Semana passada, a Renata nos enviou um super relato sobre sua viagem ao Peru com a Rita, contando todos os detalhes do seu sonho antigo de conhecer Machu Picchu. Obrigado, meninas, pelo texto!

Planejamento da viagem

Nesta etapa foi essencial a leitura de blogs de viagem, em especial o Sundaycooks e o Viaje na Viagem, que muito nos auxiliou com informações sobre o Peru.

Relato dos leitores - Rita e Renata 1

Passagens aéreas

Iniciamos a pesquisa pelo Skyscanner que nos direcionou para o site da Expedia que apresentava o melhor preço para os trechos Belo Horizonte/Cusco/Lima/Belo Horizonte, mesmo tendo nos cobrado uma taxa extra de R$33,91.

Hospedagem

Reservamos os hotéis pelo Booking seguindo as orientações e avaliações de usuários quanto à localização, preço e disponibilidade. Nossa dica é optar por locais onde é possível o cancelamento sem pagamento de taxas ou multas.

Dicas de hotéis em Lima: do básico ao luxo

Onde ficar em Cusco, Machu Picchu e Valle Sagrado?

Relato dos leitores - Rita e Renata 3

Seleção do roteiro

A escolha pelo Peru foi motivada pelo nosso desejo antigo de conhecermos Machu Picchu. Escolhemos iniciar nossa viagem por Cusco, baseadas em informações que tínhamos sobre a existência de vários sítios arqueológicos na região, posteriormente fomos para Lima e retornamos ao Brasil.

Em Cusco permanecemos por quatro dias, reservamos um final de semana para Aguas Calientes/Machu Picchu e três em Lima, totalizando 12 dias de viagem.

Roteiro de três dias em Lima

Dicas para montar um roteiro redondinho pelo Peru 🙂

Relato dos leitores - Rita e Renata 2

Dinheiro e Câmbio

A cotação do Dólar e do Real para a troca da moeda não estava favorável. Pagavam 0,85 soles no real e 3,25 no dólar. Como levamos apenas dólares, adquiridos no Brasil e comprados por R$4,00 aproximadamente, acabamos perdendo no momento do câmbio em Cusco. (Nota do editor: Infelizmente é assim em qualquer troca de moeda 🙁 )

Dica: As melhores cotações foram obtidas nas casas de câmbio localizadas na Av. El Sol, por isso, evite as que ficam próximas a Plaza de Armas.

Qual moeda levar para o Peru?

Chegada em Cusco

O aeroporto de Cusco não fica muito longe da cidade e o percurso de táxi fica em torno de 15 a 20 soles. No nosso caso, solicitamos ao nosso hostel que nos enviasse um táxi para não termos de escolher um no aeroporto.

Comprando o Boleto Turístico

Após realizarmos o câmbio, fomos comprar o boleto turístico de Cusco no escritório da Municipalidad Provincial del Cusco (a prefeitura da cidade). Este boleto é um ticket de ingresso para 16 atrações turísticas na cidade de Cusco e arredores ao longo da região conhecida como Valle Sagrado.

Relato dos leitores - Rita e Renata 4

Pisac

Cada vez que você visita um dos lugares, eles fazem um furinho indicando que você esteve ali. O valor é de 130 soles e ele é válido por 10 dias. Após a aquisição do boleto, fomos contratar o transporte para os locais com visitas guiadas em uma das diversas agências de viagens da cidade (evite as que são localizadas próximo à Plaza De Armas).

Nós consideramos a presença de guias extremamente importante, uma vez que dá maior sentido à visitas com explicações excelentes sobre a história e cultura locais.

Agência de viagem do Peru, qual você indica?

Relato dos leitores - Rita e Renata 5

Pisac

Imprevisto

Ao chegarmos a Cusco no dia 20 de outubro de 2015, ficamos sabendo que haveria dois dias de paralisação dos serviços turísticos na cidade com programação de manifestações contra a aprovação o Decreto Legislativo 1198, que visa a privatização dos sítios arqueológicos da região.

Assim, nos dias 21 e 22 de outubro, todos os serviços turísticos  da cidade de Cusco e proximidades foram interrompidos. Os protestos ocorreram pacificamente, no entanto, ficamos dois dias sem realizar passeios para alguns sítios que constavam no boleto turístico. Aproveitamos, então, para conhecer Cusco.

Relato dos leitores - Rita e Renata 7

Relato dos leitores - Rita e Renata 8

Compra de bilhetes de trem para Machu Picchu

A compra do bilhete de trem para Aguas Calientes/Machu Picchu foi realizada, sem maiores complicações no site da Peru Rail. Os horários dos trens estão disponíveis de acordo com o modelo de vagão escolhido.

Nosso bilhete final foi impresso no escritório da Peru Rail em Cusco.  Optamos pelo vagão Vistadome, mas acreditamos que o modelo Expedition (mais barato) atenderia bem às nossas necessidades. É necessário apresentar o passaporte dos passageiros e o cartão de crédito utilizado na aquisição do bilhete para a troca pelo bilhete final.

