atualizado em:

Vale a pena conhecer Montreal no auge do inverno?

Com temperaturas que podem chegar na casa dos -30 graus, conhecer Montreal no inverno é uma grande aventura.

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

Dá pra encarar Montreal no inverno? Eu diria que sim, mas com algumas restrições. Nossa primeira experiência nesse friozão foi durante o inverno de 2013, com direito a temperaturas extremas e nevascas que impressionaram até os locais. O Fred voltou em 2018 e também encontrou a cidade toda branquinha. A dica essencial é caprichar na mala e na programação indoor.

montreal-inverno-neve-canada-vale-a-pena

Montreal no inverno: como aproveitar a cidade no frio

A experiência de viajar no inverno muito mais forte do que estamos acostumados nos proporcionou percepções distintas e ainda nos trouxe uma vaga ideia de como é a vida dos moradores que já estão acostumados com todo o ritual de tirar quilos de neve da calçada, desenterrar seu carro e dirigir em ruas escorregadias.

Nessa época do ano, os dias são mais curtos, o sol aparece mais tarde e se põe bem cedo, dessa forma, as horas que passamos caminhando nas ruas também eram limitadas. As atrações também adaptam seus horários de funcionamento e tendem a fecharem mais cedo.

Com um clima rigoroso como esse, é importante ser flexível e saber, de antemão, que talvez seus dias não sejam tão corridos e lotados de atividades como em tempos de temperatura positiva. Dessa vez nada de piquenique no parque.

Por mais que estivéssemos vestidos de maneira adequada, com os termômetros beirando os -20 graus, não conseguimos caminhar longas distâncias ou ficar expostos ao frio por muito tempo. Nossa programação se resumia a pequenas caminhadas, a visitar alguma atração protegida do frio, almoçar e repetir o mesmo esquema no período da tarde.

Também permita-se descansar. Seu corpo pede por momentos mais relax com esse friozinho/ão.

Escolher um bom e aconchegante hotel pode fazer toda a diferença. Se uma nevasca chegar e te impedir de seguir sua programação, nada melhor do que poder voltar e se abrigar. Com um filminho na TV e uns petiscos, a neve fica ainda mais divertida lá fora.

Como aproveitar uma viagem em temperaturas muito baixas?

montreal-inverno-neve-canada-inverno

Programe refeições bacanas

Levamos a história de Montreal ser uma cidade gastronômica bem a sério. As refeições eram programadas com o mesmo critério de quem monta um roteiro por atrações. Isso era uma forma de evitar ficar zanzando no frio a procura de um bom restaurante. Vale a pena investir um pouco de atenção nesse momento saboroso da viagem.

Tenha roupas de frio adequadas

Mais do que a quantidade, aqui vale a regra da qualidade.

Os tecidos precisam ser adequados e preparados tecnologicamente para suportar invernos rigorosos. Se você precisar comprar roupas de frio, verifique e questione os vendedores sobre a capacidade daquela determinada peça de suportar temperaturas negativas. Cheguei a encontrar casacos que suportavam até -40 graus. Dá pra imaginar essa vida de esquimó? A Columbia, The North Face, entre outras marcas, têm roupas com tecnologia especial para invernos muito rigorosos que fazem toda a diferença.

Cuide bem dos seus pés

O conselho que diz que pés bem aquecidos diminuem a sensação de frio é verdadeira. Sapatos ou botas impermeáveis forrados e meias grossas com tramas fechadas são ideais. Nada de tentar colocar várias meias normais para tentar se aquecer. Isso só vai machucar seus pés.

Mantenha o corpo aquecido

Para a parte de cima, é importante ter um cassaco pesado corta-vento para manter a temperatura do seu corpo e outra para lhe aquecer como um suéter ou um fleece. Já para as pernas, também é necessário ter uma calça que proporcione isolamento térmico. Em ambos os casos, uma segunda pele é uma ótima aquisição.

Se você está pensando em usar jeans, use somente para pequenos trajetos e com uma segunda pele por baixo, pois o vento é cruel. Ainda é preciso ter um par de luvas, gorro, protetor de orelha e um belo cachecol (daqueles mais quentes) para ajudar a proteger o seu rosto e pescoço do frio.

Ufa! com tudo isso acho que você está preparado para enfrentar o frio em praticamente qualquer lugar do mundo, menos num inverno na Sibéria.

Capriche na nécessaire

Não subestime a necessidade de um bom hidratante corporal, facial e um protetor labial.  Levei dois hidratantes labiais (um da Avène e outro da Kiehl’s); para as mãos, um gel purificante com óleo de lavanda e um hidratante de manteiga de karité da L’Occitane. Para o rosto, era a vez de caprichar nos produtos da Clinique. Não esqueça do protetor solar porque ele também ajuda a aliviar a aparência avermelhada da pele no frio.

Como sabia que o forte inverno não perdoa, também caprichei no hidratante corporal. Viajou comigo um potão da ISDIN, um creme que ajuda a hidratar a pele sensível e bem ressecada. Ele tem uma textura suave e foi uma mão na roda. Não não ficaram de fora uma água termal da da Avène e o óleo extraordinário da L’Oreal para hidratar os cabelos.

O Sundaycooks viajou a convite do Destination Canada para Montreal.

Assine nossa newsletter!

Comentários