atualizado em:

Coronavírus e viagens: mudando os planos

Confira todas as informações atualizadas sobre o COVID-19 ao redor do mundo e veja informações sobre cancelamento de viagens.

por Sundaycooks outros artigos do autor
atualizado em:

O surgimento do Coronavírus é um assunto de dimensões globais. Entidades e órgãos de saúde de todo o planeta passaram a adotar cuidados e restrições para evitar que o vírus se espalhe. E no último dia 11 de março, a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou declarou a COVID-19 uma pandemia.

Neste meio, o turismo mundial tem sido afetado com o fechamento de fronteiras de países da União Européia, América do Sul, atrações populares e o cancelamento de voos partindo do Brasil com destino ao Velho Continente e até mesmo para os Estados Unidos.

Apesar do início em Wuhan, na China, a doença se espalhou para todo o mundo, fazendo com que os viajantes se questionassem se devem cancelar viagens devido ao Coronavírus.

viagem_coronavirus

O que é o Coronavírus?

O Coronavírus é pertencente a uma família de vírus (não diga?!) causadora de condições respiratórias sérias, que desde de dezembro de 2019, tem resultado em uma espécie de gripe mais forte (que pode acarretar numa pneumonia), que começou a surgir em Wuhan, na China, e se alastrou rapidamente.

O mundo ja tem quase 5 milhões de infectados com coronavírus e centenas de milhares de mortes registradas. O avanço da doença fez com que governos de diversas regiões isolassem seus habitantes, restringindo meios de transportes, cancelando eventos públicos e controlando a entrada e saída de pessoas de vários países.

Não viaje sem seguro!

Nós sempre falamos aqui no Sundaycooks o quão importante é contratar um seguro viagem quando vamos para outro país.

Em momentos como esse, quando vírus diferentes começam a se espalhar, isso se torna ainda mais importante. Não somente para que você possa ficar mais tranquilo caso seja necessário ir ao médico no exterior, mas também para estar coberto caso algum problema com seu voo ou mala aconteça.

Nossa dica é sempre pesquisar por um seguro viagem que cubra, não somente despesas médicas, mas também despesas por atrasos de voos e extravio de bagagem. É sempre ruim quando alguma coisa dessas acontece, mas saber que você está coberto faz com que o perrengue pareça menor.

ATENÇÃO: a cobertura do seguro garante o tratamento para o caso de contração do Coronavírus, mas NÃO para o cancelamento da viagem. No caso, vale remarcar a viagem e consultar a cobertura do plano.

Alem disso, como o Coronavírus foi classificado pela OMS como pandemia, fica a critério da empresa contratada a cobertura ou não do tratamento.

Já dizia nossas sábias avós: seguro morreu de velho!

Quais os sintomas do Coronavírus

Os sintomas do Coronavírus, até o momento, estão relacionados aos pulmões. Por ser uma infecção que afeta todo o sistema respiratório, os principais sinais de contaminação são:

  • Tosse
  • Falta de ar/dificuldade para respirar
  • Diarreia
  • Febre
  • Problemas gástricos
  • Pneumonia
  • Insuficiência renal
A indicação para quem retornou de uma viagem para os países mais atingidos ou regiões próximas com um destes sintomas é procurar atendimento médico apenas quando apresentar algum tipo de sintoma mais grave.

O Ministério da Saúde também recomenda que viajantes que cheguem ao Brasil fiquem em isolamento domiciliar por 7 dias, mesmo que não apresentem nenhum sintoma de Covid-19.

Como evitar a contaminação do Coronavírus

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) emitiu um comunicado oficial em aeroportos de todo o Brasil com dicas para evitar a contaminação do Coronavírus.

As dicas são:

  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão. Se não tiver água e sabão, use álcool gel 70%;
  • Cubra o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Descarte o lenço no lixo e lave as mãos;
  • Evite aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Procure o serviço de saúde mais próximo.

viagem_coronavirus

Coronavírus: China reabrindo as portas

A China está sendo o primeiro país a afrouxar as medidas para conter o alastramento do Coronavírus, que vinham afetando o turismo no país.

Em dado momento, o Governo chinês havia bloqueado parte da Grande Muralha e monumentos históricos de Pequim restringindo o acesso de pessoas.

Toda a região do Tibet havia fechado suas atrações . Porém, desde meados de abril, a China já se recupera e está reabrindo todas as suas atrações, inclusive, o parque da Disney no país.

