atualizado em:

Peru anuncia reabertura parcial do país

As fronteiras peruanas seguem fechadas para os turistas brasileiros até 14 de março.

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

O Peru está aberto para brasileiros?  Machu Picchu está aberto? Você deve ter visto alguma notícia pipocando por aí sobre o turista japonês que conseguiu visitar Machu Picchu sozinho ou sobre alguma oferta maluca. Entretanto, antes de considerar reservar sua próxima viagem, é preciso levar alguns pontos importantes em consideração.

** Atenção: na última semana de janeiro, o governo peruano anunciou novas medidas para tentar conter o avanço da COVID-19 no país cancelando voos vindos do Brasil e anunciando o fechamento das principais atrações turísticas. Essas normas que valiam até o final de fevereiro foram revogadas e, aos poucos, as atrações vão voltar a reabrir. Entretanto, os voos vindos do Brasil continuam suspensos até 14 de março. Seguimos acompanhando.

Viagem e arquitetura destinos arquitetonicos machu picchu (3)

Turismo no Peru em 2021

Embora as fronteiras do Peru voltaram a ser fechadas para os brasileiros, o país vem reabrindo aos poucos e já definiu seus próprios protocolos. Veja quais são as restrições de viagem para o Peru devido à COVID-19.

Ingressos, passeios e tours pelo Peru:

É preciso apresentar o resultado negativo no teste RT-PCR Coronavírus COVID-19 emitido até 72 horas antes da partida e também é necessário preencher a declaração de saúde disponível no site oficial do governo peruano. Esse formulário deverá ser apresentado tanto no check-in quanto na entrada no país junto com o resultado do exame.

Desde o dia 4 de janeiro de 2021, o Ministério da Saúde passou a exigir a quarentena obrigatória de 14 dias para todos os peruanos e turistas estrangeiros que cheguem no país. Ela pode ser feita na própria residência de quem vive no Peru, na Vila Pan-americana usada durante os últimos Jogos Pan-americanos, em um centro de isolamento ou em hotel. Essa medida tenta barrar a chegada das novas cepas do vírus descobertas recentemente no Brasil, na Inglaterra e na África do Sul.

No sexto dia da sua quarentena, é possível realizar um novo PCR. Caso o exame confirme que você não está infectado com coronavírus, você poderá seguir viagem.

Mas lembre-se que as fronteiras peruanas seguem fechadas para os turistas brasileiros até 14 de março, segundo comunicado divulgado dia 28 de fevereiro pelo governo.

Também foram anunciadas medidas de relaxamento e reabertura das principais atrações no Peru. A partir de primeiro de março de 2021, Machu Picchu reabre suas portas operando com apenas 40% de sua capacidade, ou seja, recebendo apenas 897 visitantes por dia. Moradores de Cusco também poderão entrar de graça na cidade inca aos domingos.

Se antes da pandemia, um seguro viagem já era um item essencial, agora então nem se fale! Fique atento para as novas coberturas que garantem atendimento para casos de COVID-19.

Leia mais: 

Dicas de como montar um roteiro de viagem pelo Peru - Cataratas de Gocta

Voos para o Peru suspensos até meados de março

Atualizações

A nova cepa do coronavírus descoberta no território brasileiro e o descontrole da pandemia tem causado novas restrições para voos internacionais partindo do Brasil.

A lista não para de crescer: o Peru anunciou a proibição de voos vindos do Brasil pelo menos até 14 de março.

Portugal e Colômbia também estão suspendendo os voos comerciais partindo do Brasil.

Os Estados Unidos seguem mantendo as restrições de entrada, conforme comentei neste post no Instagram do blog. Já a Argentina pediu que as companhias reduzam pela metade as ofertas de voos entre os dois países.

Segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo, cerca de 100 países já colocaram restrições para passageiros vindos do Brasil, entre eles a Itália, França, Alemanha, Peru, Turquia, Marrocos e Israel.

Já as fronteiras da Bolívia e do Equador permanecem abertas, mas os países pedem que o brasileiro apresentem um exame negativo de PCR de até 72 horas antes do embarque. O Chile passou a exigir quarentena obrigatória logo na chegada. Veja as regras para visitar o Chile em 2021.

Como comprar chip com internet no Peru para celular e tablet - 03

Saúde pública e controle da pandemia

O Peru é um dos países mais afetados pelo surto de Covid-19 no continente americano e o governo segue mantendo o estado de alerta até o final de fevereiro. Com recursos escassos e problemas econômicos graves, fica ainda mais difícil conseguir conter o avanço da pandemia. Como mais de 70% da população trabalha no mercado informal, é muito difícil manter o isolamento e o distanciamento social, o que agrava ainda mais a propagação do vírus. O resultado será devastador para a população mais pobre do país que depende do turismo, principalmente do visitante estrangeiro.

Aqui cabe um porém bem grande: destinos isolados no Peru não têm estrutura hospitalar e nós podemos ser vetores assintomáticos de transmissão e contaminação da doença, causando sobrecarga à um sistema praticamente inexistente. Máscara (N95 de preferência), lavar as mãos, use de álcool gel e distanciamento social é o mínimo que podemos fazer.

Sei que você está cansado, também estou, mas a pandemia não acabou e todo cuidado é pouco.

Covid no Peru: fronteiras reabertas? 4

Crise no turismo no Peru

Infelizmente nós não temos dimensão da crise político-social que assola o Peru. Depois de enfrentar a queda de três presidentes em poucos meses, a queda do ministro da saúde por fraude no programa de vacinação e protestos que fecharam as linhas de trem que levam até Águas Calientes, o turismo passa por seu pior momento.

Em entrevista dada para National Geographic, Eliana Miranda, diretora do departamento de turismo do governo de Cusco, disse que “92% das pessoas empregadas no setor — de recepcionistas de hotel a vendedores ambulantes de suvenires — perderam seus empregos em agosto, quando Cusco decretou um segundo bloqueio total“.

Ela também afirmou que “houve um êxodo da indústria do turismo, com as pessoas migrando para outros negócios ou retornando às áreas rurais para esperar o fim da crise causada pelo coronavírus.

Queremos fazer parte dessa reconstrução monumental e seguimos acompanhando a evolução dessa situação tão delicada, tanto no Brasil, quanto no Peru.

Que tal curtir o conteúdo do Sunday e aproveitar para sonhar com suas férias? Seguimos na torcida para que tudo melhore logo! Brindaremos com muito Pisco Sour e Cusceña.

Dicas de como montar um roteiro de viagem pelo Peru - Cusco

Assine nossa newsletter!