“Qual moeda levar para o Peru” foi uma das primeiras dúvidas que tive ao planejar nossa viagem. Isso porque a moeda do Peru, o Nuevo Sol, não é facilmente encontrada nas casas de câmbio aqui no Brasil. Aprenda, então, os “segredos” de como não passar apertos e não perder muito dinheiro com as conversões de moeda estrangeira :)

Qual moeda levar para o Peru?

Como comprar moeda estrangeira com as melhores taxas?

Para ajudar ainda mais nossos leitores, nós fechamos uma parceria ainda melhor que a anterior com a Confidence e agora somos correspondentes cambiais da empresa. Isso significa que podemos vender qualquer moeda estrangeira com toda a segurança que a Confidence oferece, mas com uma vantagem, nossas taxas de conversão são as menores possíveis 😀 Veja mais detalhes abaixo:

Como comprar moeda estrangeira com desconto e as melhores taxas?

100 Nuevos Soles

Leve seu cartão de débito internacional habilitado para saques

Essa é a melhor opção na minha opinião, mesmo depois desse novo aumento do IOF, principalmente se seu banco não cobrar taxas por saque ou se as taxas forem pequenas. Além disso, você já sai com a moeda local e não precisa perder dinheiro nas conversões das casas de câmbio :)

Caixa Eletrônico Union Pay Global Net

Claro que nem tudo é festa. No Peru, os caixas eletrônicos também cobram taxas por saque, além daquelas praticadas pelo seu banco.

Infelizmente você só saberá qual a taxa é cobrada no final da operação de saque, por isso fizemos uma listinha com os valores que pagamos por saque em cada caixa eletrônico para facilitar sua vida :mrgreen:

ATENÇÃO: O Marcelo disse neste comentário que fez saque de notas falsas num caixa da GlobalNet como o da foto. Eu saquei nesses caixas e não tive problemas, mas se for possível evitar, use os caixas de dentro dos bancos ou faça saques menores nesses da GlobalNet.

Veja no post como evitar pegar alguma nota falsa no Peru:

Como identificar notas falsas de Nuevos Soles no Peru

Taxas por saque no Peru:

Scotiabank = Sem taxa (nós sacamos duas vezes e não nos cobraram)

Banco de la Nación (caixa vermelho e branco) = Sem taxa (dica da Simone)

BCP = 5,60 soles / 4 reais

BBVA = 14,50 soles / 10 reais

Caixas eletrônicos Global Net = 10 soles / 7 reais

Esses caixas eletrônicos Global Net (com um cartaz escrito Union Pay) eram encontrados no aeroporto, nos hotéis e nos locais turísticos. Parecia ser o Banco 24h deles.

Nota: Esses valores podem variar de caixa eletrônico para caixa eletrônigo. Um leitor comentou que o BCP quis cobrar 13,60 soles para realizar um saque. 

Qual moeda levar para o Peru?

Nova nota de 10 soles

Qual moeda levar para o Peru?

Antiga nota de 10 soles

Quanto sacar por vez?

Uma boa quantia por saque é 400 soles (+- 280 reais), mas isso depende muito dos lugares que você pretende passar (feirinhas e mercados normalmente não aceitam cartões) ou se você prefere gastar tudo em dinheiro. Nós utilizávamos o cartão de crédito sempre que possível e esse valor era suficiente para 3 dias.

Tente fazer saques em valores que não são múltiplos de 100 (por exemplo 390 soles), se o caixa eletrônico permitir, para tentar receber pelo menos algumas notas trocadas para pagar táxis e outras miudezas.

Como fazer saques internacionais?

Confira todas as dicas no post: Como usar o cartão de débito internacional

Qual moeda levar para o Peru?

Nova nota de 20 soles

Qual moeda levar para o Peru?

Antiga nota de 20 soles

Leve um pouco de dinheiro em dólar ou real para o Peru

Essa é a segunda opção nas minhas preferências, pois em qualquer troca de moeda você sempre sairá perdendo :( Eu diria que essa opção é o backup necessário caso não consiga fazer saque com seu cartão de débito ou se estiver longe de um caixa eletrônico.

Leve o suficiente para 2 ou 3 dias, ou seja, leve aproximadamente 300 reais ou 150 dólares na cotação de hoje. Se você não tiver um cartão de crédito internacional ou o limite for pequeno, é melhor levar mais dinheiro.

Troque o dinheiro nas casas de câmbio ou hotéis

As casas de câmbio têm as melhores cotações em geral e, junto com os hotéis, são a opção mais segura para troca de dinheiro. Mas lembre-se de que apenas notas novas e sem marcas são normalmente aceitas, como a Lu Malheiros conta na caixa de comentários. Isso também me lembrou de que a pessoa que contratamos para fazer os tours em Cusco tinha falado que só notas novas seriam aceitas, pois os bancos podem encanar com notas mais usadas.

No Peru, você encontrará algumas pessoas pela rua trocando dólares, facilmente identificadas pela quantidade enorme de dinheiro que elas mantém nas mãos.