Como ir para Machu Picchu?

Relato dos leitores - Rita e Renata 9

Vistadome

Ingresso para Machu Picchu

Compramos o ingresso para Machu Picchu diretamente pelo site oficial. Nesse site, só são aceitas transações com o sistema Verified by Visa. Não conseguimos chegar até o final da transação (impressão final do bilhete de entrada). Por isso aguardamos a confirmação da compra pelo cartão de crédito. Caso ocorra o mesmo, não se preocupe, em Aguas Calientes e Cusco, há atendimentos do Ministério da Cultura do Peru onde é possível imprimir o comprovante definitivo de entrada para Machu Picchu (não esqueça de levar o passaporte).

Relato dos leitores - Rita e Renata 6

Ollantaytambo

Fique atento ao tipo de ingresso que deseja comprar, pois eles variam de preço conforme o acesso a determinados locais. Abaixo a descrição dos modelos de ingresso:

  • Ingresso Machu Picchu Individual: Permite a entrada para Machu Picchu e pode ser usado quantas vezes desejar na data indicada, respeitando os horários de entrada e saída para a citadela. Horário: 6 às 16h.
  • Ingresso Machu Picchu + Huayna Picchu: O mesmo que acima, mais a subida à Montanha Huayna Picchu. Horário de subida a Huayna Picchu: 7 às 8h. (grupo 1) / 10 às 11h (grupo 2).
  • Ingresso Machu Picchu + Montanha: Além da entrada na citadela, ele também dá acesso à Montanha Machu Picchu localizado de frente para Huayna Picchu. Horário de subida: 6 às 15h.
  • Ingresso Machu Picchu + Museu: Inclui a entrada à cidade inca mais o ingresso ao Museo do Sitio Manuel Chavez Ballon. Horário do museu: 10 às 16h (exceto domingos).

Importante: Para a entrada em Machu Picchu é necessário apresentar o passaporte e o bilhete final.

Ingressos para Machu Picchu: Como comprar e possíveis dúvidas

Aguas Calientes e Machu Picchu

Pegamos o trem na estação de Poroy localizado a 20 minutos de Cusco (táxi do Hostel para a estação: 10 soles). De trem até Aguas Calientes são aproximadamente 3h30 de viagem e o visual é maravilhoso! Optamos por dormir nessa localidade para irmos à Machu Picchu na próxima manhã. O valor do ônibus de ida e volta a Machu Picchu é de 78,50 soles por pessoa.

Como havíamos comprado o ingresso que dava direito a subir a montanha de Huayna Picchu para o primeiro horário das 7h, tivemos que sair bem cedo, cerca de 5:15 da manhã, para pegarmos o ônibus. Há vários disponíveis, mas parecem que não são suficientes devido à quantidade de pessoas que querem pegar o ônibus ao mesmo tempo. 

Relato dos leitores - Rita e Renata 10

Visita a Machu Picchu

Chegamos ao parque bem cedo e fomos direto para Huayna Picchu. No início, a subida parece bem tranquila, mas à medida que se aproxima do topo, fica um pouco exaustiva, exigindo um esforço bem grande. Tudo compensado pela vista deslumbrante! Leva-se um tempo de mais ou menos duas horas para subir e descer a montanha.

Relato dos leitores - Rita e Renata 11

De cima de Huayna Picchu

Assim que descemos Huayna Picchu, saímos do parque (você pode entrar e sair três vezes, sempre apresentando o passaporte e o ingresso) com o objetivo de contratar um guia para a visita monitorada no parque. Na entrada, encontram-se vários guias formando grupos para as visitas.

Relato dos leitores - Rita e Renata 12

Machu Picchu

Contratamos um guia fenomenal, chamado Lúcio, que cobrou o valor de 30 soles por pessoa. Sua forma de transmitir as informações sobre a história do local era realmente muito didática. Terminada a visita a Machu Picchu (experiência fantástica) retornamos ao povoado de Aguas Calientes para pegarmos o trem de volta a Cusco, pois no outro dia partiríamos para Lima.

Machu Picchu: eram os deuses astronautas?

Relato dos leitores - Rita e Renata 13

Lima

Em Lima, permanecemos por três dias hospedadas em Miraflores.

Nossos passeios se resumiram a Miraflores, Centro Histórico e Barranco. Em Miraflores está localizado o famoso shopping Larcomar com sua arquitetura interessante e sua magnífica vista do Oceano Pacífico. É lá também que está o sítio arqueológico Huaca Pucllana.

Relato dos leitores - Rita e Renata 14

O centro histórico de Lima, apresenta várias opções de museus, enquando Barranco, é um charmosos bairro boêmio, interessante para visitar durante o dia e à noite.

