atualizado em:

Como é voar com a Air Canada?

Ganhadora de prêmios de melhor companhia aérea, a Air Canada

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

O Canadá nunca esteve tão na moda entre os turistas brasileiros como no último ano. Depois da alta do dólar americano, a moeda canadense ainda mais atrativa e o lançamento do eTA – um processo de visto mais prático e barato – foram o empurrãozinho que faltava para o destino cair nas nossas graças. Se você tem planos de visitar MontrealBanff ou Vancouver, veja como é voar com a Air Canada, a maior companhia do país.

Voando de Air Canada

A maneira mais rápida de chegar até o Canadá é voando com a Air Canada de São Paulo direto para Toronto e de lá até seu destino final.

A companhia foi eleita a melhor companhia aérea da América do Norte pelo Skytrax World Airline Awards em 2017, um prêmio muito cobiçado no meio da aviação. Ela também é destaque por ser uma das 20 maiores empresas do mundo e por atender 200 diferentes aeroportos, tanto no Canadá quanto fora dele. Ou seja, só por essa introdução já dá pra ficar tranquilo ao reservar sua passagem com a Air Canada.

Review da Air Canada Interno e Externo - 10

Toronto como hub da Air Canada para voos vindos do Brasil

Todos os voos da Air Canada partindo do Brasil, passam obrigatoriamente por Toronto, mesmo que a cidade não seja seu destino final. Essa é tanto uma escolha da companhia para manter altas as taxas de ocupação, quanto uma maneira de centralizar a entrada e saída da maioria dos brasileiros em um único hub.

Hubs são aqueles aeroportos estratégicos para as companhias aéreas de onde partem e chegam os voos mais importantes.

Toronto Pearson International Airport

O aeroporto de Toronto (Toronto Pearson International Airport) é moderno e bem sinalizado. São três terminais com lojas, restaurantes (redes como Starbucks, Tim Hortons e Wendy’s também estão presentes), além de salas VIP como a Plaza Premium Lounge, a Maple Leaf e a exclusiva Signature Suite para passageiros internacionais que voam na executiva da Air Canada.

Você não vai ter problemas para localizar os guichês de imigração, os pontos de conexão e as esteiras de bagagem. Atente a uma detalhe importante: mesmo que a cidade não seja seu destino final, será necessário retirar sua bagagem e despachá-la novamente.

Review da Air Canada Interno e Externo - 06

Como chegar do aeroporto de Toronto ao centro da cidade?

Recentemente foi inaugurada uma linha direta de transporte público do aeroporto até o centro de Toronto com o trem de superfície UP Express, que também oferece wifi gratuito para todos os passageiros.

Ele fica no Terminal 1, perto do trenzinho que liga os terminais 1 e 3, o valor da passagem é de 12,35 dólares canadenses e a viagem leva apenas 25 minutos.

Detalhe curioso: mesmo com temperaturas geladas do lado de fora, a calefação é sempre muito quente dentro do aeroporto.

Review da Air Canada Interno e Externo - 03

eTa e visto para o Canadá

Todos os brasileiros que querem viajar para o país precisam providenciar um visto. Viajantes que não entraram com esse pedido antecipadamente não podem embarcar.

Existem duas formas de tirar o visto canadense, bem explicadinhas nos links abaixo:

Se você é elegível ao eTA e sua documentação está correta, o processo leva menos de 20 minutos entre começar a preencher os formulários e receber a confirmação de emissão.

Franquia de bagagens da Air Canada, frequência e duração dos voos

A Air Canada opera um voo diário para Toronto com saída do terminal 3 de Guarulhos. Essa rota costuma ter alta taxa de ocupação e cada trecho leva cerca de 11 horas de viagem. A franquia de bagagem para quem voa de econômica são duas malas de até 32 quilos cada.

O limite de bagagem de um trecho interno integrado ao bilhete Brasil – Canadá prevalece o mesmo da viagem internacional.

