tours compartilhados podem ser bem legais. Nós fizemos um para o Valle del Colca que foi muito divertido, com um grupo pequeno e bem legal. A van era boa e o guia era bem acima da média.

Os passeios para Paracas e pelo Lago Titicaca, Taquile e Uros foram bons e mais fáceis de organizar que se tivéssemos ido atrás dos passeios por conta. Já o passeio para Pachacámac não nos agradou.

Agora é sua vez de nos contar: você prefere fazer tours privados ou particulares e por quê?

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Peru \o/

Tour privado ou compartilhado no Peru? - Valle del Colca

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    67 Comentários
  1. Natália e Fred,

    Fico visitando seus site e já até prometi disponibilizar planilha sobre minha esposa e eu sobre trip no Peru, talvez ajude alguém:

    http://www.garpereira.blogspot.com.br/2016/03/peru-pratico-lima-cusco-machu-pichu.html

    OBS.: Talvez seria legal vcs colocarem planilhas editáveis, o “esqueleto” para uma trip em cada sugestão de destino, se quiser envio as minhas sobre Peru, alemanha, Chile, Maceio, chapada diamantina etc) ok?

    • Obrigado pela dica Guilherme 🙂

      Sabe que eu já pensei nisso? Hoje temos o SundayPlanner que é uma planilha que fizemos para ajudar os leitores a planejarem suas viagens. Se vc quiser preenchê-la e mandar pra nós, podemos colocar à disposição como exemplo para as outras pessoas. Iria ser bem legal 😀

      Mas temos outros planos para isso também. Quem sabe não conseguimos colocar no ar no segundo semestre? 😛

      SundayPlanner: sua planilha de viagem

  2. Bom dia gente!
    Já li o site de vcs “de cabo à rabo” e está me ajudando demais a montar minha viagem ao Peru!
    Estou com algumas duvidas que não achei nos posts ou comentários.. Queria saber se vocês conseguem me ajudar!
    Seguinte… Depois de 2 dias em Lima, irei a Cusco e ficarei por la 7 dias ao todo. Gosto de viajar da mesma forma que vocês, conhecendo e aproveitando o máximo de coisas possíveis, sem que seja “foto e tchau”.
    Fui indicada a além de Cusco, me hospedar em Ollantaytambo para fazer os passeios no Vale Sagrado e Águas Calientes para ir a Machu Pichu.
    Entrei em contato com o Jose da Peru Hamuy Travel sobre os tours privados e pelo email que ele me enviou, entendi que os passeios saem e retornam para Cusco.
    Queria saber se vale a pena mesmo me hospedar em Ollamta?? Havia pensado em dois dias, pois pelo que entendi, de lá partem vários passeios pelo Vale Sagrado, não é isso?
    Outra dúvida seria… Quero ir a Machu Pichu dois dias! Um dia me indicaram fazer uma trilha onde desço do trem em determinado KM e chego lá no final do dia para ver o por do sol; dormir em Águas Calientes e no dia seguinte ir novamente para realmente passear com calma por lá e conhecer… O que vocês acham?? Será que preciso comprar ingresso pra dois dias?
    Desde já, agradeço pela ajuda e atenção!

    • Oi, Rafaela.

      Você pode usar Cusco como base para conhecer toda região do Vale Sagrado. É possível dormir em Ollantaytambo caso queria ter uma experiência diferente e diversifica sua estadia, mas essa segunda cidade tem menos lugares para sair e jantar. Optando por ficar em Ollanta, negocie com a agência local e avise seu endereço de hotel.

      Eu queria ter essa experiência de visitar Machu Picchu dois dias seguidos nesse esquema de trilhas diferentes. Deve ser interessante, mas não é para todo mundo. Muitos podem achar o passeio repetitivo. Você via precisar de ingressos para dois dias.

      Boa viagem!

  3. Olá a todos!
    Estou indo para Cusco nas próximas semanas e gostaria de fazer os passeios particulares.
    Das sugestões recomendadas aqui no site o Juan Carlos Valle é quem tem os preço de pacote de passeios mais em conta.
    Dos comentários somente o do Guilherme é quem consigo visualizar. Os demais caem em posts sobre a Izabel, outra guia…
    Conseguem me ajudar com mais referências do Juan?
    Obrigada

    • Oi Renata. Infelizmente o sistema do site causou erros nos links de alguns comentários 🙁 O jeito é pesquisar nos comentários manualmente nesse post que é aberto. Mas se serve de ajuda, quase todos os comentários de todos os guias são positivos, até porque se um guia tivesse muitos comentários ruins, ele seria retirado do post 🙂

      Agência de viagem do Peru, qual você indica?

  4. Bom Dia, tudo bem?
    Leio muitos posts sobre as viagens ao Peru, são impecáveis!
    Em Outubro ficarei 23 dias, conhecendo norte e sul do país. Só estou com uma grande dúvida, os passeios valem a pena ser fechados antes da viagem, ou consigo um preço melhor na hora? (tirando Machu Pichu que vou fechar tudo antes).
    Se tiverem indicações de empresas que fazem apenas os tours, agradeço, os deslocamentos entre as cidades, e hotéis já estão reservados. Pedi algumas indicações para as hospedagens, mas gostaria de comparar preços e roteiros.

  5. 1 2 3 4
Deixe seu Comentário