Nunca, jamais troque dinheiro na rua! A cotação é normalmente mais tentadora, mas há sempre o risco de ser assaltado ou cair em algum golpe, pois já vimos muitas pessoas recebendo notas falsas de soles dos cambistas :/

Alguns lugares e pessoas também podem aceitar dólares como pagamento, mas isso nunca é vantajoso para você :(

Dica de casa de câmbio em Cusco: A Ana comentou que conseguiu trocar Reais por Soles a uma taxa bem amigável na Plaza de Armas de Cusco esquina com a Calle del Medio. Segundo ela, no final de junho a cotação era 1 Real = 1,18 Soles, bem parecida com a cotação do Banco Central que era de 1 = 1,23.

A Tamiris disse que nos supermercados Metro também tem cabines de troca de dinheiro e que os valores lá são melhores que as casas de câmbio de Miraflores. Vale a pena dar uma conferida :)

Vale a pena levar Real ou Dólar? Qual tem a melhor cotação em Nuevos Soles?

Vários leitores passaram aqui para deixar as cotações médias que encontraram em cada cidade do Peru. Por isso eu resolvei fazer uma lista que deve ser atualizada com frequência. Claro que as cotações podem variar dia a dia e, por isso, podem ficar desatualizadas rapidamente.

O ideal é, pelo menos, conseguir identificar as cidades que têm as melhores cotações e poder decidir se vale a pena levar Dólar ou Real para o Peru, já que trocar Soles por aqui nunca se mostrou uma boa opção.

Decidir qual é a melhor moeda depende muito da cotação do dólar que você conseguir encontrar, por isso deixo aqui uma conta simples que espero que ajude vocês nessa hora da decisão. Lembrando, novamente, que foi tudo feito com base nas cotações mais atuais que nossos leitores passaram :) O dólar também é interessante se você for para lugares mais ermos do Peru como Chivay no Valle del Colca, pois nesses lugares, o real pode não ser aceito.

MUITO obrigado a todos que compartilharam suas experiências! Sempre que alguém enviar um valor mais novo, eu atualizo o post :)

  • Lima
    • 1 real = 0,85 soles
    • 1 dólar = 2,95 soles
    • 1 dólar = 3,27 reais
  • Cusco
    • 1 real = 0,92 soles
    • 1 dólar = 3,15 soles
    • 1 dólar = 3,27 reais

Como podem ver, a cotação de Lima é normalmente pior que a de Cusco :(

Para nossas continhas, tomemos como base 500 soles. Quanto precisaríamos gastar em reais se quisermos levar só real ou dólar (que será comprado em reais)?

  • Lima
    • Levando real: 500 soles = 588,24 reais
    • Levando Dólar: 500 soles = 169,49 dólares = 554,23 reais
  • Cusco
    • Levando real: 500 soles = 543,48 reais
    • Levando Dólar: 500 soles = 158,73 dólares = 519,05 reais

De acordo com essas cotações, levar dólar é a melhor opção, pois a perda de real varia de 20 a 30 reais a cada 500 soles ou, 5 a 6% de perdas.

Para os curiosos, essas são as continhas que eu fiz para encontrar o valor dos soles em reais nas duas opções.

  • soles / real
  • soles / dólar * cotação do dólar em real

Última atualização: 21/07/2015.

Qual moeda levar para o Peru?

Leve o VTM, CashPassport ou equivalente apenas em último caso

Isso mesmo, esses cartões só são interessantes quando a moeda do cartão é a mesma do local em que você o está utilizando.

Como não há VTM em Nuevos Soles, você perderá duas vezes. Uma na compra da moeda para recarregar seu cartão (cotação do dólar/euro turismo) e outra quando utilizá-lo, pois será feita uma conversão da moeda local para a moeda do seu VTM, sempre na pior cotação possível.

Mas, porém, contudo, entretanto, todavia… se você já tem um VTM com dinheiro, não custa nada levá-lo para uma emergência. :)

Qual moeda levar para o Peru?

O que eu faço se sobrar soles comigo ao final da viagem?

Nesse caso, o melhor a se fazer é pagar o último hotel com a maior parte dos soles, pois pior que perder dinheiro na compra de uma moeda, é perder na venda.

Mas não gaste tudo no hotel, já que você ainda pode precisar pagar o transporte até o aeroporto e pode acontecer algum imprevisto no caminho. Eu sugiro deixar uns 100 soles de reserva até chegar no aeroporto. Já no aeroporto, gaste todo o dinheiro que sobrou, principalmente as moedinhas, no free shop local. Assim, você usa todo o dinheiro que havia sobrado e ainda traz uma lembrancinha para mim :mrgreen:

Dicas

O Sundaycooks agora é correspondente cambial da Confidence, ou seja, agora você pode comprar Nuevos Soles, Dólar, Euro e várias outras moedas estrangeiras conosco com toda a segurança e com as melhores taxas :)

Você tem alguma técnica especial para a trocar moedas em países como o Peru?