Review da Air Canada Interno e Externo - 08

Como a Air Canada é a única companhia com voos diretos entre os dois países, ela tem parcerias com a Gol e a Avianca para emissão de bilhetes integrados entre as rotas canadenses e quaisquer destinos que sejam operado pelas cias brasileiras em território nacional. Isso representa uma facilidade que permite que sua bagagem seja etiquetada direto do seu aeroporto de embarque no Brasil para o destino final no Canadá e vice-versa.

Nesses casos o limite de bagagem, mesmo nos voos internos, passa a ser o mesmo do voo internacional. Uma grande vantagem para viagens mais longas. Entretanto, se os bilhetes foram emitidos separadamente, a regra das malas podem variar de acordo com cada empresa e cada trecho. Fique atento!

Aeronaves da Air Canada

Atualmente os voos que saem do Brasil são feitos com o 787-8 Dreamliner, uma aeronave nova e mais moderna. Ela é dividida em três categorias: 284 assentos na econômica, 21 na premium economy e 40 na executiva.

Na econômica, o espaço entre as poltronas é regular e segue o padrão das maiorias das companhias que operam rotas similares.

Review da Air Canada Interno e Externo - 05

Procure sempre ficar nas cadeiras mais a frente possível em qualquer voo internacional. O barulho é menor, tanto da turbina quanto das pessoas em volta.

Já nos voos internos, principalmente os que seguem para cidades pequenas, as aeronaves são menores. O Fred vou recentemente de Quebec City para Gaspésie a bordo de um turboélice da Bombardier com 41 lugares e que mal dava para levar uma mala de mão a bordo.

Review da Air Canada Interno e Externo - 09

Entretenimento e serviço de bordo

Embora eu sempre viaje com meu kit de sobrevivência – snacks, livro, revista, séries, músicas e podcasts -, o sistema de entretenimento da Air Canada é eficiente. Desde os lançamentos do mês, até os filmes indicados ao Oscar e algumas séries da Netflix, o catálogo é variado. É possível ouvir música, jogar alguns jogos e acompanhar a rota do voo. Também fica à disposição em cada assento uma tomada universal e um carregador USB, mas ainda não há serviço pago de internet wifi a bordo na rota Brasil-Canadá.

Review da Air Canada Interno e Externo - 01

Qualidade e atendimento

Nós já enfrentamos alguns atrasos, de certa forma comum, nessa rota Canadá-Brasil, mas nada que tenha afetado diretamente nossa programação. De qualquer forma, é preciso ficar atento caso sua conexão seja muito apertada ou se o bilhete incluir mais de uma parada antes do destino final. Quando isso aconteceu com o Fred, o pessoal da Air Canada em Toronto já estava a postos e com o voo da conexão para Saskatoon remarcado.

Review da Air Canada Interno e Externo - 04

O que mais me agrada na companhia é a simpatia de todos os funcionários, desde os atendentes no check-in até os comissários de bordo.

Talvez o quesito mais simples da Air Canada seja realmente a comida oferecida a bordo. Nos voos internacionais são servidos jantar e café da manhã no padrão comida de avião. Já nos voos internos, o serviço de bordo se limita apenas às bebidas, mas há a opção de lanches pagos à parte.

Review da Air Canada Interno e Externo - 11

Programa de milhagem da Air Canada

Como membro-fundador da Star Alliance, é possível acumular as milhas no Aeroplan, o programa de fidelidade da Air Canada, e nas companhias aéreas parceiras (tenho dado preferência aos sistemas da United e da TAP). Por isso, não esqueça de cadastrar o seu número de passageiro frequente favorito na hora do primeiro check-in.

Conclusão

A Air Canada é uma companhia boa para se viajar, a qualidade do serviço é superior, se comparado as companhias dos Estados Unidos como a American, Delta e United Airlines. Destaque para a simpatia de seus funcionários e comissários de bordo e para a utilização de aeronaves mais novas.

O Sundaycooks já viajou a convite do Destination Canada.

Assine nossa newsletter!

Comentários