Coronavírus: impactos na aviação

Além das atrações de diferentes destinos no mundo, outro ponto levanta questões se o viajante deve cancelar viagem devido ao COVID-19: os voos. O impacto dessa grise de saúde global para o mercado do turismo e da aviação está sendo enorme.

O impacto tem sido tanto que a Virgin Atlantic, que iria estrear um voo direto entre São Paulo e Londres neste mês, adiou a estreia para 5 de outubro e já fez empresas como a Avianca Holdings e a South African Airways a entrarem em processo de recuperação.

Outras companhias têm flexibilizado as políticas de cancelamento ou remarcação de voos para os países que estão apresentado casos mais graves como China e Itália. A Lufthansa, por exemplo, zerou as taxas de remarcação de passagens. A Air France e a KLM também estão com políticas mais flexíveis.

Mas atenção: muitas empresas estão readequando sua malha aérea, suspendendo rotas e voos entre o Brasil e os Estados Unidos, Europa e América do Sul.

Acompanhe nosso especial das companhias aéreas e conhece as políticas adotadas pelas principais empresas para o momento.

Se você tinha viagem marcada para o exterior e vai cancelar ou adiar os planos, confira as políticas adotadas pela sua companhia.

Devo cancelar minha viagem devido ao Coronavírus?

China e Sul da Ásia

Não há restrições legais para o trânsito de pessoas entre o Brasil e a China para conter o Coronavírus. Porém, o melhor, pelo menos neste momento, é evitar problemas e adiar os planos de conhecer a China, ao menos até a situação estar bem controlada.

Como os dados de retenção da doença no país estão mostrando sinais positivos, aos poucos, a rotina na China está voltando ao normal e até mesmo os hospitais de campanha já estão sendo desativos.

Em breve, o turismo voltará a funcionar perfeitamente.

Caso já esteja em viagem, veja se não há cobertura também pelo seu seguro viagem.

Porém, os demais países da Ásia mantém cautela e têm algumas das suas atrações fechados ou em funcionamento especial

Europa

Muitos países da Europa estão sofrendo com o fechamento temporário de diversas atrações, restaurantes, museus e o corte no fluxo dos transportes públicos.

Itália, Espanha, Dinamarca, Polônia, República Tcheca e Alemanha são alguns dos países já haviam anunciado medidas bem restritivas para deslocamento e circulação no início do mês.

Porém, os países que compõem a União Européia permanecem com as fronteiras fechadas.

O Reino Unido passa por um processo de lockdown e, também, está sem quaisquer atividades turísticas em pleno funcionamento. O que quer dizer: sem viagens de e para a Europa.

A essa altura do campeonato, você deve estar se perguntando: “devo cancelar minha viagem para a Europa devido ao Coronavírus?”

Resposta: sim. Adie sua viagem até ao menos setembro, quando as atividades devem voltar ao normal (esperamos)

Quanto aos outros destinos, monitore os canais oficieis e veículos de imprensa sérios. Cuidado com informações alarmistas e correntes de WhatsApp. Confira sempre os informativos oficiais dos destinos, as orientações das cias aéreas e do Ministério da Saúde antes de adiar sua viagem.

viagem_coronavirus

Estados Unidos

Os Estados Unidos são o novo epicentro do Coronavírus. Em pouco tempo, o país registrou índices alarmantes com milhares de infectados e vítimas fatais.

Sendo assim, os voos continuam comprometidos, de e para diversas regiões do solo americano. Apesar da movimentação do presidente Donald Trump para a reabertura de comércios e retomadas na economia, muitos governadores e prefeitos americanos mantiveram restrições de deslocamento de pessoas.

Nova York

As principais atrações de Nova York vão permanecer fechadas por tempo indeterminado. Portanto, por enquanto, nada de show da Broadway ou passeios pelos museus. A cidade foi uma das que adotou as medidas mais agressivas de quarentena.

Disney, SeaWorld e Universal fechadas

O Coronavírus obrigou a Disney, o SeaWorld e a Universal a fecharem seus parques em todo os EUA. O período no qual os parques ficaram fechados ainda é incerto. Contudo, a reabertura total não deve acontecer tão cedo.

Como usar o metrô de Nova York 01

América do Sul

Os países da América do Sul também estão fechando fronteiras e adotando medidas restritivas para conter o avanço do Coronavírus.

Colômbia, Argentina, Chile, Peru, Brasil… infelizmente, as viagens de e para os países da América do Sul permanecem comprometidas.