Teve algum problema ao tentar sacar ou trocar dinheiro por lá?

Deixe suas dicas nos comentários 😀

Clique aqui para conferir todas as nossas dicas e roteiros do Peru \o/

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    686 Comentários
  1. Oi, Carolina!
    Enviei um e-mail para você.

  2. Oi, Carolina!
    Enviei um e-mail para você.

  3. Bom dia

    Vou para o Peru em junho e ficarei 3 dias em Lima e 6 dias em Cusco. Já estou com hospedagem e passeios do vale sagrado e machu picchu pagos.

    Gostaria de saber quanto de dinheiro levar e se, atualmente, a melhor moeda para se levar é o dolar.

    Obrigada

    Fernanda

    • Fernanda,

      Tudo depende do estilo de viagem de cada um. É difícil pra gente estimar um valor mínimo, mas no geral o Peru não é um destino caro para deslocamentos e alimentação.

      Leve dólares, nosso real anda desvalorizado e comprar soles por aqui não é muito vantajoso.

  4. Olá, fui para o Peru dia 03/05/2016 e voltei dia 10/05. Além da passagem (que foi parcelada no cartão), levei R$ 1.700,00 e ainda voltei com 500 e poucos reais.
    Ou seja, gastei por lá (entre Lima, Cusco, Águas Calientes e Machu Picchu) algo em torno de R$ 1.200,00.
    Peguei uma cotação de 1 real=0,90 soles, pesquisando bem em várias casas de câmbio na Plaza das Armas (Cusco).
    Confesso que no 1º dia, por causa do soroche, praticamente não comi nada.
    Fiquei em hostels com diárias que não passavam de 30 soles (Kurumi Hostel, em Cusco e Casa Machu Picchu, em Águas Calientes).
    Aproveitei muito bem o café da manhã destes lugares.
    Almoçava em lugares decentes por 10 soles, no máximo (Na Calle Huaynapata, atrás da Plaza, tem um restaurante bem charmoso e pequeno, onde um prato delicioso e farto, custava isto).
    Quando jantava, era lanche no Mc Donalds, por 8,90 soles (comia o Extra Pollo, hamburguer de frango, com fritas e suco) ou uma sopa de pollo, perto do hostel, tb por volta de 10 soles. Levei muita besteira do Brasil para beliscar e ainda sobrou.
    Comprei 4 blusões (paguei 30 soles cada, na mesma Calle Huaynapata), 2 toucas, 2 mantas, 2 mochilas (por 20 soles, tb na Huaynapata) 4 camisetas (15 soles cada, numa feira da Av. del Sol), 2 agendas, um pingente, pechinchando muito nas lojas e feiras.
    Fui e voltei de trem para AC e consegui uma barbada pela Inka Rail (405 soles). E a van ida e volta Cusco-Ollantaytambo foi 40 soles. Fiz o pacote com a agência Incas Advisor, na praça, quase ao lado do Mc Donalds.
    A entrada em MP foi 128 soles (Não fiz nenhuma montanha, mas fui até Intipunku, que é quase igual e ainda é de graça) e só subi de van (12 dólares). Desci a trilha à pé até AC, em 1h e 10 min.
    Iria economizar mais ainda, pois iria pela Hidreelétrica e voltaria de trem, mas resolvi ir e voltar de trem, por achar mais seguro.
    Não fiz city tour em Cusco, mas caminhei muito por tudo, até onde não haviam turistas.
    E ainda peguei dia de las madres por lá, com muitos eventos populares nas ruas.
    Também não comprei boleto turístico e nem fui a Puno. Ficou para a próxima.
    Táxi do aeroporto para hostel, foi 20 soles (não sabia das manhas da pechincha ainda). Na volta, para o aeroporto, o hostel chamou um e custou 10 soles.
    Ainda sobraram 20 soles, que tive que dar para a PF no aeroporto de Lima, pois perdi meu papel de ingresso no país (chegando ao Brasil, achei o maldito papel na mala).
    Viagem fantástica, cenário deslumbrante, fotos incríveis, dias de céu azul e muitas amizades feitas.
    Criei meu roteiro todo sozinho, pegando várias dicas de sites como este aqui.
    Valeu!
    Já tô me coçando para a próxima viagem, kkkkk.

  5. Olá Ana, se vc ainda tiver os soles pra vender (ou qualquer outra pessoa que tenha), por favor entre em contato no e-mail rc.info@uol.com.br. Estou em São Paulo-SP.

  6. Oi, Reinaldo! Tenho ainda sim.

  7. Estaremos viajando dia 11/07 para o Peru, alguém pode nos ajudar com algumas dicas…
    Muito obrigado.
    Email. aguas.claras@globo.com

  8. oi,boa noite! queria ir para o peru para comprar roupas , para qual cidade é melhor ir? como faço, levo reais,dolares, soles, ou só o cartao de credito internacional? me ajuda ae gnt sou marinheiro de primeira viagem, aguardo reotrno de alguem no email, obrigadoooo

  9. 1 28 29 30
Deixe seu Comentário