atualizado em:

Montreal en Lumière: gastronomia por toda parte

Uma das grandes atrações do festival é a oportunidade única de provar menus exclusivos criados por chefes renomados internacionalmente.

por Fred Marvila outros artigos do autor
atualizado em:

Eu sei. Eu sei. Começar um texto elogiando a cena gastronômica de Montreal é praticamente chover no molhado (ou seria nevar?). A cidade carrega com muito orgulho essa paixão pela boa mesa, portanto, se você gosta de combinar bons jantares, com festas e eventos culturais, então não pode perder o Monteal en Lumière.

Considerado um dos melhores festivais de inverno do hemisfério norte, o Montreal en Lumière organiza uma série de encontros entre chefs locais e internacionais que preparam jantares e almoços especiais para o evento. E aqui não estamos falando apenas de menus pomposos, tem programação para todos os bolsos.

Eu pude conferir ao vivo alguns desses menus e garanto que, mesmo com temperaturas abaixo de zero, não tem como não sentir um calorzinho no coração.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 03

Gastronomia durante o Montreal en Lumière

A gastronomia é um dos carros chefes do Montreal en Lumière e uma oportunidade única para experimentar sabores e levá-los consigo como um souvenir da cidade.

Europea

Comandando pelo chef Jérôme Ferrer, o restaurante Europea serviu um menu dedicado ao Lumière com um amuse bouche com carolinas frescas e deliciosas, quase um abraço para abrir o apetite.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 07

Numa brincadeira com o cappuccino, o segundo prato era um caldo de lagosta com purê de trufas negras no fundo e chantilly no topo com raspas de trufa negra. Em seguida, um ovo poché com redução de vinho tinto e crocantes de bacon que fizeram até este rapaz se derreter. O menu completo de quatro passos custou 45 CAD.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 08

Blumenthal

O Blumenthal é da mesma empresa que organiza Lumière e o Festival de Jazz de Montreal, por isso, todo dinheiro arrecadado com os jantares durante todo o ano é revertido para as atividades externas dos eventos, todas grátis. Aberto sete dias por semana, o restaurante tem um ambiente aconchegante e descontraído.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 01

Os pratos vão desde simples saladas e hambúrgueres até elementos mais elaborados. Destaque para um clássico francês: a famosa Sopa. De. Cebola. E mais não digo. Provei também o coelho e, por fim, um curioso crème brûlée com infusão de um cogumelo que lembra um pouco o sabor do maple. O menu completo de quatro passos custou 50 CAD.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 02

Hambar

Já o Hambar, especializado em charcuteria, ofereceu um prato com vários cortes diferentes, desde presuntos serrano e prosciutto até chorizo e mouse de foie gras. Mesmo viajando fora da época do Lumière, vale conhecer o restaurante e experimentar o drink Paris, uma mistura de gin tônica com martini e um toque de toranja e tomilho. O menu custou 29 CAD. Não deixe de passar lá no Instagram do Sundaycooks para entender a origem do nome do restaurante.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 10

Brasserie T!

Por fim, a Brasserie T! é um restaurante todo descolado dentro de um contêiner com paredes de vidro especializado em charcuteria e pratos clássicos de bistrô. O local é muito procurado pelo seu brunch ou para o jantar antes ou depois dos teatros que ficam pela região. A casa é a versão petit do famoso Toqué! do chef canadense – e queridinho aqui do site – Normand Laprise. Provei o menu temático a base de trufas negras por 79 CAD.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 04

Mais gastronomia

A programação gastronômica do Montreal en Lumière não parou por aí. O evento também preparou vários eventos para aprendizes de cozinheiros como aulas de cozinha para crianças cozinharem com os pais, workshops de harmonização de vinhos e comida, walking tours pelos sabores e aromas de Old Montreal e um grande festival de queijos de Quebec e outro de Cidras (muito boas, por sinal!).

Gastronomia do Montreal en Lumière - 05

Isso me enche de alegria, porque acredito que uma forma de se conectar com o destino é através da sua comida e pela tradição dos seus ingredientes. Por isso, sempre que viajar, experimente algo novo! Prove tudo o que nunca comeu: de cauda de castor (um doce típico de Quebec) na barraquinha da esquina, aos pratos elaborados de um grande chef.

São essas memórias que ficaram gravadas na sua mente pra sempre.

Gastronomia do Montreal en Lumière - 06

O Sundaycooks viajou para Montreal a convite do Montreal en Lumière.

Assine nossa newsletter!