Inclusive, com o avanço do COVID-19 no Brasil, vitimando milhares de pessoas, as recomendações são de suspender qualquer viagem ou deslocamento.

Sendo assim: FIQUE EM CASA!

África

Apesar de estar longe dos holofotes dos turistas e ainda, a África registrou casos de Coronavírus em 23 países do continente.

Contudo, as viagens para a África ainda não sofreram grande impacto devido ao Covid-19, com o maior número de casos sendo registrado no Egito.

Porém, o sinal de alerta para novos casos deve permanecer ligado já que pouco ainda se sabe sobre o vírus.

Oceania

Na Oceania tanto a Austrália quanto a Nova Zelândia adotaram medidas parecidas para todos os estrangeiros que entrarem nos países.

Os viajantes internacionais deverão ficar em quarentena de 14 dias ao desembarcarem em solo australiano ou neozelandês.

No caso da Nova Zelândia os viajantes devem se auto-isolar e se registrar na Healthline (telefone gratuito da Nova Zelândia 0800 358 5453).

Onde fazer compras em Sydney, na Austrália? Queen Victoria Building

Cruzeiros

Os cruzeiros também têm sofrido com o avanço do Coronavírus. Alguns navios com milhares de passageiros já tiveram que ficar isolados e em quarentena.

Além disso, diversos roteiros dos transatlânticos têm sido alterados, com adiamentos, remoção de paradas ou paralisação geral ao longo de todo o ano de 2020.

Confira as principais empresas de cruzeiros paralisadas devido ao Coronavírus:

  • MSC
  • AmaWaterways
  • Avalon Waterways
  • Celestyal
  • Crystal
  • Disney Cruises
  • Princess Cruises
  • Uniworld
  • Viking
  • Costa Cruzeiros

Desta forma, é essencial consultar o site da empresa de cruzeiros em que você vai viajar ou seu agente de viagens antes do embarque.

Se informe sobre o período de suspensão e sobre cancelamento, reembolso ou adiamento das viagens.

Aplicativo do Ministério da Saúde

Para melhor informar a população sobre o Coronavírus, o Ministério da Saúde do Brasil lançou o app Coronavírus-SUS.

A aplicação do Ministério traz:

  • Informativos de diversos tópicos como os sintomas, prevenção, o que fazer em caso de suspeita e infecção e etc;
  • Mapa indicando unidades de saúde próximas;
  • Em caso de suspeita de infecção, o cidadão pode conferir se os sintomas são compatíveis com o do Corona, e caso seja será instruído e encaminhado para a unidade de saúde básica mais próxima;
  • Área de notícias oficial do Ministério da Saúde com foco no Coronavírus.
  • Combate às fake news e informações falsas que estão sendo disseminadas.

A novidade já está disponível para download para dispositivos Android e iOS.

Enfim, cancelar viagem ou não?

Em resumo, a pedida da vez é, novamente, FICAR EM CASA.

O ideal é adiar os planos até setembro de 2020, época na qual estima-se que o vírus deverá perder força.

Tente não cancelar a sua viagem, mas sim remarcar as datas.

Manteremos esse texto atualizado e informando a evolução do Coronavírus conforme novas orientações surgirem.

Nota da editora

Sempre fui entusiasta do meme “Torcedores, calma!”. Nunca gostei de discursos mais alarmistas e sempre mantive minhas viagens mesmo em tempos de atentados ou outras crises de saúde pública como o primeiro surto da H1N1. Mas agora o momento é outro e requer mais cautela, cuidado e atenção, ainda mais porque vivemos numa era de overdose de informações (e mentiras). Tenha muita calma e consciência na hora de tomar a decisão de cancelar, adiar ou remarcar sua próxima viagem.

As próximas semanas, feliz ou infelizmente, serão decisivas para acompanharmos a evolução dessa nova pandemia tanto no Brasil, quanto nos Estados Unidos e na Europa. Essa matéria da Vox News explica um pouco sobre a curca de contágio e fala da importância de evitarmos aglomerações e como isso pode impactar no número de vítimas (essa análise do Washington Post também reforça a importância de se evitar interação social no pico da doença).

Acredito muito que, muito em breve, a situação vai se normalizar e vamos voltar a percorrer esse mundão quase sem barreiras. Enquanto isso, que tal colocar sua lista de séries em dia e caprichar na playslit com suas músicas favoritas?

Assine nossa newsletter!

Comentários