atualizado em:

Israel está aberto para brasileiros?

Depois do turismo de vacina, vem aí o turismo só para os vacinados.

por Natalie Soares outros artigos do autor
atualizado em:

Já se passou mais de um ano desde que muitos países fecharam suas fronteiras para os viajantes internacionais. Agora uma luz no fim do túnel começa a surgir e Israel anuncia a reabertura para o turismo de vacinados. Spoiler: mesmo os brasileiros imunizados não vão poder voltar a visitar o país.

Israel: fronteiras reabertas?

Isso mesmo: a partir de 23 de maio, o país vai passar a aceitar pequenos grupos de visitantes que já tomaram as vacinas.

Citado por muitos pesquisadores como referência nas campanhas de vacinação em massa, o país agora investe neste novo projeto ainda em fase de testes. Ele deve sofrer alterações ao longo das próximas semanas e ser ajustado conforme os primeiros grupos forem se deslocando pelas diferentes regiões. Também serão divulgados mais detalhes desse plano do governo.

Israel turismo e pandemia

O projeto ainda não está claro e será divulgados em breve, mas o comunicado oficial diz que “todos os visitantes serão submetidos a um teste PCR antes de embarcar no voo para Israel e um teste sorológico para comprovar a vacinação na chegada ao Aeroporto Ben Gurion”.

Ainda não sabemos como esses pequenos grupos de viajantes serão escolhidos, tendo em vista que a ideia do passaporte de vacinação internacional não avançou.

Brasileiros podem entrar em Israel?

Israel: turistas e vacina

Brasileiros podem entrar em Israel?

Quer dizer que os brasileiros vacinados já estão liberados para viajar para Israel? Infelizmente, segundo comunicado oficial do consulado, sete países ficaram de fora desse novo acordo e não poderão entrar em Israel. São eles: Ucrânia, Etiópia, Brasil, África do Sul, Índia, México e Turquia.

Vamos manter esse texto atualizado conforme novas informações forem divulgadas.

Israel: fronteiras abertas para o turismo?

Se antes da pandemia, um seguro viagem já era um item essencial, agora então nem se fale! Fique atento para as novas coberturas que garantem atendimento para casos de COVID-19.

Leia mais: 

Assine nossa newsletter!

Comentários