Roteiros culturais em Lima: os melhores museus da cidade

Onde comer bem em Lima: dicas testadas e aprovadas

Relato dos leitores - Rita e Renata 16

Relato dos leitores - Rita e Renata 17

Outras dicas

  • Não deixe de comer o abacaxi (piña) vendido nas ruas de Cusco – delicioso, doce, e com um caldinho maravilhoso.
  • Não e necessário viajar no trem Vistadome. Você pode viajar de Expedition que é mais barato, ou fazer a ida em um e a volta no outro.
  • Não faça bate-volta para Águas Calientes/Machu Picchu. Vá em um dia, durma no hostel e acorde cedo, muito cedo, para ir para Machu Picchu. Acordamos às 4h e estávamos às 5:15 na fila (super extensa!) para pegar o ônibus para subirmos para o parque, num trajeto que dura aproximadamente 50 minutos.
  • Leve capa de chuva e repelente para Machu Picchu e também uma mochila com alimentos e água.
  • De acordo com o guia que contratamos, Lúcio, subir a Montanha Machu Picchu é uma ótima opção, pois, de acordo com ele, é menos íngreme (apesar de mais alta) que Huayna Picchu e com uma vista também deslumbrante.
  • É sempre possível combinar com os hotéis ou hostels, sem custo nenhum, a guarda de malas para realizar a visita de forma mais leve. No nosso caso, deixamos a bagagem maior no hostel em Cusco e levamos somente uma mochila para Machu Picchu.
  • Em Cusco, não deixe de ir ao bairro de San Blas, Além de super charmoso, é um excelente local para comprar lembrancinhas.

Relato dos leitores - Rita e Renata 15

Você também poderá gostar

Se gostou do que viu, assine o blog!


    15 Comentários
  1. Obrigada pela publicação!!!

    • Oi Renata, obrigada por compartilhar sua experiência. Uma dúvida que ficou: é possível comprar um ingresso para MP que contemple a subida à Huayna Picchu e também à Montanha Machu Picchu? Você saberia informar? Estou indo em Março! Bjos

    • Oi Regina.

      Esse ticket não existe, principalmente porque cada uma das duas montanhas é um passeio de meio dia, mais o tempo para conhecer a cidade inca, ou seja, não se tem tempo hábil para subir as duas montanhas e ainda passear por lá (cada montanha leva pelo menos 2h só pra subir e descer, e isso se vc estiver em ótima forma física e não sofrer com a altitude ;P

    • Obrigado a você, Renata, pelo relato 😀

  2. Que bacana Renata. Adorei.

  3. Oi Regina, para ser franca, nós não sabíamos da Montanha Machu Picchu. Foi o guia, o Lucio, quem nos contou sobre ela. Nosso foco era a Huayna Picchu, pois é a montanha das fotos.

    Acredito que seja possível, pois, no nosso grupo, havia um casal do México que subiu a Montanha Machu Picchu e nós a Huayna Picchu. Foi assim que o assunto surgiu e o Lucio sugeriu ao grupo que, se tivessemos tempo, deveríamos subir a Machu Picchu também.

    Minha sugestão é que compre ingresso para o 1º grupo, para subir a Huayna Picchu; descanse um pouco e depois faça a Machu Picchu.

    Os ingressos para 2016 para Machu Picchu só vão começar a vender a partir da 3ª semana de dezembro.

    Abraços

  4. Viagem inspiradora. Que dupla danuda! Obrigado pelo relato e pelas dicas. Abraços

  5. Olá galera, gostaria de saber se alguem vai estar em cusco em abril? estarei la e gostaria mto duma companhia pra cv zuação e alguém a mais para desfrutar a cidade hahaha quaisquer coisa chama no whats
    31 9 87072849

    abraçossss

    • Alan,

      Nos hostels perto da Praça de Arma, em Cusco, sempre rolam altas festas pra galeria que procura balada.

  6. Eii Boa tarde, gostaria de saber especificamente sobre valores.
    quantos vcs gastaram ao todo e nas estadias essas coisas.
    obrigadaa, beiijo

    • Ola Rebeca, nossa viagem TODA ficou em torno de R$5.000,00. Aéreos, terrestres, alimentação, entrada em Machu Picchu, etc … Tudinho!! Super em conta!!

      Ficamos apenas em Hostels e foi excelente. Busque pelo Booking!! Sensacional!!

      Boa Sorte!!

      Abs

    • Arrasou, Renata!

      Bem econômico mesmo

    • Rebeca,

      É difícil estimar os gastos precisos das viagens de cada um, afinal eles podem variar e muito dependendo do tipo de hospedagem, da alimentação e no nível dos passeios.

  7. Olá,

    Gostaria de saber se é indicado ir para o Peru nos finais de semana, caso nao, qual melhor dia da semana para desembarcar em Lima?

    Obrigada 🙂

    • É sim, Jéssica. Algumas coisas fecham, claro, mas ainda há muita coisa pra se fazer por lá 🙂

Deixe seu Comentário